Especialista mostra 4 passos para manter o controle de vendas

Realizar o controle de vendas é uma maneira de atualizar as informações sobre o dinheiro que entra e sai do negócio. Confira este conteúdo!

Realizar o controle de vendas é uma maneira de atualizar as informações sobre o dinheiro que entra e sai do negócio. Você precisa ter atenção a esses dados para se manter saudável financeiramente.

Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo.

Sou Bianca Fraga, Expert iFood, consultora de estabelecimentos da área de alimentos e bebidas e mentora da IBMEC/RJ. Auxilio mais de 1.000 alunos no Brasil e pelo mundo como especialista em marketing e finanças gastronômicas.

Continue a leitura para conhecer 4 passos de como manter um controle de vendas e estoque eficiente!

1. Faça planejamento comercial

Um dos desafios enfrentados pelos negócios na área de alimentação é falta de visibilidade sobre o comportamento do público. Isso porque não dá para saber exatamente quando as pessoas vão comer fora de casa ou pedir um prato.

Você também sabe que a variação no número de vendas afeta todo o seu empreendimento. Então, é muito importante adotar meios de registrar todas as suas despesas, fixas e variáveis. Por esses e outros motivos, recomendo que você faça um bom planejamento comercial, de forma a otimizar o uso dos seus recursos.

Mas na hora de fazer esse planejamento, vale a pena a atentar a alguns pontos fundamentais. Veja a seguir!

Ficha técnica e CMV

A ficha técnica é um elemento crucial para a saúde financeira de qualquer negócio do ramo alimentício. Isso porque esse documento vai indicar as quantidades exatas dos itens que incorporam uma receita.

Além de auxiliar nas previsões de compras de insumos, a ficha técnica permite que as proporções sejam respeitadas na elaboração dos pratos. Desse modo, você evita grandes diferenças entre o que tinha previsto e o que foi efetivamente consumido.

Outro conceito fundamental é o CMV, ou Custo da Mercadoria Vendida. Com esse cálculo, você consegue estabelecer um preço final que seja competitivo e, ao mesmo tempo, preserve uma margem correta na venda.

Otimização dos processos de pedido e entrega

Um negócio de alimentação tem uma rotina bastante corrida, e os clientes querem receber seus pedidos rapidamente.

Por isso, “é importante que os gestores otimizem o processo de finalização dos produtos e embalagens, já adiantando uma boa leva de itens.” Se tomarmos o exemplo de uma pizzaria, você pode já deixar fatiados os insumos, para agilizar os processos seguintes.

Renda recorrente

Cativar o consumidor aumenta as chances de renda recorrente. Então, insira no seu planejamento comercial ações para agradar seus clientes.

Fidelização boa se dá por meio de pequenas premiações em períodos curtos de tempo. Além disso, brindes e mimos com bilhetinhos mostram para a pessoa que ela está sendo especial e lembrada”.

2. Use sistemas integrados

Você usa uma planilha de controle de vendas? Saiba que um sistema de vendas integrado pode ser ainda mais eficiente. Isso porque essa ferramenta permite conferir os dados das suas vendas e custos de forma rápida e prática.

Uma boa dica é contar com um sistema que use códigos de barras, ou outro tipo de etiquetagem, para automatizar alguns processos de registro, rastrear pedidos e otimizar o controle de vendas e estoque.

Com um bom sistema de gestão, você também otimiza sua previsão de demanda e evita desperdícios, já que tem mais precisão sobre a quantidade de insumos que deve comprar para determinado período.

3. Analise os relatórios gerados

Quer conhecer outra vantagem dos sistemas de gestão? A geração de relatórios detalhados sobre sua operação, que vão trazer dados sobre o desempenho nas vendas e pontos que requerem atenção.

O que não é medido não pode ser melhorado, certo? Então, é importante acompanhar os indicadores-chave de desempenho, também chamados de KPIs (Key Performance Indicators).

A seguir, conheça os mais relevantes:

  • faturamento;
  • itens mais populares por meio do ranking de vendas;
  • itens com maior margem de contribuição (aqui, minha dica é aproveitar para conferir se os mais populares têm também a maior margem de lucro);
  • ticket médio, que corresponde ao faturamento total de um período dividido pelo número de vendas no mesmo período;
  • comparativo entre delivery próprio e iFood.

Os dados de vendas ajudam a tomar decisões estratégicas e impulsionar o crescimento do negócio. Por exemplo, “quem tem um bom relatório de vendas consegue calcular a quantidade de insumos vendidos e consegue fazer uma boa previsão de compras”.

Margem de contribuição

Uma das melhores decisões que você pode tomar é aumentar a venda de produtos que têm maior margem de contribuição, ou seja, que colocam mais dinheiro na casa.

Para calcular a margem de contribuição, é só aplicar a seguinte fórmula:

Preço de venda – Custo do produto

Tenha em mente que o custo do produto deve envolver tanto os preços dos insumos, quanto as despesas envolvidas, como mão de obra, eletricidade, gás, entre outras.

Popularidade dos itens

Outro ponto importante é a popularidade do item. “Não adianta dar destaque a um item que tem boa margem de contribuição se ele for completamente impopular”.

Os relatórios vão fornecer uma ideia precisa dos produtos mais queridos no seu estabelecimento, de modo que você consiga colocá-los no centro da sua estratégia.

Aliás, pense nas datas comemorativas: quais são os itens mais pedidos em tal ou tal ocasião? Essa informação vai guiar suas estratégias para que você possa aproveitar da melhor forma os períodos sazonais.

4. Invista em contabilidade estratégica

Já ouviu falar em contabilidade estratégica? Ela consiste em organizar e usar os dados financeiros para auxiliar o negócio nas suas decisões.

Para isso, é muito importante fazer um bom fluxo de caixa, com um máximo de precisão, separando as despesas das receitas. Assim, você será capaz de realizar projeções financeiras para os próximos meses, avaliar a possibilidade de redução de custos e identificar processos repetitivos.

Outro ponto importante é a conciliação bancária, isto é, “fazer a comparação entre o dinheiro que entrou e o que deveria ter entrado na conta por meio das vendas”. Ela ajuda a garantir a segurança das transações e se certificar de que os clientes foram cobrados corretamente.

Caso os dados das vendas registradas não estejam batendo com as estimativas de lucros, considere a possibilidade de realizar uma auditoria financeira para analisar a situação do empreendimento e buscar novas soluções.

O segmento da gastronomia envolve muitos recursos e tem uma demanda que não é tão fácil de antecipar, entre muitos outros elementos que afetam a operação. Por isso, o controle de vendas é essencial para que o negócio cresça e prospere!

Você pode contratar um software especializado ou fazer um controle de vendas gratuito, com as ferramentas que já tem. O mais importante é começar a fazer um bom planejamento comercial para otimizar seus custos e ter processos mais fluídos. Assim, você poderá dedicar mais tempo ao aperfeiçoamento dos seus produtos, para encantar os seus clientes cada vez mais!

As informações sobre controle de vendas e estoque foram úteis para seu empreendimento? Então, para alavancar seus resultados, saiba como fazer promoção no iFood!

Por Bianca

Por Bianca

Uma resposta

  1. Hi, just required you to know I he added your site to my Google bookmarks due to your layout. But seriously, I believe your internet site has 1 in the freshest theme I??ve came across. It extremely helps make reading your blog significantly easier.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

12/07/2024

Aperte o play: o Papo de Mercado começou!

11/07/2024

Growth Marketing: entenda como aplicar no negócio para aumentas as ...

10/07/2024

Case de sucesso: entenda como o Forno Paulista voou com o iFood