Desperdício de alimentos: quais as causas e como evitá-lo?

Confira este post para aprender sobre as causas do desperdício de alimentos e como evitá-lo no seu estabelecimento!

O desperdício de alimentos afeta um terço de toda a comida produzida ao redor do mundo! A ênfase em produtividade que predomina no mercado financeiro e as condições de transporte dos alimentos são grandes fatores para esse problema. Esse desperdício também ocorre em processos produtivos e no dia a dia das famílias e empresas.

Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo.

De acordo com um levantamento da FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação), mais de 30% de toda a produção mundial de alimentos é desperdiçada a cada ano entre os períodos de pós-colheita e venda no varejo. Existem muitos fatores que estão fora do controle de quem gerencia estabelecimentos do setor alimentar, mas há medidas que podem ajudar muito a amenizar o problema.

Entenda melhor por que o desperdício acontece e a importância de evitá-lo, além de conferir dicas de como fazer isso!

Quais as causas mais comuns do desperdício de alimentos?

Não é nenhum segredo que muitos segmentos acabam causando um grande desperdício de alimentos. Isso influencia vários aspectos, como o poder de compra e a quantidade de comida que chega aos consumidores. Sendo assim, o questionamento que fica é: afinal, o que gera esse desperdício?

É importante ressaltar que a maioria dos alimentos, de alguma forma, pode ser reaproveitada. Isso já seria uma maneira de evitar uma perda tão grande de comida. Mas conhecer os fatores também pode ajudar a reduzir o desperdício.

Alguns dos principais causadores de desperdício alimentar são:

  • grande quantidade de alimentos perecíveis;
  • manuseio incorreto dos alimentos;
  • condições de embalagem inadequadas;
  • ineficiência no transporte e armazenamento;
  • exigências em excesso por parte dos centros de distribuição;
  • pouca informação por parte dos consumidores no momento de comprar um alimento orgânico;
  • descarte indevido de legumes e frutas.

Esses fatores acabam por contribuir com o descarte inadequado de alimentos que poderiam preencher necessidades importantes dentro da sociedade. Por isso, é importante que exista, nos gestores e colaboradores de estabelecimentos do setor alimentar, uma postura responsável e preocupada com essa questão.

Como evitar o desperdício de alimentos?

Existem diversas formas de evitar desperdício no seu estabelecimento. A seguir, você conhecerá algumas dicas para ter um comportamento mais sustentável, o que pode até mesmo beneficiar a imagem da sua empresa. Confira!

Priorize ingredientes em comum na elaboração do cardápio

Preparar um cardápio em que os itens contam com ingredientes em comum é uma ótima tática para diminuir o desperdício. Essa é uma forma de evitar que insumos ultrapassem o prazo de validade devido à baixa saída de opções específicas.

Além disso, elaborar um cardápio estrategicamente é uma excelente maneira de otimizar recursos e tempo. Usar uma variedade menor de ingredientes poupa tempo nas compras — afinal, não é preciso fazer buscas demoradas por vários produtos específicos.

Montar o cardápio, para delivery ou consumo no local, com ingredientes em comum também contribui para mais organização na cozinha do seu food service. Afinal, fica muito mais fácil encontrar os itens — o que faz com que a equipe ganhe tempo.

Aproveite tudo o que puder

Essa dica é primordial para minimizar a perda de itens na cozinha. Saiba aproveitar ao máximo os ingredientes à disposição, nem que você os utilize só para dar um toque especial à comida, como em caldos e temperos.

Busque também aproveitar alimentos com aparência disforme e outros defeitos. Cozinheiros comumente acabam descartando legumes, verduras, hortaliças, frutas e outros itens por inteiro, devido à sua aparência. Mas, muitas vezes, é necessário descartar apenas uma parcela do alimento, e a parte restante ainda está em bom estado para uso.

Dê uma chance aos alimentos imperfeitos

Essa dica segue uma lógica semelhante à anterior. Muitas pessoas acabam por não comprar produtos naturais que apresentam uma forma diferente ou casca um pouco danificada porque acreditam, equivocadamente, que eles estejam estragados.

Contudo, apesar desses detalhes, muitos dos alimentos imperfeitos disponíveis nas prateleiras das feiras e mercados estão apropriados para consumo. Conheça os sinais de que os alimentos estão estragados e, se não for o caso, não deixe de lado os produtos imperfeitos! Comprar esses itens é uma ótima maneira de colaborar com uma prática sustentável, já que eles poderiam ser desperdiçados pela falta de compradores.

Tenha atenção ao armazenamento dos produtos

Conservar corretamente os alimentos é um ponto importante no combate ao desperdício. Por isso, fique atento ao local do estoque. Não deixe os insumos expostos ao sol, dê preferência a locais arejados e secos.

Distribuir os ingredientes conforme os prazos de validade pode trazer resultados positivos. Para itens mais próximos de vencer, deixá-los na frente, com maior facilidade de acesso é uma boa prática para que incentivar seu uso. A organização com etiquetas e categorizações também pode ser uma aliada.

Mantenha os produtos na temperatura ideal

Para evitar que os ingredientes estraguem rápido, o mais correto é guardá-los na temperatura ideal. Assim, você garante a preservação deles. Então, talvez seja preciso investir em alguns equipamentos para restaurantes e afins, a exemplo de refrigeradores comerciais.

Faça um bom controle de estoque

A melhor estratégia para evitar o desperdício de comida no seu estabelecimento é ter um controle de estoque eficiente. Uma ótima alternativa é instalar um software de gestão que consiga automatizar esse gerenciamento.

Há sistemas que mostram antecipadamente a necessidade de reposição de itens, evitando alguns problemas na cozinha, como ingredientes vencidos ou em falta. A ferramenta também pode servir para a compra de produtos não perecíveis (com um amplo prazo de validade).

Faça uma estimativa da clientela aguardada

Fica mais fácil conseguir uma gestão eficiente de compras e um armazenamento de alimentos inteligente se a administração do estabelecimento fizer estimativas da quantidade de pedidos esperados naquele período. Isso ajudará o estabelecimento a ter mais controle em relação ao volume de insumos que deve obter a curto e médio prazo.

Uma forma de fazer isso é tirar a média do número de pedidos das últimas semanas e identificar os momentos com um volume maior ou menor de clientes pedindo, sempre considerando as variações conforme o dia da semana. Para ambientes físicos, solicitar reservas é outra estratégia eficiente para estimar a quantidade de fregueses aguardados, e é bom avaliar se essa opção faz sentido para o seu estabelecimento.

Quais os prejuízos ambientais e econômicos desse problema?

Além de potencializar a situação de insegurança alimentar, desperdiçar alimentos causa consequências graves ao meio ambiente. Afinal, a produção agrícola em larga escala acaba por exigir um grande volume de água e o uso de insumos agrícolas (fertilizantes e agrotóxicos, por exemplo) que prejudicam a preservação ambiental.

Além disso, o desperdício gera mais:

  • aumento da demanda por transporte;
  • desmatamento;
  • consumo de combustíveis fósseis e de energia.

De acordo com a FAO, cada etapa da logística agrícola eleva o custo ambiental da produção. Dessa forma, quanto maior o volume de alimentos perdidos na cadeia de produção, maiores serão as consequências negativas para o planeta.

Por fim, fica claro que o desperdício de alimentos é um problema que vem trazendo diversos prejuízos ao redor do mundo. Porém, se todos começaram a contribuir com um comportamento mais sustentável, será possível entregar um meio ambiente mais saudável para as futuras gerações. Por isso, nunca é tarde para começar a agir corretamente!

Assine a newsletter do iFood para receber atualizações diretamente na sua caixa de entrada!

Por iFood

Por iFood

7 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

23/05/2024

Cultura data-driven: transforme dados em decisões estratégicas!

22/05/2024

Gestão de restaurante: passo a passo para alcançar o sucesso

21/05/2024

Melhoria contínua: o que é, objetivo e como aplicar