Farmácia: Como garantir o uso racional de medicamentos

Entenda como orientar os clientes a fazer o uso e descarte de medicamentos de forma consciente!
6 Min
uso de medicamentos

Você sabia que as vendas por delivery têm aumentado nos últimos anos? Só na indústria farmacêutica, as vendas tiveram um crescimento de 85,36%, de acordo com a Abrafarma.

Por isso, é essencial que o uso consciente de medicamentos seja algo a ser informado aos clientes. Quando utilizados de maneira adequada, os medicamentos podem tratar doenças, aliviar sintomas e melhorar a qualidade de vida. 

É importante que a farmácia saiba como orientar os clientes sobre os princípios do uso racional. Assim, é possível evitar os riscos de automedicação e o uso exagerado de medicamentos.

Continue a leitura e aprenda como instruir os clientes a usarem medicamentos de forma consciente!

O que é o uso racional de medicamentos?

O uso racional de medicamentos se trata de uma prática que visa garantir que os medicamentos sejam prescritos, dispensados e utilizados de forma apropriada, de acordo com as necessidades individuais de cada paciente. 

O objetivo é obter o máximo benefício terapêutico com o uso adequado dos medicamentos, minimizando os riscos associados. O uso racional de medicamentos envolve basicamente dois aspectos.

Riscos da automedicação

Ao se automedicar, as pessoas correm o risco de tomar medicamentos inadequados para sua condição de saúde, desconhecendo possíveis reações adversas que possam ocorrer. 

Além disso, diferentes medicamentos podem interagir entre si, resultando em efeitos indesejados. A automedicação aumenta o risco de interações medicamentosas, pois as pessoas podem não estar cientes das possíveis interações entre os medicamentos que estão tomando.

O uso inadequado de medicamentos também pode mascarar sintomas ou retardar o diagnóstico de doenças graves. Em alguns casos, a automedicação pode levar ao agravamento da condição de saúde, uma vez que a pessoa pode estar ignorando o tratamento adequado ou utilizando medicamentos inadequados.

Uso exagerado de medicamentos

O uso de medicamentos de forma excessiva, aumenta o risco de sofrer com efeitos colaterais indesejados. 

É importante dizer também que ao exagerar em certos medicamentos, como antibióticos, pode levar ao desenvolvimento de resistência microbiana. Isso ocorre quando os microrganismos, como bactérias, se tornam resistentes aos efeitos dos medicamentos, tornando as infecções mais difíceis de tratar.

Além disso, alguns medicamentos têm potencial de causar dependência física ou psicológica quando usados de forma excessiva. O uso prolongado ou abusivo de certos medicamentos, pode levar ao desenvolvimento de dependência, levando a problemas de saúde e sociais mais graves.

Como garantir o uso racional de medicamentos?

O uso racional de medicamentos é fundamental para garantir que os pacientes recebam tratamentos eficazes e seguros, evitando danos desnecessários à saúde. Confira algumas dicas importantes para dar aos clientes que visitam e frequentam a sua farmácia!

Incentive o cliente a tirar dúvidas

Encoraje os clientes a fazerem perguntas e esclarecerem todas as suas dúvidas em relação aos medicamentos prescritos. Isso pode ser feito durante a consulta médica ou ao adquirir o medicamento em sua farmácia (loja física ou no iFood). 

É essencial estar disponível para responder a perguntas sobre a posologia, possíveis efeitos colaterais, interações medicamentosas e qualquer outra preocupação relacionada ao tratamento.

Oriente sobre a dose indicada

É importante orientar os clientes sobre a dose indicada do medicamento prescrito. Explique claramente a quantidade exata do medicamento que deve ser tomada em cada dose, além da frequência adequada ao longo do dia. Se necessário, forneça ferramentas de medição, como seringas orais, copos graduados ou dispositivos de dosagem para facilitar a administração correta.

Vale ressaltar que a dose prescrita é individualizada e baseada em fatores como a idade, peso, condição médica e outros medicamentos que o cliente possa estar tomando. Portanto, é necessário que os pacientes compreendam e sigam as instruções específicas para evitar subdosagem ou superdosagem.

Além disso, você deve esclarecer que a dose não pode ser alterada sem a orientação prévia do profissional de saúde responsável. Se surgirem dúvidas sobre a dose indicada ou se ocorrer algum problema com a administração do medicamento, os clientes devem buscar esclarecimentos com o médico ou farmacêutico.

Esclareça o intervalo de uso

Explique claramente a frequência correta de administração do medicamento ao longo do dia, informando se deve ser tomado em intervalos regulares ou se existem instruções específicas em relação às refeições.

Alguns medicamentos precisam ser tomados antes, durante ou após as refeições para otimizar sua absorção ou reduzir possíveis efeitos gastrointestinais. Além disso, certos medicamentos podem requerer um intervalo mínimo entre doses para garantir uma concentração terapêutica eficaz no organismo.

Ao esclarecer o intervalo de uso, os pacientes podem evitar o uso inadequado do medicamento, garantindo que seja tomado no momento adequado. Isso é especialmente importante para remédios que precisam ser ingeridos regularmente ao longo do dia, como antibióticos, medicamentos para controle da pressão arterial ou tratamentos crônicos.

Confira a validade dos medicamentos

Quando um cliente for adquirir um medicamento em sua farmácia, é fundamental conferir se o remédio ainda está dentro do prazo de validade. Medicamentos vencidos podem perder sua eficácia terapêutica e até mesmo se tornarem potencialmente perigosos. 

Caso encontre algum medicamento vencido ao olhar a data de validade impressa na embalagem, oriente o cliente a descartá-lo adequadamente, seguindo as orientações locais para descarte seguro de medicamentos vencidos ou não utilizados.

Ao conscientizar os pacientes sobre a importância de verificar a validade dos medicamentos, você estará promovendo o uso seguro e eficaz dos medicamentos, evitando a utilização de produtos que possam ter perdido sua efetividade ou que possam representar riscos à saúde.

Descarte medicamentos vencidos

Medicamentos vencidos podem perder sua eficácia terapêutica e, em alguns casos, podem até se deteriorar e se tornar potencialmente perigosos.

Para descartar medicamentos vencidos de forma adequada, os clientes devem seguir as orientações da Vigilância Sanitária sobre descarte seguro de medicamentos. Em muitos lugares, existem programas de coleta de medicamentos vencidos em farmácias ou locais específicos. 

É importante destacar que medicamentos não devem ser descartados no lixo comum ou no vaso sanitário, pois isso pode causar danos ao meio ambiente. Também é recomendado remover ou rasurar os rótulos das embalagens antes de descartá-las, a fim de proteger as informações pessoais do paciente.

O uso consciente de medicamentos é essencial para promover a saúde e o bem-estar das pessoas. Por isso, lembre-se de orientar os clientes sobre os riscos de automedicação e o uso exagerado de medicamentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

23/05/2024

Cultura data-driven: transforme dados em decisões estratégicas!

22/05/2024

Gestão de restaurante: passo a passo para alcançar o sucesso

21/05/2024

Melhoria contínua: o que é, objetivo e como aplicar