O que é mise en place? Aprenda como fazer!

Gosta dos ingredientes organizados na hora de fazer a sua receita? Então, aprenda a montar uma mise en place!

Começar uma receita com tudo a vista já traz um sentimento de determinação e inspiração, não é mesmo? É por isso que saber o que é mise en place transforma toda a sua rotina de cozinha.

Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo.

Ao implementar técnicas que ajudem na organização do dia a dia de qualquer estabelecimento que trabalhe com alimentação, você evitará erros, desperdícios e confusões — e é aqui que a mise en place aparece como uma excelente aliada, uma vez que é possível separar tudo antes de começar a trabalhar e ter uma visão mais clara do seu cardápio.

Quer saber como preparar a sua mise en place com facilidade? Confira excelentes dicas para aprender a fazer!

Preste atenção na receita

Antes de começar as etapas da mise en place, é importante saber o que você vai cozinhar. Compreender os processos necessários e os ingredientes que precisam estar no prato, assim como a ordem, ajudará na arrumação da cozinha.

Por esse motivo, a atenção na receita é o primeiro cuidado para aplicar as técnicas de mise en place. Desse modo, é possível providenciar tudo o que você vai usar na preparação dos alimentos e agilizar o seu trabalho, sem precisar parar no meio do preparo.

Limpe a bancada

Contar com uma bancada higienizada e desinfetada é fundamental para a rotina da cozinha. Além de evitar a contaminação por microrganismos, essa prática ajuda na organização e não deixa bagunças na sua mesa de trabalho.

A Resolução n° 216/04 da Anvisa descreve os processos de desinfecção e higienização como:

“Desinfecção: operação de redução, por método físico e ou agente químico, do número de microrganismos em nível que não comprometa a qualidade higiênico-sanitária do alimento;

Higienização: operação que compreende duas etapas, a limpeza e a desinfecção.”.

Para isso, conte com o apoio de um auxiliar de cozinha e oriente-o sobre os cuidados para limpar a bancada. Água sanitária, álcool e detergente são os melhores produtos para usar e evitar contaminações. No entanto, evite misturar esses itens entre si.

Pegue os utensílios e ingredientes

Faz parte também das etapas do mise en place separar os utensílios e os ingredientes que serão usados. Deixe-os em um lugar visível para se programar para o preparo e separar as porções adequadas.

Planeje as porções

Com a receita em mente, pense em quantos pratos serão feitos e as porções necessárias de cada ingrediente. A partir disso, fica mais fácil realizar as separações da preparação dos alimentos.

Prepare os ingredientes

Antes de dar início a receita, chegando na reta final da mise en place, é importante também deixar os ingredientes preparados. Cortar, fatiar, esquentar, congelar, descongelar ou qualquer outro processo necessário para o sucesso do preparo devem ser feitos nesse momento.

Separe em tigelas

Por último, basta separar em tigelas para facilitar o manuseio durante o preparo da comida. Assim, é possível visualizar todos os ingredientes necessários para o prato e ter acesso prático a cada um deles.

Pode parecer uma prática que gasta tempo ou suja muita louça, mas entender o que é mise en place e seguir à risca as suas etapas transformará a rotina da sua cozinha. Com mais praticidade e organização, é possível preparar e vender comida de qualidade, tendo sucesso desde os processos internos aos externos, conquistando cada vez mais clientes.

Curtiu este post? Então, confira também as melhores dicas para encantar o cliente desde o primeiro momento!

Author picture

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

23/05/2024

Cultura data-driven: transforme dados em decisões estratégicas!

22/05/2024

Gestão de restaurante: passo a passo para alcançar o sucesso

21/05/2024

Melhoria contínua: o que é, objetivo e como aplicar