Prato executivo: o que é e como montar um?

Você sabe o que é o prato executivo? Leia para aprender as melhores combinações e montar alguns para o seu cardápio!

O prato executivo, também chamado de prato comercial ou prato feito, é um dos mais populares e amados dos comércios alimentícios brasileiros. Normalmente, ele é consumido por clientes que trabalham perto do estabelecimento ou pelos consumidores que estão com pressa e necessitam de uma alimentação rápida.

Existem muitos tipos de pratos executivos para diferentes bolsos e gostos, do mais sofisticado ao mais simples. Por isso, esse é um excelente segmento para abrir um delivery, restaurante ou até mesmo acrescentar essa opção no cardápio do seu estabelecimento.

Aprenda o que é um prato executivo, como montar o ideal para o seu negócio, além de conhecer alguns exemplos!

O que é prato executivo?

Trata-se de uma refeição com elementos já montados no prato. Desse modo, o cliente não tem a alternativa de escolher ou montar sua própria combinação, como é feito no buffet de self-service. Sua principal vantagem em comparação às outras opções de almoço do cardápio é o fato de ser uma refeição completa com preço mais acessível.

Justamente por ser uma refeição prática e completa, é um dos pratos mais pedidos pelos consumidores que procuram uma boa alimentação fora de casa sem gastar tanto tempo e dinheiro.

Geralmente, o prato executivo faz parte do cardápio semanal do estabelecimento, com um preço fixo, sendo uma das opções econômicas. Além disso, ele pode ser vendido em comércios de diferentes categorias, como bares, self-service e como marmita executiva pelo delivery.

Apesar de ser uma refeição econômica, não significa que prato executivo não precise ter qualidade. Para conquistar a fidelização de cliente, é necessário oferecer um almoço executivo apetitoso, de qualidade e com um preço acessível.

Como montar um prato executivo?

No clássico prato executivo, não pode faltar a combinação mais conhecida e indispensável da culinária brasileira: arroz e feijão. Contudo, para o cliente não enjoar, o mais interessante é oferecer alternativas variadas no seu cardápio.

Dessa forma, junto à dupla arroz e feijão, é possível acrescentar outros acompanhamentos e guarnições. Logo, ao elaborar um prato executivo para servir no seu estabelecimento, você pode seguir algumas dicas. Confira a seguir!

Escolha o carboidrato mais adequado

O carboidrato mais usado no prato feito é o arroz, porém batata-doce, mandioca, purê de batata e batata frita são ótimas opções. Lembre-se de que as massas, por exemplo, o macarrão — que pode ser um nhoque, espaguete etc. —, também fazem parte da categoria de carboidratos.

Ainda é importante ressaltar que muitas vezes o prato soma mais de um carboidrato. Normalmente, esse é um dos principais alimentos da refeição, além de ser mais econômico para o estabelecimento.

Não se esqueça da leguminosa

A leguminosa contribui harmonizando o prato para que ele fique mais suculento e nutritivo. Ou seja, esses frutos e sementes trazem um caldo para misturar com os alimentos do prato. A opção mais conhecida é o feijão. Também existem outras opções, como o grão-de-bico e a ervilha.

Ofereça proteínas variadas

A carne, a proteína ou a “mistura” — como é chamada essa parte do prato em alguns estados brasileiros — é fundamental para a decisão do público. Existem muitas opções de proteínas e diferentes modos de prepará-las para variar o cardápio, por exemplo:

  • bisteca suína;
  • peixe assado ou empanado;
  • frango assado, frito ou grelhado;
  • omelete, ovo frito, mexido ou cozido;
  • linguiça;
  • carne bovina cozida com legumes (carne de panela);
  • bife à rolê ou à milanesa.

Caso seja possível, tenha à disposição mais de uma alternativa para o cliente escolher no dia. Saiba que esse pode ser um atrativo para mais pessoas consumirem o prato executivo do seu estabelecimento.

Inclua legumes ou salada

Com o intuito de completar a refeição, você também pode elaborar uma seleção de legumes ou salada. São inúmeras as opções, e você tem a oportunidade de variar para agradar à clientela. Pode ser cenoura e batatas cozidas, vinagrete, tomate e alface, brócolis no vapor, beterrabas raladas, ou seja, o que não falta são opções baratas e boas. Use a criatividade!

Lembre-se da sobremesa

Por fim, para que o cliente fique ainda mais satisfeito, tenha uma sobremesa disponível. Embora seja opcional, oferecer esse extra pode ser interessante e um motivo para o cliente decidir comprar o prato executivo do seu estabelecimento.

Portanto, ofereça uma receita simples, como gelatina, mousse, doce de leite, goiabada ou até mesmo uma fruta. Esta última opção tende a agradar aquelas pessoas que preferem comer algo mais leve depois do almoço.

Quais são os principais pratos executivos?

Agora que você já entendeu melhor sobre o prato executivo e conheceu dicas de como prepará-lo no seu estabelecimento, que tal checar alguns exemplos? Confira a seguir!

Estrogonofe

Acompanhado por batata palha, arroz e uma saladinha, que pode ser servida à parte, o estrogonofe é um dos pratos prediletos do nosso país. As carnes podem ser bovinas ou de frango, sendo outra forma de variar o cardápio.

Bife à milanesa

Perfeito para acompanhar feijão, arroz, salada de alface e purê de batatas, pode ser feito com carne suína, bovina, peixe ou ave, já que a receita fica deliciosa independentemente da opção escolhida.

Filé de frango

Um clássico que não pode faltar no seu cardápio é o filé de frango. Ele pode ser preparado de duas formas diferentes. Um prato comum com feijão, arroz, batata frita e saladinha ou um prato fitness, em que o filé de frango é acompanhado de legumes e uma salada mista de folhas.

Bife à parmegiana

Uma alternativa mais caprichada pode ser o filé à parmegiana com um molho de tomate bem temperado, além de queijo muçarela derretido. Lembre-se de que tudo isso deve vir acompanhado de uma saladinha de folhas, arroz, batata frita e, opcionalmente, um pouco de feijão em um potinho separado para quem não abre mão dele nas refeições.

Você aprendeu o que é um prato executivo, conheceu dicas de como montá-lo e diversos exemplos de refeições que podem ser oferecidas em seu estabelecimento. Sendo assim, escolha aquele que tenha mais a ver com a identidade do seu negócio para agradar mais clientes e, quem sabe, fidelizá-los.

O que achou deste post? Aproveite e descubra agora mesmo como construir e encantar seus clientes com um cardápio digital!

Por iFood

Por iFood

5 respostas

    1. Oi Janete! Agradecemos seu feedback! Estamos sempre trabalhando para trazer a melhor experiencia até vocês!

  1. Olá. Gostaria de saber em medidas ( colheres , gramas) a quantidade de cada alimento que irá compor o seu prato.

    Obrigada

    1. Oi, Evelun! Se você tiver alguma dúvida ou dificuldade nesse momento, lembre-se de acionar nossos canais de suporte. No “Portal do Parceiro”, clique em “Chamados e ajuda” e logo depois em “Atendimento” — assim nossa equipe interna vai ajudar você.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

20/06/2024

Marketing para restaurantes: especialista mostra como começar

19/06/2024

Como funciona o Imposto de Renda MEI?

18/06/2024

IRPJ: confira o guia completo sobre essa declaração