9 tipos de temperos naturais para usar nos pratos

Existe uma infinidade de temperos naturais a fim de tornar pratos mais saborosos e atraentes. Conheça os principais neste post.

Graças ao meio ambiente e à criatividade culinária, existem diversos tipos de temperos naturais à disposição, como ervas e especiarias, que não só adicionam sabor e aroma aos pratos, mas também oferecem benefícios à saúde.

De acordo com o Guia Alimentar da População Brasileira, “os alimentos in natura ou minimamente processados, em grande variedade e predominantemente de origem vegetal, devem constituir a base da alimentação”.  

Em contraste aos temperos artificiais, esses ingredientes proporcionam uma alternativa mais favorável na culinária. Essenciais na cozinha, eles tornam a experiência gastronômica única.

Descubra mais sobre esses incríveis tipos de temperos naturais e como utilizá-los em suas receitas.

1. Alecrim

O alecrim tem um sabor distinto que combina notas de limão, pinho e um toque levemente amargo. Sua fragrância é fresca e herbal, com uma leve nuance terrosa. É uma planta culinária muito apreciada, sendo frequentemente adicionada em carnes assadas, aves, peixes e molhos. Além disso, apresenta propriedades medicinais, associadas à melhoria da digestão e ao alívio de dores musculares.

Para cultivá-lo em casa, é importante escolher um local ensolarado e com solo bem drenado. Resistente à seca, o alecrim requer regas regulares, podendo ser plantado em vasos. Com essas dicas simples, é possível desfrutar do sabor e dos benefícios dessa planta sempre que desejar.

2. Manjericão

Originário da Índia, o manjericão é muito utilizado na culinária italiana, especialmente em pratos como molhos de tomate, pesto e saladas caprese. Além de seu uso na cozinha, o manjericão é associado ao alívio de dores de cabeça e problemas digestivos.

Para plantar manjericão, escolha um local com sol ameno. As sementes podem ser despejadas diretamente no solo ou em latas, aproximadamente a 1 cm de profundidade. Mantenha a terra úmida, regando regularmente, mas evite encharcar. Em condições ideais, as mudas começarão a emergir em cerca de uma semana. Certifique-se de colher as folhas regularmente para promover o crescimento contínuo e desfrutar do manjericão fresco em suas receitas.

3. Salsa

A salsa, também conhecida como salsinha, é um dos aromatizantes orgânicos mais populares na culinária devido ao seu sabor fresco e versátil. Originária do Mediterrâneo, ela é usada para temperar uma grande variedade de pratos. Além de seu uso culinário, a salsa contém ação diurética e antioxidante.

Para cultivar salsa, escolha um local com sol parcial e solo bem drenado. Semeie diretamente a uma profundidade de cerca de 0,5 cm. Mantenha o solo úmido e, quando as mudas tiverem cerca de 5 cm de altura, basta colher as folhas externas para favorecer o crescimento. Certifique-se de cortar as flores para prolongar a longevidade da planta.

4. Sálvia

A sálvia é uma das ervas aromáticas mais consumidas no Oriente Médio para temperar proteína animal. Com um sabor adstringente e ligeiramente apimentado, ela é bastante única. Seu nome, derivado do latim “salvare”, reflete sua reputação de promover boa saúde e cura.

Para plantar sálvia, escolha um local com solo levemente alcalino, enriquecido com matéria orgânica. Ela tolera climas tropicais e temperaturas baixas, mas não suporta invernos rigorosos. Pode ser plantada diretamente no solo ou em vasos, e seu pequeno arbusto atinge até 90 cm de altura.

5. Louro

As folhas de louro são um dos temperos mais utilizados para saborizar grãos e outros alimentos. Com um aroma distinto e sabor levemente amargo, as folhas de louro adicionam profundidade e complexidade aos pratos culinários. Além de seu uso na culinária, também são conhecidas por suas propriedades medicinais, incluindo efeitos digestivos e antioxidantes.

O louro é uma árvore de crescimento lento e pode chegar a 10 metros de altura. Suas folhas perenes são colhidas para uso culinário e secadas para intensificar o sabor. Com cuidados modestos (rega e poda), é possível garantir suprimento constante de louro para aprimorar suas criações receitas.

6. Cebolinha verde

A cebolinha verde é um dos condimentos naturais mais populares, pois tem a capacidade de marcar presença em qualquer tipo de receita salgada. Suas folhas frescas com sabor e aroma acebolado a tornam um complemento ideal para omeletes, sopas, purês, carnes e até mesmo como decoração para pratos. Além de seu uso culinário, a cebolinha verde é rica em nutrientes e antioxidantes.

Para o cultivo, escolha um local ensolarado e plante as sementes ou mudas em um vaso ou canteiro, regando regularmente. Em poucos dias, você terá cebolinha fresca disponível em casa. A cebolinha é uma das ervas mais fáceis de cuidar, sendo ideal para iniciantes. Com cuidados simples e um solo rico em matéria orgânica, você terá sempre à disposição essa erva aromática para realçar o sabor de suas refeições favoritas.

7. Coentro

O coentro é um condimento natural amplamente utilizado na culinária, conhecido por seu gosto característico e aroma refrescante. Além de realçar o sabor dos alimentos, ele consegue abrir o apetite, sendo ideal para marmitas low carb — com menos carboidrato.

Para plantar corretamente o coentro, escolha um local com boa exposição solar e solo bem irrigado para beneficiar o período de crescimento. Pode ser colhido quando as folhas atingirem o tamanho desejado. Com cuidados simples, você terá sempre à disposição esse tempero estimulante na sua mesa.

8. Hortelã

A hortelã é uma planta multifuncional muito utilizada como tempero e para fins medicinais. Suas folhas frescas são ideais para aromatizar pratos, chás, sucos, carnes e saladas, conferindo um sabor mentolado e agradável.

É uma erva persistente e concede folhas frescas o ano todo, sendo uma excelente opção para plantio em casa. Ela gosta de sol e calor, e pode ser cultivada em vasos em ambientes internos, desde que haja boa iluminação. A hortelã não é exigente em relação à adubação, mas pode se beneficiar de adubos orgânicos a cada dois meses para manter seu desenvolvimento saudável.

9. Orégano

O orégano é uma especiaria que marca presença em assados e outros pratos com frequência, seja na forma fresca ou seca. Suas folhas são utilizadas para aromatizar legumes, saladas, massas, pizzas, peixes, queijos e muito mais, conferindo um sabor e aroma encorpados às receitas.

Por ser um arbusto rasteiro e perene, o orégano necessita de cuidados periódicos, como regas regulares e podas para estimular o crescimento. Suas folhas podem ser colhidas conforme necessário, garantindo um suprimento constante para suas criações culinárias.

Ao explorarmos os diversos tipos de temperos naturais, como alecrim, manjericão, salsa, sálvia, hortelã e louro, descobrimos um mundo de aromas e sabores que podem transformar nossos pratos. Lembrar-se de tê-los sempre à vista, seja plantando em casa ou mantendo-os frescos na despensa, é garantir uma cozinha repleta de possibilidades.

Descubra como divulgar seu negócio de alimentação de forma estratégica e eficiente.

Author picture

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

23/05/2024

Cultura data-driven: transforme dados em decisões estratégicas!

22/05/2024

Gestão de restaurante: passo a passo para alcançar o sucesso

21/05/2024

Melhoria contínua: o que é, objetivo e como aplicar