Como fazer marmita para vender?

Já pensou em investir em um negócio de marmita delivery? Entenda mais sobre esse nicho de mercado e se vale a pena investir!
6 Min
marmita para vender

Fazer marmita para vender pode ser uma excelente opção para abrir o próprio negócio ou contar com uma renda extra no fim do mês. É um dos serviços preferidos de quem vive ocupado com a rotina do dia a dia e quer o conforto de garantir a sua refeição na hora certa.

Sem contar que essa é uma das atividades que mais crescem no mercado alimentício brasileiro. Apenas em 2022, houve um crescimento de 20% em relação a 2021. Contudo, se você deseja iniciar nesse segmento e aumentar a lucratividade do seu negócio, é importante conhecer todos os passos.

Neste post, você conhecerá as principais dicas de como fazer marmitex para vender!

Planeja os detalhes do seu negócio

Antes de começar a vender marmita delivery, é necessário fazer um planejamento de como funcionará o negócio. Portanto, comece a estruturar qual será o orçamento ideal na execução do projeto, quais equipamentos deverão ser utilizados para fazer os alimentos, se será preciso ajuda de terceiros, entre outras questões.

No começo, você pode fazer a marmita na sua própria cozinha. Porém, com o decorrer do tempo, você poderá expandir o negócio com o auxílio de alguns funcionários e uma estrutura maior. 

O planejamento é fundamental em qualquer modelo de negócio, seja para a execução inicial da atividade, seja para o próprio crescimento dela.

[rock-convert-cta id=”9927″]

Tenha um cardápio atrativo

Certamente, esse é um dos momentos mais importantes antes de começar a montar marmitas para vender. Afinal de contas, o cardápio deve estar de acordo com o gosto do seu público-alvo.

Monte um menu simples, mas bem elaborado. No início, você pode oferecer um único prato e, a partir disso, conforme a demanda, e compreendendo a preferência dos consumidores, pode aumentar o número de opções.

Além disso, é vantajoso ter uma única opção no começo, já que você ganha em termos de escala. Dessa forma, consegue melhores preços para os produtos, além de ganhar tempo, podendo dedicar mais atenção com o preparo.

Faça uma precificação equilibrada

A precificação de produtos é o momento ideal para definir seus lucros e despesas na hora de vender marmitex. Nesse caso, é importante estabelecer um preço acessível ao público, mas de forma que cubra o investimento e traga retorno financeiro.

Para isso, pegue uma certa quantidade de alimentos, como um pacote de feijão, um de arroz e 1 kg de carne, por exemplo, e veja quantas refeições é possível preparar com esses itens. Em seguida, faça a divisão de todo o valor gasto na compra desses produtos pelo número de marmitas produzidas por eles.

Suponha que, com esses alimentos, seja possível produzir 8 refeições. Então, divida o valor por 8. Depois, acrescente 30% em cada marmitex referente ao gasto com gás, óleos, temperos, entre outros. Após o cálculo, você poderá incluir uma margem de 40% ou 50% de lucro, variando conforme o valor gasto com as matérias-primas.

Escolha as embalagens certas

Após escolher o cardápio e o preço das marmitas, é preciso encontrar a embalagem ideal para as refeições. Elas podem ser vendidas em embalagens de plástico, papel-alumínio e isopor.

No momento de fazer essa escolha, prefira aquelas que fazem a conservação dos alimentos frios ou quentes por mais tempo até chegar ao consumidor. No caso de refeições congeladas, o mais indicado são os recipientes de plásticos, pois resistem ao freezer e temperaturas elevadas. Já para pratos quentes, escolha a embalagem de acordo com o tipo de alimento oferecido.

Faça um estudo da concorrência e do mercado

Para que você tenha um negócio lucrativo na venda de marmitex, é essencial analisar como é o mercado e como a concorrência atua na sua região. Pesquise o número de concorrentes, quanto cobram, o cardápio que eles oferecem, a apresentação do produto, a forma de divulgação e os diferenciais oferecidos por eles.

Assim, será possível definir quais serão as principais áreas a serem trabalhadas para se destacar da concorrência. Além de conseguir identificar a margem de preço ideal e as melhores ideias de marmitas para vender.

Avalie o seu nicho de atuação 

Para quem empreende no ramo alimentício, é fundamental conhecer os nichos de mercado em alta. Dessa maneira, fica mais fácil se posicionar no setor, criando estratégias para atrair, reter e fidelizar cada vez mais clientes.

Nesse caso, a marmita fitness para vender é uma ótima opção, já que a alimentação saudável é um nicho bastante promissor no país, podendo trazer muita lucratividade e receita para quem empreende.

Outra ideia para você apostar no seu negócio é a cozinha artesanal. É uma alternativa vantajosa, pois utiliza poucos ou quase nenhum equipamento industrial para a montagem de pratos. Sem contar que os alimentos usados costumam ser frescos e naturais, o que é uma excelente opção aos consumidores que desejam consumir menos produtos processados. 

Além dessas ideias, você pode apostar em outros nichos de atuação, como:

  • comida vegana e vegetariana;
  • orgânicos e naturais;
  • alimentos congelados exclusivos;
  • alimentos funcionais;
  • massas.

Cuide da divulgação

Agora que já está tudo praticamente pronto para venda de marmita, é o momento de divulgar seu negócio. Para isso, crie um bom nome e uma identidade visual para o seu empreendimento. Depois disso, utilize aplicativos e as redes sociais para divulgar o negócio.

É importante lembrar que seu anúncio deverá ter: nome do estabelecimento, opções de pagamento, telefone, cardápio diária/semanal, entre outras informações.

De início, você pode trabalhar com indicação ou com um sistema de fidelidade, oferecendo descontos ou brindes ao cliente que consumir com frequência seus itens ou indicar amigos para comprar as marmitas.

Tenha opções de fornecedores

Mesmo sabendo que é bastante difícil fornecedores falharem, é preciso ter outras alternativas preparadas para possíveis imprevistos. Isso porque o mercado de delivery não pode parar por ausência de produtos.

No caso dos alimentos que precisam ser consumidos frescos, escolha os fornecedores da região mais próxima, evitando longos trajetos. Além disso, se atente a outras empresas que oferecem o serviço, pois dessa forma, sempre existirão opções ao surgir uma emergência.

Como você pode ver, fazer marmita para vender pode ser muito lucrativo. Seguindo as dicas trazidas neste post, certamente seu negócio alcançará grandes resultados no mercado de delivery.
Para vender mais ainda, vire um parceiro do iFood e se cadastre na plataforma agora mesmo!

Por iFood

Por iFood

146 respostas

  1. Наш сайт предлагает вам важную информацию на такие темы, как [url=https://xn—-stbkav.xn--p1ai/]операции с недвижимостью[/url] или [url=https://xn—-stbkav.xn--p1ai/]новостройки Москвы и Подмосковья[/url].
    Посетите наш сайт и начните свой путь к новому дому уже сегодня!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

11/07/2024

Growth Marketing: entenda como aplicar no negócio para aumentas as ...

10/07/2024

Case de sucesso: entenda como o Forno Paulista voou com o iFood

10/07/2024

Como transformar o Dia Mundial do Rock em uma oportunidade de vendas

 

Ingressos disponíveis!

Garanta sua presença no evento que vai mover o mercado de Food Delivery