Culinária africana: 6 pratos típicos que estão na nossa mesa

A culinária africana faz parte da cultura brasileira e conquista os mais variados paladares. Conheça 6 opções que fazem o maior sucesso!

A culinária africana faz parte da herança cultural do povo negro no Brasil. Afinal, estamos falando de um país em que a maioria da população é negra — 55,8% dos habitantes se declaram pretos ou pardos. Não é à toa que muitos pratos típicos dessa cultura foram adaptados por aqui, resultando em uma gastronomia rica, saborosa e variada.

Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo.

Se você pensa em se inspirar na culinária africana para o seu cardápio, apostar em itens que misturam ancestralidade com autenticidade é a opção para agradar à clientela.

Conheça as características da culinária africana e 6 pratos típicos apreciados no Brasil!

Quais as principais características da culinária africana?

Uma das principais características da culinária da África é a diversidade de alimentos e modos de preparo, que variam de um país para outro. Carne vermelha, grãos, tubérculos, leite e leguminosas fazem parte da tradição e da história da culinária africana.

Com a forte dominação europeia no continente africano, a sua gastronomia passou a incorporar temperos de outras regiões do mundo, como pimenta, alecrim, cravo, louro e canela. No Brasil, alimentos como café, amendoim, inhame, gengibre, coco e banana são alguns dos itens trazidos da África por mercadores de escravos.

Sob condições terríveis, os negros escravizados precisaram se adaptar aos ingredientes encontrados por aqui e trazidos de outras localidades. Assim, a influência africana na culinária brasileira é formada pela reinvenção de vários itens, dando origem à culinária afro-brasileira.

Quais africanos fazem mais sucesso entre brasileiros?

Tanto as comidas de origem africana quanto as que foram adaptadas no Brasil fazem sucesso por todo o país. Veja quais são as opções que ficam em destaque no paladar dos brasileiros!

1. Acarajé

Uma das comidas africanas mais populares no Brasil, e também famosa na culinária baiana, o acarajé é feito com feijão-fradinho, camarão, vatapá, caruru, azeite de dendê e molho de pimenta. A técnica de preparo do acarajé é, inclusive, reconhecida como patrimônio cultural imaterial.

2. Feijoada

Outro prato famoso e muito querido nas mesas brasileiras, a feijoada é consumida do Norte ao Sul. Sua origem veio das senzalas, onde as pessoas escravizadas misturavam ao feijão-preto pedaços de porco jogados fora pelos senhores. Além de orelhas, rabo e pés do porco, incluíam farofa e laranja, dando origem ao prato típico.

3. Cuscuz

Feita à base de milho, essa é uma iguaria do noroeste africano. Em geral, o cuscuz é servido com ovo, queijo ou manteiga. Também há a versão doce, feita com leite de coco e açúcar.

4. Pamonha

Tem muita gente que não sabe, mas a pamonha também é uma influência africana na culinária brasileira. Ela é uma variação de um bolinho chamado acaçá. Feita com milho, é misturada ao leite e enrolada na própria palha — podendo ser encontrada na versão doce e salgada.

5. Mungunzá

Essa é uma iguaria afro-brasileira que algumas regiões até reconhecem como item indispensável das festas juninas. Também chamado de canjica, o mungunzá é feito usando grão de milho branco cozido em caldo de leite com açúcar. No Brasil, ganhou outros ingredientes, como canela, cravo da índia e leite de coco.

6. Vatapá

O vatapá é um creme feito com pão amanhecido molhado e farinha de mandioca ou de trigo. Ele costuma ser servido como acompanhamento para peixes e frutos-do-mar. Seu preparo leva bastante tempero, como pimenta, cravo, cebola, coentro, azeite de dendê e outros tipos de condimentos.

Como oferecer pratos da culinária africana?

reporte de Food&Tech Trends da GALUNION identificou que um dos principais desafios encarados pelas pessoas empreendedoras do ramo de alimentação hoje é atrair clientes e manter/crescer nas vendas. O estudo também mostrou que 62% das empresas fizeram alterações no cardápio por problemas de abastecimento ou inflação de custos nestes últimos 3 meses.

Na hora de definir o que vender no delivery, vale a pena variar e trazer opções diferentes, como os itens da culinária africana, vale pensar em um cardápio que vai além da boa comida. Os ingredientes e a apresentação devem refletir os valores da cultura afro, como ancestralidade, comunhão, costumes e saberes. É possível apresentar essas iguarias, por exemplo, bem coloridas e cheias de personalidade e tradição.

Entender qual é a culinária africana e buscar se capacitar é indispensável para o sucesso do seu cardápio temático. Ao se inspirar na herança gastronômica da cultura negra, procure criar sempre uma experiência enriquecedora ao cliente, que promova essa conexão com a nossa identidade — afinal, a culinária brasileira é isso, uma mistura incrível de vários sabores e memórias culturais.

O próximo passo é garantir que seus clientes tenham o melhor atendimento e experiência. Fique por dentro das tendências em delivery: baixe o e-book gratuito do iFood em parceria com a GALUNION.

Por iFood

Por iFood

3 respostas

  1. Legal mas eu não consigo achar quase nem nada gostei desse negócio de culinária gostei desse negócio de Cultura costumes das palavras né

  2. Vocês estão DETURBANDO o processo de feitura do ACARAJÉ(COMIDA SAGRADA OU “BOLA DE FOGO”). TEM EM SUA BASE PRINCIPAL,FEIJÃO FRADINHO,CEBOLA E SAL.NÃO SERIA MAIS HINESTO VIR AQUI NA BAHIA (ENTREVISTAR UMA TIPICA BAIANA-QUITUTEIRA TRADICONAL ?MELHOR DO QUE INVENTAR (MOLHO DE PIMENTA?)QUE LOUCURA É ESSA!
    AGORA IMAGINA,ALGUEM PUBLICAR A RECEITA DA CULINÁRIA DO IFOOD DE MANEIRA LEVIANA?
    QUEANTO AO camarão, vatapá, caruru( SALADA QUE VOCÊS NÃO SABEM,FAZEM PARTE COMPOSIÇÃO FINAL), A ZEITE DE DENDÊ SÓ ENTRA NA FRITURA.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

17/05/2024

Desvendando o ciclo do pedido: etapas, como medir e desafios

16/05/2024

À la carte: o que é, como funciona e dicas essenciais

15/05/2024

Negócios lucrativos: quais são e como garantir sucesso?