Saiba o que é índice de lucratividade e como calcular!

Índice de lucratividade: acompanhe este post e aprenda de uma vez por todas como calcular essa métrica em seu negócio!

Você provavelmente já ouviu falar sobre o índice de lucratividade. Trata-se de um elemento fundamental na gestão financeira do negócio, e seu valor pode ser encontrado por meio de um cálculo simples, que traz dados precisos e cruciais para a tomada de decisões.

Esse indicador ajuda a gestão empresarial a calcular a eficiência operacional do negócio — ou seja, permite verificar se a empresa vai bem, em termos financeiros. A partir disso, é possível entender as necessidades existentes e pensar em estratégias de melhoria ou manutenção dos resultados.

Conheça o índice de lucratividade e como aplicá-lo em seu negócio!

O que é o índice de lucratividade?

O índice de lucratividade (IL) é uma métrica, representada por um percentual, que tem a função de identificar quanto de lucro as estratégias e operações de um negócio trazem. Nesse sentido, vale pontuar que o indicador pode ser usado para mensurar a lucratividade tanto de projetos ou aspectos específicos e também da empresa como um todo.

Geralmente, o índice de lucratividade pode ser calculado uma vez que o estabelecimento está em plena atividade, isto é, já iniciou as atividades no mercado e tem resultados para analisar. Então, funciona como um norteador para ajustes, e não para o início das operações.

Entenda o significado

Muitos fatores podem influenciar no resultado da lucratividade da empresa, seja de forma positiva, seja negativa. Entre eles estão as estratégias de marketing, variações nos custos e na disponibilidade de itens do estoque e a qualidade do atendimento.

Um IL abaixo do esperado aponta para aspectos de melhoria em um ou mais fatores envolvidos em uma gestão de restaurante, bar, pizzaria ou semelhante. Portanto, esse é um termômetro importante para a eficácia das operações, que precisa ser verificado com frequência e cujas variações merecem atenção.

Como calcular o índice de lucratividade?

O indicador de lucratividade de um estabelecimento é resultado da interação entre o lucro líquido e a receita total do período em análise. Esse levantamento pode ser realizado com uma periodicidade mensal, trimestral, semestral ou anual, conforme as estratégias e necessidades da empresa.

Para fazer o cálculo, é essencial ter acesso ao faturamento da organização, ou seja, tudo o que a empresa recebeu naquele período. Os custos fiscais e operacionais também são importantes para chegar ao resultado.

Considere a seguinte situação hipotética: você gerencia um delivery de pizza e precisa saber o índice de lucratividade do empreendimento no período de um ano. Ao longo do ano em análise, a empresa obteve uma receita de R$ 80 mil no total com os pedidos.

Contudo, desse valor, foi necessário tirar R$ 40 mil — considerando o total anual — para arcar com os custos operacionais, além de R$ 14 mil para as despesas fiscais. Esses valores são deduzidos do faturamento bruto para chegar ao lucro líquido. De forma simplificada, tem-se:

  • receita total = R$ 80 mil;
  • custos operacionais (R$ 40 mil) + custos fiscais (R$ 14 mil) = R$ 54 mil;
  • lucro líquido (R$ 80 mil – R$ 54 mil) = R$ 26 mil.

Uma vez que se tem o valor do lucro líquido, é possível calcular o índice de lucratividade. Essa conta é representada pela seguinte fórmula:

Índice de lucratividade = lucro líquido do ano ÷ receita total anual × 100.

Retomando os valores fictícios estabelecidos, o cálculo fica assim:

IL = 26.000 ÷ 80.000 × 100

IL = 0,325 × 100

IL = 32,5

O valor obtido deve ser colocado como uma porcentagem. Então, nesse exemplo, o índice de lucratividade do ano analisado foi de 32,5%.

Como analisar e entender os resultados?

Fazer a análise do índice de lucratividade é uma tarefa simples. O valor de 1% deve ser a base para entender se existe lucro, prejuízo ou nenhum dos dois.

Se o índice de lucratividade é inferior a 1%, o estabelecimento está diante de uma situação de prejuízo. Diante desse cenário, é urgente a necessidade de reformular as estratégias e aumentar o lucro.

Se for igual a 1%, não há lucro nem prejuízo — isso significa que as vendas serviram apenas para cobrir os custos da empresa. Mas, se o IL está acima de 1%, pode-se considerar que houve lucro no período analisado.

Não é simples definir um índice de lucratividade ideal, mas, naturalmente, quanto maior for o valor, melhor. Afinal, trata-se de uma métrica que parte da receita líquida gerada pelo negócio. Quando há um bom índice de lucratividade, não é ruim mantê-lo estável, mas o mais interessante é sempre buscar estratégias para favorecer seu crescimento constante.

Nesse sentido, é possível adotar algumas práticas, como mapear outras métricas que possam interferir, de forma direta ou indireta, no índice de lucratividade e buscar melhorá-las. Dois exemplos importantes são a taxa de conversão e o ticket médio, ou valor médio de consumo.

Também é interessante, se possível, comparar seu resultado com o índice de lucratividade da concorrência, para entender se seu negócio tem conseguido destaque.

Por que acompanhar o índice de lucratividade?

Por mais que exista uma tendência coletiva de imaginar que o lucro seja apenas o que sobra no caixa, você certamente já entendeu que não é bem assim. Por isso, acompanhar o índice de lucratividade é fundamental para os empreendimentos que desejam identificar e gerenciar sua situação financeira.

Além de mostrar se o estabelecimento está conseguindo obter lucro com a atividade que oferece, ou seja, se está faturando a quantidade ideal, o índice de lucratividade também promove vantagens como:

  • auxiliar na tomada de decisões;
  • ajudar a pensar sobre mudanças pertinentes para uma maior lucratividade;
  • mostrar se os resultados estão de acordo com as expectativas da gestão;
  • possibilitar uma análise da lucratividade do negócio em relação à média do mercado.

Acompanhar o índice de lucratividade é essencial para diversos tipos de empresas, o que certamente inclui as do mercado alimentício. Essa métrica de gestão financeira auxilia na tomada de decisão e contribui para o alcance de melhores resultados, além de permitir perceber mudanças na lucratividade a partir da comparação entre os índices de cada período.

Se você quer ter ainda mais controle sobre a saúde financeira do seu negócio, baixe gratuitamente um e-book sobre planejamento financeiro para delivery!

Por iFood

Por iFood

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

12/04/2024

Melhoria Contínua no Atendimento do iFood: conheça o Botão de Ajuda

12/04/2024

Aprenda a técnica food porn para caprichar nas fotos de comida

11/04/2024

Feedback do cliente: saiba como tirar proveito

 

Ingressos disponíveis!

Garanta sua presença no evento que vai mover o mercado de Food Delivery