5 ideias para você servir comida de forma criativa e encantadora

Servir comida é parte da experiência do consumidor. A seguir, veja como fazer isso de forma a encantar os clientes!

Servir comida não é apenas colocar ingredientes em um prato e entregar ao consumidor. Afinal, a apresentação faz parte da experiência total com aquele estabelecimento — que já começa com a pessoa olhando o cardápio. 

Além disso, quando trata-se de pedir comida, não só a composição do prato, mas a entrega faz toda a diferença no impacto gerado na pessoa. É por meio desses detalhes que o consumidor começa a avaliar a qualidade do seu negócio, antes mesmo de provar, podendo ficar encantado com tudo ou não. 

Neste post, confira 5 dicas para servir comida a seus clientes e gerar um encantamento que resulte em fidelidade. Boa leitura! 

1. Siga um conceito 

Servir alimentos faz parte do que se chama “food experience.” Ou seja, tudo o que o cliente vive em contato com a sua marca. Assim, quanto melhor for a apresentação da comida, maior é a probabilidade de surpreendê-lo. Para isso, vale a pena seguir um conceito especial. 

Se você já viu programas de culinária, sabe que em restaurantes com ingredientes nobres, esse aspecto é levado muito a sério. No entanto, mesmo que seu negócio não esteja nessa categoria, de toda forma o conceito ajuda a mostrar sua identidade visualmente no prato. 

Por exemplo, em uma hamburgueria, os hambúrgueres podem ser montados de um jeito diferente, que envolva a pessoa no conceito da marca. Um local moderno pode apostar em um prato desconstruído surrealista. Já um restaurante rústico pode valorizar a carne e os ingredientes frescos, seguindo um conceito mediterrâneo. 

2. Conheça seu público-alvo 

Oferecer refeições vai além de alimentar pessoas. Esse trabalho envolve combinar sabores para agradar. Por isso, outro aspecto importante é conhecer bem seu público-alvo, aprendendo sobre os tipos de clientes

Afinal, cada um deles valoriza coisas diferentes na hora comer. Por exemplo, o generoso vai estar sempre pronto para elogiar e dar feedback. Porém, o crítico pode reclamar até da louça que foi usada. 

Sendo assim, saber com quem você está lidando ajuda a melhorar o atendimento, identificar pontos que estão dando certo e até compreender como responder a uma reclamação, se ela surgir. 

Outro ponto é que conhecer o público-alvo é ainda mais relevante quando se trata de delivery. Isso porque basta uma experiência ruim para a pessoa não pedir mais no seu estabelecimento. Afinal, no online, sem ter a experiência presencial, existem menos oportunidades de encantamento. 

Dessa forma, ao identificar esses consumidores e prestar atenção em seus feedbacks, você pode planejar um jeito de servir comida ainda melhor. Assim, quando a pessoa a receber, poderá notar os pontos positivos. Inclusive, se comparado com concorrentes, será possível começar a criar uma conexão verdadeira com o seu público. 

3. Foque na experiência 

Segundo reportagem do portal Valor Econômico, a pesquisa CX Trends 2023, das empresas Opinion Box e Octadesk, oferece dados interessantes sobre experiência: 

Ao colher dados sobre a experiência no pré-vendas, vendas, pós-vendas e atendimento, o relatório mostrou, por exemplo, que 87% dos consumidores dão preferência para marcas que oferecem uma boa experiência, e 75% dizem fazer isso mesmo que precisem pagar mais caro.

Esse cenário só comprova a relevância da food experience. Então, é ela que deve ser priorizada. Nesse caso, pense em todos os aspectos e posicione-se no lugar do consumidor. 

Por exemplo, na experiência presencial, vários aspectos influenciam: 

  • a decoração do local e o seu conforto; 
  • a iluminação e os cheiros; 
  • o cardápio atualizado e bem projetado; 
  • o atendimento do garçom ao longo de todo o período; 
  • o visual da comida, sua qualidade e sabor; 
  • a agilidade de todos; 
  • o atendimento no caixa; 
  • os serviços extras, como Wi-Fi e playground. 

Já no delivery, o foco é outro, especialmente no quesito entrega de refeições. Assim, é preciso valorizar aspectos como: 

  • um atendimento ágil, educado e claro, mesmo ao usar tecnologias; 
  • entrega rápida e cuidadosa da comida; 
  • uso equilibrado de embalagens; 
  • possibilidades de vantagens, como cupons de desconto e combos interessantes. 

Além disso, nos dois casos, a experiência também envolve trazer novidades constantemente, para que o encanto com a marca seja renovado e haja possibilidade de experimentar novos pratos. 

4. Lembre-se do atendimento 

Um bom atendimento é responsável pelo sucesso do contato do seu cliente com a empresa. Além disso, ele complementa o ato de servir. Porém, envolve diversas pessoas: desde quem fica no WhatsApp anotando pedidos até o garçom que leva a comida à mesa. 

Por isso, é preciso prestar atenção a esse ponto, uma vez que um gesto mais rude ou o esquecimento com algum cliente, pode colocar todo o resto a perder. Assim, é preciso garantir que todos os colaboradores estejam aptos a lidar com pessoas. Nesse caso, desenvolver uma boa gestão de pessoal e focar em treinamentos, ajuda cada funcionário a lidar com os desafios e desenvolver habilidades que seus consumidores vão valorizar. 

5. Crie e entregue expectativa 

A entrega de comida pode ser uma etapa cheia de expectativa, que colabora com a experiência do consumidor. Por isso, é possível usá-la na hora de servir comida, aproveitando estratégias criativas para engajar o cliente na espera. 

Isso pode ser feito de diferentes maneiras. Por exemplo, no delivery, uma sobremesa surpresa de brinde incentiva o consumo de produtos que dão esse benefício, além de gerar expectativa no cliente sobre o que receberá. 

Já no estabelecimento físico, é possível usar diferentes estratégias para envolver as pessoas, seguindo a personalidade local. Nesse caso, as possibilidades são infinitas e dependem de seus recursos. 

Por exemplo, é possível levar a cozinha até a mesa do cliente e preparar seu prato de maneira personalizada. Outra ideia é os atendentes apresentarem o menu do dia com brincadeiras, como rimas ou shows musicais. Por sua vez, também existe a possibilidade de trabalhar com elementos surpresas, como a pessoa pagar um valor x e receber a comida sem saber o que é. 

Saber como servir comida para seus clientes faz parte do sucesso do seu negócio. Afinal, esse aspecto é essencial para construir uma experiência relevante para eles. Com isso, cada consumidor pode ir além de só provar boa comida, mas desenvolver uma conexão com sua empresa, que resulte em fidelidade. Assim, seguindo as 5 dicas do post, você pode planejar diferentes estratégias para oferecer um food service inesquecível. 

Gostou do post? Confira os materiais do iFood sobre como encantar clientes! 

Author picture

Uma resposta

  1. Não consigo abrir a plataforma, esta dando email e senha invalidos, e nao chega nada no meu email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

23/05/2024

Cultura data-driven: transforme dados em decisões estratégicas!

22/05/2024

Gestão de restaurante: passo a passo para alcançar o sucesso

21/05/2024

Melhoria contínua: o que é, objetivo e como aplicar