Restaurantes digitais: o delivery após a retomada presencial

Você sabe o que são os restaurantes digitais? Leia este post e saiba por que apostar no delivery, mesmo após a retomada presencial.

Com a crise da pandemia do coronavírus, muitos negócios precisaram buscar alternativas para manter a operação. Os restaurantes que atendiam no espaço físico foram diretamente afetados, já que o atendimento presencial precisou ser interrompido. Foi aí que muitos negócios se reinventaram como restaurantes digitais.

O serviço de entrega de comida foi um aliado para manter viva a operação de muitos restaurantes. Enquanto diferentes plataformas de delivery conectaram restaurantes que vendiam a clientes que queriam consumir com conforto e segurança.

Com a retomada da operação presencial, é comum questionar-se se vale a pena apostar no delivery. A resposta é que, sim, o delivery continua sendo promissor. Quer entender mais? Continue a leitura!

O delivery durante a pandemia

O atendimento físico foi o único canal de vendas para diversos empreendedores até o início de 2020. Com a propagação do coronavírus, restaurantes precisaram se digitalizar rapidamente e contar com a tecnologia como aliada para a sobrevivência do negócio.

Todo fluxo operacional precisou ser revisto por empreendedores, como o canal de vendas; os meios de divulgação e comunicação com os clientes e, também, os serviços de logística. Foi então que os restaurantes buscam por alternativas efetivas, como aplicativos de delivery e cardápios digitais.

Para manter a proximidade com o público, as redes sociais e aplicativos de troca de mensagem também tornaram-se parte ainda mais importante da rotina. Por meio desses canais, as lojas aprenderam a interagir com o público, compartilhar promoções e novidades do cardápio.

A digitalização dos restaurantes foi necessária para preservar a operação de muitos negócios. Mas mesmo com a retomada presencial, os restaurantes viram os aplicativos de delivery e as redes sociais como canais necessários para o bom desempenho de vendas.

A digitalização dos restaurantes

Uma reportagem produzida pela equipe de jornalismo da Band divulgou que, no iFood, o número de restaurantes que migraram para o atendimento digital, mesmo após a pandemia, cresceu em 27%. Esses restaurantes conciliam suas vendas entre redes sociais e aplicativos de delivery.

O número de Pequenas e Médias Empresas (PME) operando no iFood alcançou um total de 86% da base de restaurantes. Arnaldo Bertolaccini, Diretor de Experiência dos Restaurantes no iFood, conta na reportagem que as PMEs “encontraram no delivery e no mercado digital uma forma de acessar consumidores que não acessavam antes“.

O cenário da pandemia do coronavírus somado às possibilidades do delivery também impulsionou o nascimento de empresas operando no ambiente doméstico. Utilizar a cozinha de casa como ambiente de trabalho tornou-se realidade para muitos pequenos empreendedores, que buscam agora ampliar ainda mais o negócio, conciliando a operação digital com o atendimento físico.

Além das vendas pelo aplicativo iFood, os estabelecimentos parceiros contam com o Cardápio Digital como um canal de vendas próprio, em que os restaurantes podem apresentar os produtos diretamente aos clientes, utilizando seus próprios canais de comunicação.

O iFood também oferece soluções logísticas que facilitam a vida dos parceiros. Até mesmo os estabelecimentos com uma equipe própria de pessoas entregadoras podem contar com as soluções do iFood, por meio do Entrega Fácil, que possibilita que o serviço seja acionado sempre que for preciso.

Mesmo com a retomada do atendimento presencial, os restaurantes digitais se consolidaram ao entender o potencial do serviço de delivery no impulsionamento dos resultados do negócio. Com isso, passou de uma ferramenta de sobrevivência de empresas, para uma ferramenta de crescimento.

Agora que você já conhece a realidade dos restaurantes digitais, chegou o momento de conhecer outras tecnologias para restaurantes. Leia este post e saiba quais tecnologias vale a pena investir.

Por iFood

Por iFood

13 respostas

  1. Boa tarde, eu gostei muito do ifood..porém gostaria que se baixar as taxas do ifood seria bem melhor para todos? desde já agradeço muito pela preferência e colaboração ??

    1. Oi, Miriam. Obrigado pela sugestão. Estamos investindo em nossa melhoria contínua e seus comentários são muito bem-vindos. Pode deixar, que vamos considerar isso. 😉

    1. Oi, Rê. Tudo bem? Entra em contato com a gente pelo Portal do Parceiro. No menu lateral, vá até “Chamados e ajuda”, depois “Atendimento”. Vamos analisar sua mensagem e dar o retorno o quanto antes.

  2. Interessante mas faz-se necessário a visita presencial de um promotor ou representante e assim ter maiores esclarecimentos das dúvidas operacionais. Tenho interesses de aprimoramentos.

  3. Bem desapontada pq abri a loja no app a não tive nenhum chamado na plataforma, os preços são acessível e a comida e ótima ,não sei não se tá valendo a pena ter o app

  4. Estou com restaurante a mais de 1ano e falo a verdade !!! Acho as taxas muito alta pois já temos muito aumento nos produtos base do nosso trabalho ex legumes carnes queijos etc !

    1. Muito bacana ler seu retorno aqui. ? Queremos que você tenha acesso a muitos conteúdos de qualidade sobre vendas e empreendorismo e vamos sempre caminhar nessa direção. =D

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

11/07/2024

Growth Marketing: entenda como aplicar no negócio para aumentas as ...

10/07/2024

Case de sucesso: entenda como o Forno Paulista voou com o iFood

10/07/2024

Como transformar o Dia Mundial do Rock em uma oportunidade de vendas