8 benefícios dos alimentos orgânicos

Conheça 8 benefícios dos alimentos orgânicos! Saiba como preparar pratos mais saudáveis e preservar o meio ambiente.

Os alimentos orgânicos se tornaram uma forte tendência de consumo. A Organis, Associação de Promoção dos Orgânicos, apontou um crescimento muito acelerado na demanda por esses itens, principalmente dos prontos para consumo que, segundo a Associação, chegou a ter 50% de aumento na procura em 2020.

Engana-se quem acha que apenas vegetais são produzidos por processos orgânicos. As carnes também podem ser incluídas na categoria, assim como derivados do leite.

 Continue a leitura para saber mais sobre os alimentos orgânicos. Confira 8 benefícios em incluí-los nas receitas do seu cardápio!

O que são alimentos orgânicos?

Alimentos orgânicos são ingredientes cultivados em processos responsáveis nos âmbitos ambiental, social e cultural, além de serem naturais. Ou seja, para saber se um alimento é orgânico, é necessário verificar como é o seu processo de produção. No caso dos vegetais, não são utilizados fertilizantes sintéticos ou defensivos agrícolas químicos. Há também uma preocupação com o manejo do solo, e as sementes não devem ser transgênicas.

No caso dos animais de corte, devem ser criados em locais bem maiores que os convencionais, dando maior liberdade e qualidade de vida aos bichos. Também são criados sem engorda por hormônios, esteroides e outros processos que prejudicam as espécies. Outro ponto importante é que o abate deve ser humanizado.

Os alimentos orgânicos estão cada vez mais presentes na mesa do brasileiro e nas cozinhas dos restaurantes. Ótimos para valorizar o cardápio, podem ser obtidos por preços mais baixos se comprados de produtores locais.

Essas relações de parceria, além de fortalecerem o comércio da região, são excelentes para quem precisa de bons fornecedores para obter, por exemplo, legumes e hortaliças sempre frescos. Mas atenção: procure trabalhar com itens certificados pelo Ministério da Agricultura. Afinal, não é interessante comprar do produtor local se o alimento é repleto de agrotóxicos.

Quais os benefícios para a saúde e o meio ambiente?

O Brasil é um importante produtor mundial de alimentos, mas grande parte das lavouras e latifúndios de monocultura ainda consomem milhares de toneladas de agrotóxicos. O manuseio e aplicação desse material é prejudicial à saúde dos trabalhadores, mas não para por aí.

As comunidades que vivem ao redor dessas plantações também são muito afetadas, assim como o meio ambiente da região. Nesse contexto, a cultura de alimentos orgânicos se mostra como uma alternativa muito mais adequada à saúde humana e isenta de grandes impactos ao meio ambiente.

Confira 8 benefícios dos alimentos orgânicos.

1. Preservar o solo

A produção de alimentos orgânicos utiliza formas de adubação que não agridem o solo, sem incluir qualquer tipo de fertilizante sintético no processo. É praticado o uso consciente dos recursos, com aplicação de sistema de alternância das terras cultivadas e adubação verde.

Isso evita que produtos químicos utilizados de forma incorreta contaminem o solo e o lençol freático, além de prevenir contra a erosão.

2. Fortalecer produtores locais

A cozinha sustentável também é responsável por promover o fortalecimento da economia local. Ou seja, ela cumpre uma função social que vai além da venda de comida. Para empreendedores, ter fornecedores próximos geograficamente é excelente, pois diminui os custos de frete e facilita visitar o produtor.

3. Reduzir a poluição ambiental

A agricultura orgânica é uma forte aliada na preservação do meio ambiente. O objetivo do produtor, para além de produzir um alimento bonito, é que a comida seja mais saudável. Diferentemente da agricultura convencional, que usa fertilizantes químicos, defensivos agrícolas venenosos e processos que aceleram a degradação e erosão, o plantio e manejo dos alimentos orgânicos ajuda na recuperação do solo.

Agrotóxicos pulverizados podem atingir os leitos de rios causando ainda mais poluição ambiental. Portanto, trabalhar com alimentos orgânicos é uma opção mais adequada à cozinha sustentável.

4. Manter o bem-estar animal

Não somente os animais de corte devem ser tratados sem confinamento ou processos cruéis. Esse cuidado deve se estender também aos animais produtores de ovos e leite, por exemplo. Além de contribuir para a qualidade de vida desses animais, também é importante para a certificação de que o alimento é realmente orgânico e para manter a qualidade dos itens.

5. Preservar a biodiversidade

Quando as nuvens de agrotóxicos são pulverizadas no ar, o veneno não distingue as pragas da lavoura, como fungos e insetos, dos demais seres vivos. Esse tipo de material é extremamente prejudicial à saúde de plantas nativas, animais silvestres e domésticos.

Portanto, a produção de alimentos orgânicos, livre de agrotóxicos, é uma opção muito mais benéfica ao meio ambiente e promove a biodiversidade. Vale ressaltar que o uso de sementes não transgênicas propicia o crescimento natural das plantas sem exaurir o solo e outros recursos, como a água.

6. Ter caráter nutritivo

Os alimentos orgânicos são nutritivos, saudáveis e ainda mais saborosos que os convencionais. No entanto, eles se deterioram com facilidade. No caso de estabelecimentos que trabalham com comida e compram em maior quantidade, deve-se prestar atenção ao seu armazenamento.

Mas o fato desses produtos atingirem rápido o prazo de validade é um bom sinal. Significa que aquele alimento é o mais natural possível e não está cheio de conservantes químicos que adiam o processo de decomposição.

7. Fazer bem à saúde

Os alimentos orgânicos, pela forma como são produzidos, têm muitos benefícios para o corpo humano. Pães, bolos e massas, por exemplo, são produzidos sem conservantes, apenas com ingredientes naturais.

No Brasil, milhares de pessoas sofrem intoxicação por contato com agrotóxicos todos os anos. Por isso, o consumo de alimentos orgânicos, livres de venenos, é uma tendência crescente.

8. Reduzir o uso de plástico

Assumir hábitos conscientes de preservação da natureza tem tudo a ver com o universo da alimentação saudável e o consumo de alimentos orgânicos. Nesse novo formato de se pensar o mundo com sustentabilidade, os materiais usados nas cozinhas dos restaurantes influenciam na forma como o negócio é percebido pelos clientes.

O uso de plástico vem sendo abolido aos poucos das embalagens, dando lugar aos materiais reutilizáveis ou biodegradáveis. Trata-se de uma medida que visa reduzir a presença de plástico, que, apesar de ser considerado descartável, resulta em um volume produzido que é um verdadeiro problema ambiental.

Por que você deve ter atenção aos alimentos orgânicos?

A comida orgânica vem se popularizando e se transformando em uma forte tendência de consumo. Mesmo que esses itens possam ser mais caros do que os produzidos pelos meios comuns, seu público pode se dispor a pagar um pouco a mais para consumir alimentos orgânicos.

Por isso, podem ser bem lucrativos, além de representarem mais consciência ambiental e social por parte do negócio. Os clientes se identificam com esses valores éticos e, muitas vezes, sabem que há um custo elevado em manter uma cadeia produtiva que não danifique o meio ambiente ou prejudique a saúde dos produtores e do consumidor final.

Especialmente para chefs que trabalham com cozinha autoral, os alimentos orgânicos agregam valor às receitas e atendem à demanda de pessoas vegetarianas ou veganas, bem como de quem busca por produtos de origem certificada. Funcionam como um verdadeiro diferencial competitivo.

Agora que aprendeu mais sobre os alimentos orgânicos, lembre-se de fazer uma boa descrição dos itens do cardápio, revelando quais são os ingredientes orgânicos da receita e, quando possível, indicando o produtor responsável.

Para ficar sempre por dentro de assuntos do universo da alimentação como esse, siga o iFood para Parceiros no Instagram e no YouTube!

Por iFood

Por iFood

2 respostas

  1. Fantastic post however , I was wanting to know if you could write a litte more on this topic? I’d be very grateful if you could elaborate a little bit more. Bless you!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

21/05/2024

Melhoria contínua: o que é, objetivo e como aplicar

20/05/2024

Confira como foi o Fórum de Restaurantes de Maio

20/05/2024

Embalagem para marmita: 6 melhores opções