Taxa de entrega: como cobrar no delivery?

Você sabe como calcular a taxa de entrega no serviço de delivery? Leia o artigo e entenda mais sobre o assunto!

Você sabe qual é o valor da taxa de entrega ideal para cobrar no seu delivery? A taxa de entrega é um dos fatores mais relevantes dos estabelecimentos alimentícios. Ela precisa ser equilibrada e benéfica para quem vende, para quem compra e também para o próprio profissional responsável pela entrega.

Dessa forma, uma taxa muito abaixo da média do preço cobrada pelos outros empreendimentos pode causar prejuízos. Porém, uma taxa acima do preço pode afastar os clientes, fazendo o cliente preferir consumir em outro local e que você perca a venda.

É necessário ter estratégia no momento de calcular a taxa de entrega no seu serviço de entrega. Para aprender calcular o melhor esse valor no seu delivery, continue a leitura!

Delimite a área de entrega

A primeira ação para calcular a taxa de entrega de comida do delivery é estabelecer a área onde elas serão feitas. É claro que fazer entregas em todos os lugares da região seria o ideal, entretanto, é preciso pensar que nem sempre isso é possível.

Para que o serviço de entrega não perca a qualidade, é necessário que exista uma quantidade de entregadores capaz de atender uma área maior. Afinal de contas, quanto maior for o caminho da entrega, maior é a possibilidade do pedido não chegar nas melhores condições.

No entanto, é essencial que você saiba até que região é possível atender sem perder a qualidade no serviço de delivery.

Estabeleça um preço por distância ou único

Após delimitar a região em que o serviço de entrega atenderá, é o momento de escolher como será cobrado o valor da entrega. Você pode optar por um preço único para todas as entregas. No entanto, caso prefira, você pode calcular o custo por quilômetro e cobrar a distância percorrida.

Inclua os gastos operacionais

É fundamental calcular o custo de entrega, ou seja, os gastos operacionais. Só assim você conseguirá ter um valor de taxa justo. Para chegar o mais perto do custo real possível, deve ser considerado cada fator envolvido na entrega. Os gastos que devem ser calculados, são:

  • remuneração das pessoas entregadoras ou o custo da frota terceirizada;
  • compra de veículos;
  • valor do combustível;
  • valor de manutenção do veículo;
  • imprevistos.

Por meio de todos esses valores, será possível até mesmo encontrar maneiras de fazer a redução de custo, para diminuir o valor da taxa do serviço de entrega.

Estabeleça um valor equilibrado

Nem mesmo algumas das grandes empresas conseguem oferecer taxa de entrega gratuita para os clientes. Portanto, caso você consiga encontrar uma forma de zerar ou baixar o valor da taxa, seria uma ótima estratégia para as suas vendas. Uma ótima ideia é juntar o preço de entrega com o valor dos produtos, mas é claro, sem encarecê-los demais.

Outra opção, caso o serviço de delivery seja capaz, é assumir parte do valor da entrega. Todas essas opções servem para encontrar um valor equilibrado, que não fique caro para o seu negócio e nem para os clientes.

Analise a concorrência para calcular a taxa de entrega

Uma ótima dica para estabelecer um valor justo é analisar a concorrência para saber qual é o preço cobrado por ela. Dessa forma, você pode escolher preços mais chamativos na taxa de entrega. Mas é claro, sem ficar no prejuízo, por diminuir demais o valor do frete do serviço de entrega.

Considere a remuneração das pessoas entregadoras

A pessoa responsável por atuar como intermediária no processo de compra e venda, entregando o produto ao cliente, também deve ser valorizada. Seja um profissional terceirizado, seja contratado em sua empresa, é essencial adicionar uma parcela adequada na taxa referente ao trabalho do colaborador.

Considere também os benefícios e o seguro desse profissional. A pessoa entregadora é quem sempre terá contato com os clientes. Dessa forma, é justo que ela seja recompensada e motivada na hora de fazer as entregas.

Defina o veículo

A forma de transporte dos pedidos tem influência na taxa de entrega do delivery. Entretanto, é crucial que o negócio estabeleça qual, ou quais, serão os veículos utilizados para a atividade. Veja os principais meios de entrega dos pedidos.

Bicicleta 

Uma ótima opção com o custo baixo comparando com as outras modalidades e que consegue escapar do trânsito com mais facilidade é a contratação de ciclistas para realizar as entregas.

Um aspecto interessante, é que a entrega por meio de ciclistas, passa ao cliente uma ideia de sustentabilidade. Em compensação, as bicicletas têm uma capacidade de carga e cobertura de área inferior, aumentando o tempo de entrega.

Outro ponto que deve ser considerado é o relevo da área. Uma cidade mais plana ajuda nesse tipo de transporte. Porém, em regiões com muitas ladeiras, a atividade pode ficar totalmente inviável.

Motocicleta 

Por ter um custo-benefício e agilidade maior, essa é a modalidade mais utilizada nos serviços de entrega. Isso acontece, pois, os gastos com manutenção de veículos são menores. Os carros têm um custo maior, sendo que a motocicleta consome menos combustível.

Outro fator benéfico é que as motos podem circular com mais velocidade com o trânsito engarrafado. Além disso, é possível admitir entregadores terceirizados.

Carro

Os gastos com automóveis são altos. Porém, podem compensar mais que a moto, dependendo do modelo de operação. O carro é uma opção viável no caso de fazer um número grande de entregas de uma só vez, ou caso o serviço de entrega transporte pedidos com maior volume.

No entanto, é necessário que as rotas de entrega sejam bem planejadas. A vantagem de poder levar mais carga, pode diminuir o valor individual do frete de cada entrega e tornar-se mais econômico que uma motocicleta.

Portanto, agora que você já sabe como cobrar a taxa de entrega, avalie se vale a pena contar com um parceiro estratégico como o iFood, para fazer as entregas. Assim você consegue otimizar tempo e ter um sistema automatizado para calcular o valor das entregas e acionar pessoas entregadoras. O Entrega Fácil é uma solução do iFood que permite que os parceiros acionem uma pessoa entregadora para entregar os pedidos vendidos em qualquer canal, como WhatsApp, cardápio digital, redes sociais e até telefone.

Gostou desse conteúdo sobre como cobrar taxa de entrega no delivery? Então aproveite para se tornar um parceiro do iFood. Cadastre-se agora mesmo na plataforma a alavanque as suas vendas!

Por iFood

Por iFood

2 respostas

  1. Faz 2 semanas que estou tentando cancelar a logistica pel9 ifood e voltar para entrega própria e não tem opçao no aplicativo parceiros que deixe eu fazer isso.
    Quero saber se vou ter que cancwlar o ifood porque não consigo gerenciar a minha loja e não consigo ninguém do ifood pea me ajudar nesse problema.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

21/06/2024

Dia das Crianças: o que vender nessa data?

20/06/2024

Marketing para restaurantes: especialista mostra como começar

19/06/2024

Como funciona o Imposto de Renda MEI?