Margem de lucro: descubra o que é e como calcular!

Saiba como calcular a margem de lucro do seu negócio. Aprenda ainda como melhorar esse desempenho otimizando sua operação!

O que torna um negócio não apenas viável, mas estável financeiramente, é a lucratividade. Saber como mensurar e garantir ganhos bons o bastante para que o estabelecimento continue saudável em termos econômicos é um grande desafio. Para isso, o que você precisa é de uma boa margem de lucro.

Ter um bom plano de negócio e acompanhar a lucratividade ao longo do tempo são iniciativas essenciais para o sucesso. O primeiro passo é dominar o conceito de margem de lucro e incorporar as boas práticas ao negócio.

Para descobrir como calcular a margem de lucro e também como aumentá-la, continue a leitura!

O que é margem de lucro?

Basicamente, a margem de lucro é o percentual obtido da relação entre os lucros brutos e as receitas totais. Ela tem relação com a porcentagem do preço de um produto (ou serviço) que corresponde efetivamente à lucratividade gerada para o estabelecimento.

Para entender a margem de lucro: ela é o percentual que o estabelecimento retém da receita gerada a partir dos pedidos de um determinado período, descontado o pagamento das despesas necessárias para que o negócio continue funcionando.

Nesse sentido, o empreendimento atende aos pedidos dos clientes, recebe o pagamento e desconta os gastos (incluindo os financeiros e fiscais). O saldo é a margem de lucro líquida: quanto maior, mais lucro tem o negócio.

Qual a importância da margem de lucro para os estabelecimentos do ramo alimentício?

A margem de lucro é um indicador para analisar a saúde financeira de uma empresa, ou seja, ela demonstra se a sua empresa está realmente lucrando no ramo alimentício. A margem de lucro norteará seus investimentos e ajudará a focar nos produtos mais lucrativos do seu negócio, ao mostrar onde estão as melhores possibilidades de investimento.

Para ela ser positiva, é crucial que o estabelecimento trabalhe uma precificação de produtos adequada, que consiga cobrir os custos de produção e ainda gerar um acréscimo financeiro direto para o caixa.

Também é fundamental que os preços finais estejam de acordo com os valores praticados pelos seus concorrentes. Isso significa que os produtos precisam ser vendidos por um valor que o seu público-alvo esteja disposto a pagar sem se sentir lesado.

Não exagere na busca por uma boa margem do lucro. Além de fazer com que seus produtos fiquem parados, ou seja, diminuir suas vendas, essa prática pode ser até considerada ilegal.

Como calcular a margem de lucro do seu negócio?

Para calcular a margem de lucro que a sua empresa teve em determinado período, será preciso somar o seu faturamento atual e subtrair os gastos necessários para produzir os itens oferecidos.

A boa notícia é que há uma fórmula bem simples para o cálculo da margem:

Margem de lucro = lucro bruto / receitas totais

Suponha que um estabelecimento tenha faturado R$ 60 mil em um mês. No entanto, os gastos operacionais foram de R$20 mil no mesmo período. Assim, tem-se:

  • receita total de R$ 60.000;
  • custos de R$ 20.000;
  • Lucro: R$ 60.000 – R$ 20.000 = R$ 40.000

O lucro foi de R$ 40 mil, mas qual foi a margem? Basta pegar o valor final e dividi-lo pelas receitas:

Margem de lucro: R$40.000/R$60.000 = 0.66

Para facilitar, multiplica-se o valor final por 100. Assim, chega-se aos 66%: essa foi a margem de lucro bruto da empresa naquele período.

Como aumentar a margem de lucro do seu estabelecimento?

Agora, veja algumas dicas para você obter uma margem de lucro mais atrativa.

Diminua gastos irrelevantes

Lucrar está relacionado a cortar desperdícios e gastos desnecessários. Como fazer isso no ramo alimentício?

  • retire ingredientes impopulares de pratos muito vendidos. Por isso, sempre tenha atenção às avaliações e às sugestões dos clientes;
  • diminua gastos com eletricidade e água;
  • cheque até mesmo produtos de limpeza e os sabonetes utilizados no banheiro, caso você tenha uma loja física. Talvez você encontre produtos muito acima do preço razoável sendo utilizados;
  • negocie melhores condições com fornecedores;
  • busque tecnologias que automatizem tarefas burocráticas repetitivas e centralizem informações, como sistemas de gestão.

Ofereça atendimento de qualidade

Para que um estabelecimento seja visto como uma referência, é importante oferecer atendimento de qualidade, rápido e com uma equipe capacitada. O objetivo é fazer com que o comércio seja conhecido como “aquele que nunca atrasa”.

Além disso, conscientize os seus colaboradores sobre a cortesia no trato com os clientes. Do mesmo modo, respeite os prazos em seu serviço de entregas. Não ofereça períodos curtos demais para impressionar: prefira atender às solicitações no prazo acordado.

Divulgue os pratos mais rentáveis do estabelecimento

Nem sempre promover os produtos mais baratos do seu negócio será a melhor estratégia. Caso você aposte em um prato mais caro e que tenha boa aceitação nos testes iniciais, trate de investir recursos para comercializar esse produto com mais frequência.

Assim, você une o melhor de dois mundos: a promoção de um produto que traga um retorno financeiro maior e ainda a possibilidade de estabelecer um diferencial em relação aos concorrentes.

Afinal, aquele prato pode acabar sendo considerado o carro-chefe do estabelecimento, aquilo pelo qual o seu negócio se torna uma referência.

Explore os diferenciais

Por falar em produtos diferenciais, é uma boa ideia reforçar essa dica. Isso porque não faz sentido abrir o estabelecimento para ele ser “mais um“, similar a todos os outros.

Por isso, enfatize os produtos que o diferenciam dos concorrentes e que mostrem que a sua loja é única.

O que diz a legislação sobre a margem de lucro?

Ter uma boa margem de lucro é crucial para o crescimento do negócio. Contudo, não exagere na busca por um número muito elevado, uma vez que os consumidores são protegidos por lei contra preços abusivos. Veja o que diz o artigo 39 do Código de Defesa do Consumidor:

Art. 39. É vedado ao fornecedor de produtos ou serviços, dentre outras práticas abusivas:

X – elevar sem justa causa o preço de produtos ou serviços.

Por isso, mantenha os pés no chão: siga na busca pela lucratividade, mas sem infringir as normas.

A margem de lucro tem tudo a ver com a boa gestão financeira, uma vez que serão os rendimentos obtidos que manterão o negócio vivo e em bom estado. É uma maneira, inclusive, de mensurar o sucesso do plano de negócio inicial.

Para complementar seu aprendizado, conheça os 8 passos essenciais para atingir sucesso na gestão financeira do seu negócio!

Por iFood

Por iFood

43 respostas

  1. Poxa, Eliane. É uma pena que a sua experiência com iFood tenha sido assim. ? Saiba que estamos trabalhando diariamente na melhoria dos nossos serviços e cada opinião conta muito! Levaremos seus consideração seu comentários para as futuras mudanças.

  2. Hello There. I found your blog using msn. This is a really well written article. I’ll make sure to bookmark it and come back to read more of your useful information. Thanks for the post. I’ll certainly comeback.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

20/05/2024

Confira como foi o Fórum de Restaurantes de Maio

20/05/2024

Embalagem para marmita: 6 melhores opções

19/05/2024

Promoção de vendas: 5 dicas para o seu sucesso

 

Ingressos disponíveis!

Garanta sua presença no evento que vai mover o mercado de Food Delivery