Por que optar por alimentos livres de agrotóxicos?

Incluir alimentos sem agrotóxicos no cardápio ajuda a atrair clientes mais exigentes. Entenda mais sobre o assunto neste post!

A preocupação com a saúde e o bem-estar tem muito a ver com o recente aumento na busca por alimentos sem agrotóxico. Isso faz com que cada vez mais estabelecimentos procurem oferecer um cardápio livre desses aditivos nocivos aos seus clientes.

Porém, incluir opções de orgânicos exige um planejamento cuidadoso para encontrar produtos de ótima procedência e com bons preços. A recompensa é conseguir clientes fiéis e aumentar os lucros do negócio.

Conheça as vantagens de investir em itens sem agrotóxico e saiba como encontrar matéria-prima!

O que são alimentos livres de agrotóxicos?

Alimentos sem agrotóxicos são aqueles cultivados sem o uso de substâncias agroquímicas para o controle de pragas. Em outras palavras, eles não contêm produtos químicos sintéticos nocivos à saúde humana, como pesticidas e defensores agrícolas. A plantação recebe apenas adubos e fertilizantes naturais, e o combate às pragas é feito por meio de outras estratégias, como armadilhas ou predadores de insetos.

Esse sistema de agricultura visa produzir em harmonia com a natureza, favorecendo a sustentabilidade e a biodiversidade. No caso dos chamados alimentos orgânicos, além de serem livres de agrotóxicos, eles não recebem componentes transgênicos em suas fases de produção.

Por se tratarem de produtos naturais, os alimentos orgânicos ajudam a promover uma alimentação mais segura e saudável. Mas vale ressaltar que, para ser classificado como orgânico, o alimento precisa seguir as regras estipuladas pelos Ministério da Agricultura e receber a certificação.

Por que optar pela agricultura orgânica?

Dar atenção ao aumento na demanda por alimentos livres de agrotóxicos em estabelecimentos do ramo alimentício é fundamental para não perder espaço diante da concorrência.

Incluir opções orgânicas no cardápio ajuda não apenas a atrair novos clientes, mas também favorece o meio ambiente. Confira os principais motivos para aderir à tendência.

Fornecimento de alimentos mais nutritivos

Os alimentos orgânicos precisam ser produzidos em solos ricos e com adubos naturais. Isso faz com que eles apresentem um índice nutritivo maior do que aqueles que contêm componentes químicos.

Além disso, os orgânicos tendem a ser consumidos mais frescos, o que os leva a conservar mais os componentes nutritivos. Então, esses nutrientes são absorvidos de forma mais eficaz pelo organismo.

Proteção da saúde dos clientes

Pimentão, morango e alface estão entre os alimentos com maior quantidade de absorção de agrotóxicos. A presença desses produtos químicos aumenta o risco de desenvolver problemas de saúde, desde náuseas e crises respiratórias até alterações celulares que podem resultar em diversos tipos de câncer.

Como os orgânicos não contam com a presença desses aditivos, tornam-se mais saudáveis para o consumo. Ao optar por essa versão mais natural dos alimentos, seu estabelecimento contribui para preservar a saúde dos clientes.

Alimentos com sabores mais intensos

Além de não conter agrotóxicos que possam alterar o seu sabor, os orgânicos passam por um padrão rigoroso de produção. O resultado é o preparo de alimentos mais saborosos, além de ricos em termos de textura e aroma. Por esse motivo, é natural que os clientes que provam orgânicos não queiram abandonar essa opção de consumo.

Redução dos impactos ambientais

Implementar a coleta seletiva, utilizar embalagem biodegradável no delivery e diminuir o consumo de água são atitudes que ajudam a reduzir os impactos ao meio ambiente. Do mesmo modo, incluir alimentos que não contêm agrotóxicos no cardápio contribui para essa finalidade.

Diferentemente da agricultura convencional, a agricultura orgânica protege a vida animal e vegetal. No primeiro caso, a adição de produtos químicos provoca a poluição do solo, além de eliminar microrganismos responsáveis pela fixação de nitrogênio. O resultado é um solo mais empobrecido e o desequilíbrio no ecossistema.

Ao aderir ao segmento orgânico, o seu estabelecimento ainda contribui de forma indireta para a restauração da biodiversidade e o equilíbrio da natureza. Dessa forma, traz uma imagem mais positiva para o negócio.

Como um estabelecimento pode se beneficiar dessa prática?

De acordo com uma pesquisa realizada pela Organis (Associação de Promoção dos Orgânicos), em 2021, 31% dos consumidores preferem alimentos que sejam naturais e livres de agrotóxicos. A tendência é que esse número continue crescendo nos próximos anos.

Isso faz com que a ideia de investir em orgânicos seja uma boa alternativa para enriquecer o cardápio e torná-lo ainda mais atrativo para esse novo perfil de consumidores.

O amplo leque de possibilidades em relação ao que é servido permite agradar paladares diferentes e aumentar o nível de satisfação da clientela com itens bem variados. As opções incluem, por exemplo:

  • frutas;
  • legumes;
  • verduras;
  • grãos;
  • farinhas.

Além disso, incluir produtos sem agrotóxicos traz um importante valor agregado para o seu negócio. Afinal, além de demonstrar que o seu estabelecimento se preocupa com as questões ambientais, isso aponta para um comprometimento com a saudabilidade e o bem-estar dos clientes.

Até mesmo a gestão do negócio pode ser beneficiada, já que profissionais que desejam trabalhar em empresas ecologicamente corretas serão atraídos para a sua empresa. Com isso, será possível compor uma equipe mais engajada e satisfeita com o ambiente de trabalho.

Onde buscar alimentos sem agrotóxicos?

Com uma produção ainda limitada no Brasil, os preços dos alimentos sem agrotóxico costumam ser mais elevados em relação aos produtos convencionais. Isso faz com que seja fundamental fazer uma boa pesquisa para garantir produtos frescos e, ao mesmo tempo, bons lucros e clientes satisfeitos.

Uma boa alternativa é dar preferência aos produtores locais, o que vai evitar gastos extras com o transporte. Na maioria das vezes, esses alimentos podem ser encontrados no trabalho de agricultores familiares, em feiras orgânicas e em mercados de produtores de orgânicos.

Para ajudar a reduzir os custos com a aquisição dos orgânicos, outra dica é sempre optar por cardápios sazonais. Nesse sentido, também é importante prestar atenção à quantidade adquirida de insumos, para evitar o desperdício de alimentos.

A inclusão de alimentos sem agrotóxico no cardápio é uma boa estratégia para conquistar a aprovação de clientes exigentes que fazem questão do consumo de orgânicos. Buscar formas de implementar essa tendência no seu negócio é uma boa forma de não ficar para trás no mercado.

Gostou de saber mais sobre o tema? Então baixe gratuitamente o guia de divulgação de negócios de alimentação do iFood, atraia mais clientes e melhore o desempenho de vendas dos alimentos orgânicos!

Por iFood

Por iFood

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

12/04/2024

Melhoria Contínua no Atendimento do iFood: conheça o Botão de Ajuda

12/04/2024

Aprenda a técnica food porn para caprichar nas fotos de comida

11/04/2024

Feedback do cliente: saiba como tirar proveito