Redução de custos: 7 táticas para aplicar nas empresas

Às vezes, a redução de custos é essencial para recuperar a saúde financeira do seu negócio. Confira 7 dicas para conseguir isso!

A redução de custos é um desafio comum de se enfrentar ao empreender. Em muitos cenários, a diminuição de custos na empresa é, justamente, o ponto-chave para garantir o aumento da lucratividade. Afinal, mesmo com o faturamento alto, se o nível das despesas está elevado, é provável que não seja obtido um lucro satisfatório.

Sem tempo para ler? Clique no play para ouvir este conteúdo!

Em meio à competitividade do mercado alimentício, o segredo está fazer essa redução sem prejudicar a qualidade dos serviços e dos itens oferecidos. Alguns exemplos de redução de custos são: evitar desperdícios, negociar condições favoráveis com fornecedores e engajar toda a equipe para entrar nessa missão com força total.

Confira algumas dicas sobre como trabalhar a redução de custos no negócio!

1. Defina quais custos são estratégicos e quais não são

Existem custos que são realmente importantes para a empresa, pois ajudam a aumentar a eficiência diária e a fechar novos negócios. É o caso dos investimentos em novas tecnologias e marketing. Eles são chamados de estratégicos, pelo fato de possibilitar mais ganhos financeiros.

Em contrapartida, existem gastos necessários destinados exclusivamente para a manutenção da empresa, não agregando tanto valor. Os custos tributários, o aluguel do imóvel e a energia elétrica são alguns exemplos. Apesar de ser essenciais, não são estratégicos para o estabelecimento.

Podem existir, ainda, gastos que não são estratégicos nem essenciais. Esses devem ser os alvos principais da redução de custos nas empresas.

O ideal é listar todos os seus custos, para depois avaliar se são estratégicos ou não estratégicos, conforme o nível de retorno oferecido ao empreendimento. Dessa forma, de imediato, você conseguirá ter uma visão geral dos possíveis cortes de gastos.

2. Corte gastos não estratégicos

Um dos principais exemplos de redução de custos é o corte dos gastos que não são estratégicos nem fundamentais. Em outras palavras, alguns gastos habituais e desnecessários podem ser excluídos por completo do seu plano de negócio. Há, ainda, a possibilidade de enxugar gastos que não podem ser eliminados por completo.

Vale destacar novamente os tributos como exemplo, já que empreender no Brasil envolve uma atenção especial a esse aspecto. Um estabelecimento enquadrado em um regime tributário inadequado pode gerar mais despesas que o necessário, sem que isso gere qualquer ganho. Por isso, o ideal é conversar com um contador e avaliar quais tributos devem ser cortados.

Certos recursos essenciais, como materiais de limpeza e energia elétrica, podem passar por reduções expressivas — por exemplo, de 20 a 50%.

Para reduzir gastos com energia elétrica, o estabelecimento deve adotar hábitos voltados para economizar esse recurso. Além disso, é uma boa ideia entrar em contato com um representante da operadora elétrica para decidir quais mudanças podem diminuir o consumo elétrico mensal.

3. Renegocie com fornecedores

Uma das melhores maneiras de diminuir custos é por meio de uma renegociação com os fornecedores. Caso você consiga reduzir os custos de compra, terá uma margem de lucro superior. Nesse sentido, o grande segredo é saber como fazer essa negociação.

Primeiramente, veja se está pagando um preço justo. Pesquise quanto a concorrência paga pelo mesmo produto. Além disso, analise quanto os demais fornecedores cobram pelo mesmo serviço ou produto. A ideia aqui é conseguir o máximo de informações possíveis antes de iniciar a renegociação.

Em seguida, marque uma conversa com seu fornecedor. Utilize os dados levantados a seu favor e estabeleça uma meta de diminuição dos gastos de 3 a 6%, por exemplo. No caso de não conseguir negociar, considere a possibilidade de trocar de fornecedor.

4. Controle o estoque

O controle de estoque eficiente é uma das estratégias mais importantes de diminuição de custos na empresa. Afinal, mercadorias e matérias-primas de baixa rotatividade estão imobilizadas e enfraquecem o capital de giro do negócio. Dessa forma, o estabelecimento:

  • perde boas oportunidades de negócio pela ausência de capital disponível;
  • corre o risco de não pagar os fornecedores dentro do prazo estabelecido;
  • sofre prejuízos com produtos perdidos, seja por extravio, descuido ou vencimento.

Para não ter que lidar com esse tipo de problema, invista em um controle de estoque eficiente, definido datas e maneiras precisas de calcular quanto deve ser comprado de cada item. Nesse sentido, é indicado contar com o auxílio de um software de gestão.

5. Capacite seus colaboradores

Quanto mais treinamentos seus colaborares receberem, mais preparados estarão para executar suas funções da melhor forma possível. Além disso, poderão usar o conhecimento adquirido para agilizar a entrega de produtos, no caso de um serviço delivery.

Uma equipe destreinada ou desmotivada acaba custando mais caro para o empreendimento. Mesmo que você não tenha recursos para contratar palestrantes em determinado momento, por exemplo, é possível investir em treinamentos internos e deixar que os próprios líderes e gestores partilhem conhecimentos.

6. Analise o fluxo de caixa

Uma das melhores estratégias para minimizar despesas é realizar uma análise criteriosa do seu fluxo de caixa. Ao avaliar os gastos e as receitas do negócio, a equipe gestora consegue perceber de forma clara quais são as maiores fontes de saída do caixa.

A partir desse diagnóstico, a próxima etapa é investigar e entender os motivos de eventuais aumentos de despesas. A origem do problema pode estar na precificação dos insumos, que pode oscilar, no crescimento de gastos com logística e assim por diante.

Só após descobrir para onde o dinheiro está indo é possível decidir quais cortes se fazer. Vale destacar que, seja qual for o modelo de negócio, o histórico do fluxo de caixa é muito importante, já que permite comparar a evolução dos custos.

7. Use a tecnologia para otimizar custos

A tecnologia pode ajudar muito na redução de custos do seu estabelecimento. Um bom exemplo é a substituição de arquivos impressos por documentos digitalizados, ou reuniões presenciais por virtuais.

Já por meio da automação de tarefas, é possível reduzir a necessidade de atividades manuais, burocráticas e repetitivas, otimizando tempo e reduzindo despesas. Além disso, a automação ajuda a evitar erros, além de aumentar a produtividade e a eficiência.

A utilização de tecnologias de manutenção, como nas atividades preditivas, faz com que seja possível analisar leves quedas de desempenho, já prevendo potenciais problemas e direcionando esforços de manutenção. Dessa forma, é possível minimizar a necessidade de futuros consertos mais trabalhosos.

A tecnologia ajuda muito os estabelecimentos na prevenção de incidentes e na redução de gastos com manutenção corretiva. Ela permite que os negócios se conectem mais com o público, além de conhecer mais sobre a concorrência, elevando o potencial de mercado e melhorando a saúde financeira empresarial.

Agora, você tem boas ideias para a de redução de custos no seu empreendimento alimentício. Nesse contexto, vale ressaltar a importância de sempre revisar os processos internos a fim de identificar gargalos que possam ser responsáveis gastos acima do necessário. Ao trabalhar em cima desses aspectos, você tem grandes chances de ver os lucros crescerem consideravelmente.

Por iFood

Por iFood

34 respostas

  1. Oi Beatriz! Ficamos muito felizes que sua experiência está sendo positiva <3 desejamos muita prosperidade para o seu negócio! Estamos juntos!

  2. Oi Maria! Ficamos muito felizes com seu comentário <3 Continue vendo nossos conteúdos, eles poderão lhe ajudar nessa jornada de iniciante! Conte conosco!

  3. Oi Maria! Sentimos muito pela sua experiência! Você sempre pode trazer seu feeback! Estamos trabalhando para melhorar a sua experiência com a plataforma! Tenho um conteúdo que pode te ajudar nesse caso que sua loja foi fechada, veja aqui: http://bit.ly/3ICh5eU

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

20/05/2024

Confira como foi o Fórum de Restaurantes de Maio

20/05/2024

Embalagem para marmita: 6 melhores opções

19/05/2024

Promoção de vendas: 5 dicas para o seu sucesso

 

Ingressos disponíveis!

Garanta sua presença no evento que vai mover o mercado de Food Delivery