Motivação no trabalho: especialista explica como mantê-la

Trabalhe a motivação no trabalho no seu negócio! Entenda como identificar funcionários desmotivados e como reverter esse cenário.

Tem dias que a gente já sai da cama se perguntando como ter motivação no trabalho. Se essa pergunta é uma constante, inclusive, é preciso acender um sinal de alerta. Afinal, quando não estamos motivados, além de prejudicarmos nossa qualidade de vida, diminuímos as chances da nossa empresa crescer ou, pelo menos, permanecer no mercado.

Essa conclusão é intuitiva para muitos, mas tem respaldo na ciência, sabia? Um estudo realizado pela Bain & Company apontou que o nível de produtividade é menor em 125% nos funcionários desmotivados em relação a colaboradores que se mostram mais motivados com o trabalho e a empresa.

Então, como evitar esse cenário em negócios do ramo alimentício, principalmente aqueles com equipes menores? A Aline Molinari, especialista em Recursos Humanos e Human Resources Business Partner Specialist do iFood, traz dicas valiosas para você aplicar no seu estabelecimento. Confira!

Por que a motivação no trabalho é um desafio tão grande?

As pessoas que trabalham motivadas produzem mais. Além dos dados do estudo da Bain & Company mostrados acima, outras pesquisas recentes reafirmam isso. Segundo a consultoria Robert Half, por exemplo, 89% das empresas admitem que seus resultados positivos estão conectados com a motivação e felicidade dos colaboradores.

O desafio é saber como promover condições para que isso aconteça, como afirma Aline: “Mais do que nunca, é importante conhecer e entender sobre esse novo mundo, bem como sobre o contexto no qual estamos inseridos. A velocidade com a qual estamos operando hoje tem sido crescente, o que nos obriga a atualizar constantemente nossa forma de pensar a motivação.

Para “pensar a motivação no trabalho”, segundo a Aline, é preciso considerar o cenário de cada empresa, o que torna esse processo bem mais particular. O segredo está em considerar a cultura do negócio, por exemplo, e o grupo de pessoas que faz parte do seu quadro de funcionários.

Isso significa que aquilo que funcionava anos atrás (ou até mesmo poucos anos atrás), provavelmente não funcionará mais, da mesma forma que nem sempre o que funciona para uma empresa funcionará para todas — por isso, não adianta copiar e colar a mesma estrutura de remuneração variável, por exemplo.

Para exemplificar essa grande mudança, Aline cita os cenários de antes e depois da pandemia. “Vimos uma parcela da população ter que se adaptar ao estilo remoto de trabalho durante a pandemia, até então desconsiderado por muitas empresas. Depois, precisamos entender se, por que e de que forma os negócios podem transitar entre remoto, híbrido e presencial.

Nesse sentido, os colaboradores têm considerado mais que salários, mas também feito “questionamentos sobre suas prioridades e exigências em relação ao seu estilo de trabalho.” Somado a isso, Aline também aponta a diferença de gerações em uma mesma empresa, como um dos fatores que colaboram com o desafio de como gerar motivação no trabalho.

Antes, boa parte dos profissionais se motivava por criar uma carreira de anos e anos na empresa. Hoje em dia, vemos um movimento dos profissionais que se preocupam com o quanto podem ser eles(as) mesmos(as), e o quanto a empresa apoiará seu desenvolvimento.” — comenta Aline Molinari.

Isso fica mais evidente com a pesquisa da Robert Half. Ela aponta que, entre os motivos para os colaboradores se sentirem felizes, os que mais se destacam são gostar da profissão (69%) e encontrar equilíbrio entre vida pessoal e profissional (62%). Já os motivos de infelicidade trazem consequências sérias, e as principais delas são a desmotivação (100%) e questões psicológicas (87%).

Qual a importância da motivação no empreendedorismo?

A falta de motivação não é nada que afeta só funcionários. Com os desafios do dia a dia, os empreendedores também sofrem com isso, impedindo que continuem progredindo. Portanto, cuidar desse aspecto deve ser uma das prioridades na gestão empresarial, tanto de pequenos quanto de grandes negócios. Entenda o que isso influencia!

Melhora o trabalho em equipe

As pessoas motivadas têm em comum a satisfação de trabalharem juntas, além de compartilharem objetivos. Assim, tanto o relacionamento interpessoal como as atividades em conjunto são favorecidas. O clima organizacional também se torna cada vez melhor com uma equipe motivada.

Traz mais produtividade

Uma equipe motivada e um bom clima organizacional faz com que a produtividade aumente, já que o engajamento cresce. Do mesmo modo, é possível ter uma ideia precisa do progresso e do que precisa ser feito. Com organização, a produtividade vem — e aumenta. Por isso, manter o foco e bater suas metas é importante para não acumular trabalho.

Promove o crescimento pessoal e profissional

A motivação é amiga do crescimento pessoal e profissional. Afinal, ela evita a estagnação e, consequentemente, evita que a empresa e os profissionais se tornem obsoletos, impedindo também que abandonem o emprego.

Um profissional envolvido com a gestão de um restaurante, por exemplo, precisa estar motivado para manter o seu estabelecimento atrativo aos olhos da clientela. Com isso, a tendência é que a pessoa gestora tenha crescimento pessoal e profissional contínuo.

Quais são os tipos de motivação no trabalho?

Além de entender a importância, é essencial saber que a motivação pode ser dividida em dois tipos, que têm a ver com fatores internos e externos.

Além de usar esses recursos para motivar os colaboradores, é interessante estabelecer uma espécie de plano de carreira. Isso faz com que as pessoas tenham metas em mente, estimulando sua busca por um bom desempenho no dia a dia de trabalho.

Motivação intrínseca

A motivação intrínseca tem a ver com o estímulo interno. Por exemplo, quando um profissional ama o que faz, existe uma motivação interior, que não depende de fatores externos.

Esses profissionais têm qualidades em comum, como a versatilidade, a curiosidade e a ambição de crescer na empresa. Eles respondem muito bem a incentivos como o feedback positivo e críticas construtivas.

É importante que pessoas gestoras e lideranças reconheçam publicamente os esforços desses colaboradores, para que a motivação externa se some à motivação interna e potencialize cada vez mais o desempenho profissional.

Motivação extrínseca

A motivação extrínseca é aquela causada por fatores externos, como recompensas e reconhecimento. Desafios também podem entrar aqui, a depender de alguns aspectos, como a complexidade e o perfil do profissional.

Por que manter a motivação no ambiente de trabalho?

Como a motivação no trabalho afeta tanto funcionários quanto pessoas empreendedoras, vale a pena considerá-la de um ponto de vista estratégico, certo? Afinal, ela acaba influenciando de alguma forma os custos da empresa.

Nesse caso, a Aline Molinari traz outros argumentos válidos de como a motivação faz diferença na prática. “Ao entender o custo de um profissional desengajado, ou daquele que pede demissão com menos de 3 meses, é possível perceber a importância do investimento e da compreensão do capital humano”.

Se isso acontecer, você já parou para pensar que a empresa terá que arcar com despesas variadas, inclusive imprevistas, que podem alterar a sua saúde financeira do negócio, especialmente se for um negócio de pequeno porte? Por exemplo, férias vencidas, salário e 13º proporcionais. Daí a necessidade de adotar medidas efetivas e preventivas no dia a dia.

Já atuei em uma empresa de consultoria de pequeno porte, e víamos lá um turnover incessante. Quando investigamos os motivos reais daquilo, a raiz do problema era a falta de visibilidade de carreira e desenvolvimento das pessoas — como poderiam crescer lá dentro, quais eram as alavancas de desenvolvimento nas quais precisavam investir etc.”.

Nesse caso, as ações tomadas envolveram a criação de um mapa de projeção de carreira e de competências para os cargos da empresa. Com isso, as pessoas sem perspectivas puderam se sentir mais motivadas, o que aumentou seu nível de satisfação da equipe e os resultados.

Já em uma empresa do ramo alimentício, o diagnóstico da Aline foi feito em um time de vendas para descobrir sua desmotivação. A principal causa era a liderança da área, que apontava falta de reconhecimento com altas cargas de trabalho e falta de autonomia em poder propor soluções.

Focando no desenvolvimento das lideranças-chave das áreas, tivemos um aumento considerável do clima da área e, consequentemente, aumento no pipeline de novos clientes”, destaca Aline. A motivação no trabalho significa muito mais que manter colaboradores satisfeitos, já que está diretamente relacionada com a existência da empresa e seu equilíbrio financeiro.

Como manter uma equipe pequena motivada e com poucos recursos?

Para quem não tem recursos ou precisa de mudanças imediatas, é preciso focar no “básico bem-feito”, considerando tamanho, contexto e momento da ação. A especialista do iFood sugere algumas medidas:

  • encontrar a raiz da falta de motivação, por meio da escuta dos colaboradores em um ambiente pautado pelo respeito e segurança de expressar opiniões;
  • saber se as lideranças têm autonomia e sentem que são reconhecidas e apoiadas;
  • prometer apenas o que é possível cumprir, para haver credibilidade e confiança entre colaboradores e empresa;
  • compreender como cada pessoa enxerga sua carreira na empresa e se os desafios do trabalho se relacionam com suas expectativas e objetivos.

Fica bem claro que, na busca por mais produtividade, por um ambiente mais saudável e pela motivação no trabalho de toda a equipe, mais oportunidades vão surgir para o negócio crescer em segurança, com o apoio de colaboradores engajados.

Quer mais uma ajuda na gestão de pessoas da sua empresa? Então, aproveite que já está por aqui e entenda o que é e como construir o planejamento estratégico do seu negócio!

Por iFood

Por iFood

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

22/04/2024

Como montar um restaurante pequeno? Confira 8 passos

20/04/2024

Como calcular a margem de contribuição do seu negócio?

19/04/2024

Qual a diferença entre lucro presumido e lucro real? Descubra!

 

Ingressos disponíveis!

Garanta sua presença no evento que vai mover o mercado de Food Delivery