Posicionamento de marca: como fazer para seu negócio?

Quais são os critérios para melhorar o posicionamento de marca do seu comércio alimentício? Confira no post!

Trabalhar o posicionamento de marca é o que garante que um estabelecimento tenha visibilidade, reconhecimento e conquiste uma fatia significativa de mercado. Contudo, muitas vezes é difícil entender por onde começar.

O posicionamento de marca leva em conta a segmentação de mercado, a definição de uma proposta de valor, a identidade visual e outros elementos únicos. A presença digital também é indispensável para isso.

Neste post, a administradora de empresas Taíne Hoffman traz algumas dicas valiosas sobre como trabalhar o posicionamento de mercado do seu estabelecimento, desde a definição da proposta de valor até o uso de tecnologias. Acompanhe para saber sobre o tema!

Defina a proposta de valor

A proposta de valor da marca é uma prática que qualquer empreendimento pode utilizar para levar aos seus clientes uma ideia bem definida, transparente e concisa de como o negócio pode ser relevante para ele. Em comércios alimentícios, ela gira em torno dos diferenciais da comida, do atendimento e da experiência geral do consumidor.

A proposta de valor está diretamente relacionada ao posicionamento de marca, uma vez que ambos trabalham com a percepção do cliente, a diferenciação no mercado e a fidelização do público. Taíne cita os elementos que devem ser levados em conta na hora de definir essa proposta:

  • experiência do cliente: a atmosfera do restaurante, o nível de serviço e a experiência geral são cruciais. Isso inclui desde o design do espaço até a forma como os clientes são recebidos e servidos;
  • qualidade e unicidade dos produtos: os pratos oferecidos devem não apenas ser de alta qualidade, mas também únicos. Nesse caso, é interessante fazer uso de ingredientes especiais, técnicas de cozinha inovadoras ou uma fusão de culinárias;
  • história e autenticidade: a história por trás do restaurante e a autenticidade da sua proposta são diferenciadores significativos. Você pode mostrar a origem dos pratos, a filosofia do chef ou a tradição culinária que o restaurante busca representar;
  • sustentabilidade e responsabilidade social: cada vez mais, os consumidores valorizam estabelecimentos que adotam práticas sustentáveis e têm um impacto social positivo;
  • marketing e comunicação: a forma como o restaurante comunica sua proposta de valor ao público é crucial. Além de publicidade e promoções, é necessário investir na presença nas redes sociais, na criação de conteúdo que engaje o público e na gestão da reputação online.

Tenha uma identidade visual consistente

A definição da identidade visual também é outra estratégia de posicionamento de marca. Afinal, é necessário que o seu negócio se diferencie: com boas escolhas, os clientes reconhecerão o seu negócio pelas cores, pela logomarca, símbolos e até pela linguagem e tom de comunicação utilizados.

Basta pensar em algumas das suas empresas preferidas, mesmo que não estejam na mesma segmentação de mercado do seu negócio. Ao fazer isso, você deve ter percebido que a identidade visual provavelmente foi um dos primeiros elementos que veio à mente.

Isso só foi possível porque esse empreendimento encontrou a fórmula certa para uma identidade da marca. Do mesmo modo, as cores utilizadas farão as pessoas se lembrarem de um determinado empreendimento ao se depararem com elas em outros contextos.

“O posicionamento de marca não é apenas sobre o logotipo ou o slogan de um restaurante, mas, sim, sobre a experiência completa que ele oferece, desde o ambiente e o atendimento até a qualidade e a apresentação dos pratos”, reforça Taíne.

Analise a concorrência

“Um posicionamento de marca forte e claro comunica o que o restaurante representa, quem ele visa atender e por que ele é diferente — e melhor — do que seus concorrentes”, explica Taíne.

Contudo, para atingir esse objetivo, é necessário entender quem são esses competidores.

Por isso, busque informações sobre os seus concorrentes diretos. Visite o site, a loja, as redes sociais e analise o tom de comunicação utilizado. Estude a identidade visual e tente entender como ela é percebida pelos clientes do estabelecimento que compete com você.

Quanto mais elementos você analisar, melhor você conhecerá esse concorrente. Isso faz com que você consiga explorar lacunas de mercado e oportunidades que esse competidor ainda não mapeou. Com isso, as chances de que o seu negócio se torne uma referência mais bem posicionada no mercado aumentam.

Construa uma presença digital

É imprescindível que o seu empreendimento alimentício construa presença digital, a fim de aumentar a sua visibilidade. Além disso, será mais fácil interagir diretamente com clientes e leads por meio das redes sociais, por exemplo.

Construir uma presença digital ajuda a manter o empreendimento no radar dos clientes. Quando uma pessoa está navegando nas redes sociais, ela pode conferir um anúncio do estabelecimento e se interessar. Caso o seu negócio ofereça o delivery, essa venda pode ser concretizada no ato.

Você também pode usar o seu site e as redes sociais para realizar enquetes, pedir feedbacks, fazer vídeos apresentando pratos novos, sorteio… o céu é o limite para empreendedores criativos!

Conte com a tecnologia

Há diversas tecnologias que podem ser utilizadas para um posicionamento mais preciso da marca. Há sistemas de controle, de estoque e de gestão de pedidos, por exemplo, que ajudam muito a otimizar as tarefas do dia a dia. Com isso, a empresa consegue ser reconhecida pela sua agilidade operacional. Inclusive, vale destacar que a inteligência artificial já é utilizada para otimizar cardápios.

Outra opção relevante é se associar a aplicativos de delivery para que a comida feita no seu estabelecimento chegue a mais pessoas. Usar sistemas de gestão também ajuda a reunir dados relevantes e facilitar o monitoramento do estoque e dos recursos financeiros do negócio. Uma dica valiosa é se manter atualizado em relação às tendências do futuro para que o seu negócio não perca de vista as inovações do setor.

Tenha um excelente atendimento

“A comida estava ótima, o atendimento nem tanto”. Essa é a típica conclusão que acaba afastando as pessoas do seu empreendimento. Afinal, o produto pode ser um dos melhores, mas as pessoas também querem se sentir bem tratadas e respeitadas durante a interação com as marcas.

É por isso que o atendimento deve ser um critério levado tão a sério quanto a qualidade da comida comercializada no seu negócio.

Uma maneira de entender melhor a importância do atendimento é pensar nas hard e nas soft skills, termos utilizados para diferenciar os tipos de habilidades.

As hard skills referem-se ao conhecimento técnico (o preparo de comida, por exemplo), enquanto as soft skills relacionam-se com habilidades comportamentais sutis que ajudam no trato com as outras pessoas (empatia, boa comunicação, entre outras).

O ideal é que ambos se complementem, gerando a melhor experiência possível para os clientes. Lembre-se de que a técnica sozinha não basta: é preciso incrementar a jornada do consumidor com um pacote completo de serviços.

Exemplo prático do posicionamento de marca

Taíne cita um exemplo prático de como o bom trabalho de diferenciação de marca e posicionamento competitivo fizeram a diferença:

“Aqui no interior do Rio Grande do Sul, teve um empreendedor que já tinha tentado diferentes negócios — como bar, lancheria temática e padaria. Nenhum deles vingou. Então, ele decidiu abrir um bistrô sustentável. Antes mesmo de abrir as portas, até de escolher o lugar que ia alugar, ele focou em definir claramente como queria posicionar a marca do bistrô.

Escolheu adotar práticas sustentáveis em tudo: desde a seleção de ingredientes orgânicos até a criação de um espaço com área verde e que aceita pets, por exemplo. O cardápio do bistrô é flexível, valoriza os ingredientes de acordo com a época do ano, buscando oferecer uma experiência que agrada não só pelo sabor, mas que também contribui para um futuro mais sustentável.

É assim que o bistrô oferece uma experiência agradável e coerente com seus valores. Tem sido um sucesso desde então.”

Além disso, para entender ainda melhor a importância do posicionamento de marca, vale a pena conferir o trecho de um artigo publicado no site da ABAP, a Associação Brasileira das Agências de Publicidade:

“Os consumidores estão mais exigentes sobre o posicionamento das marcas com as quais têm vínculo, principalmente em questões sociais. Como a política abarca esses e outros temas que são de valores pessoais e coletivos, as marcas também são cobradas por relações com valores de determinados partidos ou candidatos. O posicionamento vai definir, por muitas vezes, a decisão de compra dos produtos e serviços que tais empresas oferecem.”

Agora que você entendeu o que é posicionamento de marca e conheceu alguns modos práticos de reforçar esse planejamento em seu empreendimento, é hora de colocar as dicas apresentadas em prática. O seu negócio ganhará em visibilidade, segmentação de marca e ficará mais próximo de se tornar uma referência no ramo.

Aproveite a visita para melhorar outros aspectos do negócio: conheça o guia de marketing para restaurantes!

Author picture

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

12/04/2024

Melhoria Contínua no Atendimento do iFood: conheça o Botão de Ajuda

12/04/2024

Aprenda a técnica food porn para caprichar nas fotos de comida

11/04/2024

Feedback do cliente: saiba como tirar proveito