Soft opening: o que é, como usar e estratégias para se destacar!

Já ouviu falar em soft opening? Confira neste conteúdo algumas dicas para fazer o pré-lançamento do seu negócio!

Talvez você tenha feito todo o planejamento que achou necessário, mas ainda não sabe se é momento de certo de abrir seu negócio e apresentá-lo ao público geral. Diante desse cenário, pode ser uma boa ideia fazer uma soft opening — termo em inglês que significa “abertura suave”.

Nessa operação, você deve conversar com funcionários e clientes, com o objetivo de receber um parecer sincero. Por meio da resposta obtida, é possível identificar pontos que devem ser melhorados. Além disso, seus colaboradores têm a oportunidade de experimentar, na prática, se o atendimento será eficaz, além de ajudar a pensar na melhor forma de realizá-lo.

Continue a leitura para aprender o que é soft opening, quais são as vantagens de optar por essa estratégia de pré-inauguração e como usá-la no seu estabelecimento!

O que é soft opening?

Soft opening é uma estratégia de marketing usada para testar um produto, serviço ou modelo de negócio, antes do lançamento oficial no mercado. É, basicamente, um pré-lançamento, para um público selecionado. Ou seja, é uma forma de iniciar a atividade de um estabelecimento em um cenário mais controlado, como uma forma de analisar a experiência do cliente.

Isso porque o dono do negócio pode escolher o que será testado e quem serão os participantes do serviço, em um horário predeterminado. A estratégia é bastante utilizada como um teste prático, com o objetivo de identificar falhas, gargalos e outros fatores que podem ser aprimorados antes da abertura ao público geral.

A prática começou a se expandir no país por meio de restaurantes que queriam alinhar seus produtos e serviços antes do lançamento oficial. É a solução ideal para testar e analisar o funcionamento do atendimento ao público e aspectos como o tempo de espera até o pedido chegar à mesa, bem como outros procedimentos envolvidos no funcionamento do negócio.

Vale ressaltar que, em alguns casos, a soft opening envolve o uso de um cardápio cortesia, ou seja, o convidado não paga pelo consumo. Porém, mesmo nessas situações, é bom perguntar se os preços são atrativos. Caso seja um pré-lançamento em que os convidados pagam, é possível definir promoções ou preços especiais.

Quais as vantagens?

Com informações apresentadas até então, já dá para perceber que a pré-inauguração pode oferecer diversos benefícios. Veja de forma mais aprofundada, a seguir, algumas vantagens de apostar nessa estratégia.

Treinamento da equipe

A verdade é que teoria e prática nem sempre estão lado a lado. Por isso, antes de lançar algo no mercado, é fundamental treinar toda a equipe também na prática. Nesse sentido, a soft opening é ideal, já que é um evento que possibilita um cenário bastante controlado.

O empreendedor tem a liberdade de:

  • escolher o número de convidados;
  • definir quais serviços e produtos serão oferecidos;
  • estabelecer um horário especial de funcionamento;
  • fazer as modificações que achar pertinentes para o momento de pré-lançamento.

A intenção é testar o andamento da operação para, assim, melhorar a experiência do cliente com a marca. Nesse contexto, os administradores e colaboradores têm a oportunidade de uma experiência prática e, principalmente, de cometer erros (e corrigi-los) sem que isso comprometa a experiência de uma grande parcela de clientes.

Adaptação e melhoria

Abrir um estabelecimento no modelo soft opening é ter a chance de analisar na prática onde estão os gargalos do seu serviço, dos seus produtos e do seu negócio. É o momento de acompanhar os pontos que estão gerando pouco valor, as dúvidas comuns, o preço e, claro, a experiência do cliente.

Com base nas informações coletadas a partir do pré-lançamento, é possível realizar um diagnóstico dos pontos de melhoria e fazer as devidas adaptações até a inauguração oficial aberta ao público.

Marketing gratuito

Optar pela soft opening pode ocasionar uma boa impressão antes mesmo do lançamento. Com o marketing estratégico correto, essa primeira impressão traz como resultado a aprovação social o prova social — o famoso “marketing boca a boca”.

Caso a primeira experiência tenha sido satisfatória, as pessoas que participaram do pré-lançamento indicarão o seu negócio, aumentando o número de clientes para a estreia oficial. Isso é ainda mais importante caso, entre os convidados da soft opening, existam jornalistas, influenciadores e outros formadores de opinião.

Como fazer?

A soft opening oferece inúmeras vantagens, como permitir a chance do empreendedor fazer alguns ajustes antes da tão aguardada inauguração. Agora, é o momento de saber como implementar essa ideia na prática. Confira algumas dicas a seguir!

Escolha a melhor data

Você pode fazer a soft opening dias ou semanas antes da verdadeira estreia para o grande público. É essencial que o evento ocorra em uma data próxima dessa inauguração oficial, já que o objetivo é fazer pequenos ajustes, caso seja preciso, e não uma grande transformação ou reforma no local.

Ou seja, a experiência, para essas pessoas escolhidas, deve ser a mesma que você pretende oferecer para o público que visitará seu estabelecimento. Então, garanta que esteja tudo pronto para receber os convidados, do preparo da equipe e do ambiente ao perfeito funcionamento de quaisquer softwares que sejam necessários.

Convide amigos, família e pessoas experientes na área

Uma ótima dica é chamar pessoas próximas, que você sabe que vão contribuir com avaliações e sugestões honestas para a melhoria do negócio. Amigos e familiares, em particular, tendem a fazer críticas construtivas. Você deve aproveitar também para adicionar à lista pessoas que têm algum conhecimento sobre o mercado no qual deseja atuar: é crucial receber o feedback desse público.

Outra ação importante é distribuir convites limitados entre potenciais clientes, reforçando a ideia de exclusividade. Essa é uma ótima oportunidade de criar uma relação próxima com alguns clientes logo de início, possivelmente fidelizando esse grupo.

Divulgue o pré-lançamento

Embora a soft opening se restrinja aos convidados, é importante divulgar que o negócio está em pré-lançamento. Isso chama atenção para sua marca, além de criar um suspense e gerar curiosidade no público. Então aposte em estratégias de conteúdo nas redes sociais como Facebook, Instagram e TikTok. Identifique onde está o seu público e invista na divulgação, estabelecendo objetivos de marketing.

Ofereça uma experiência diferenciada

Mesmo que a soft opening seja o momento de testar a operação do negócio, é necessário ter atenção à experiência do consumidor no contato com sua marca nesse primeiro encontro. Por isso, faça com que o pré-lançamento proporcione valor aos seus convidados e faça-os sentir que são, de fato, clientes (até porque são, embora em condições específicas).

A soft opening é o momento de identificar quais fatores podem agradar ou frustrar sua clientela e trabalhar para manter o que funciona e modificar o que não é ideal. Assim, você garante um serviço muito melhor quando o estabelecimento estrear para valer, o que vai retornar em forma de conquistas como autoridade no mercado e, claro, lucro.

Gostou deste post? Então, aprofunde-se nas estratégias para o sucesso do seu estabelecimento: baixe já, gratuitamente, um guia de marketing para restaurantes!

Por iFood

Por iFood

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

11/07/2024

Growth Marketing: entenda como aplicar no negócio para aumentas as ...

10/07/2024

Case de sucesso: entenda como o Forno Paulista voou com o iFood

10/07/2024

Como transformar o Dia Mundial do Rock em uma oportunidade de vendas