Descubra quais são as cores que dão fome!

Tem um estabelecimento e ainda não decidiu quais cores usar? Leia e saiba os efeitos que elas podem causar e quais são as cores que dão fome!

Você certamente já ouviu falar que há cores que dão fome (ou que estimulam a fome). Mas talvez não saiba exatamente como isso é possível ou mesmo se essa afirmação é verdadeira. Ter curiosidade e dúvidas sobre o tema é muito comum, principalmente para quem trabalha no ramo alimentício.

Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo.

Entender os efeitos das cores é importante para o planejamento de marketing e a construção da identidade visual de um estabelecimento. Negócios que se dedicam a fazer um estudo robusto da psicologia das cores podem ter ainda mais efetividade na construção da marca, adequando-a ao que é oferecido e chamando atenção de mais pessoas.

Continue a leitura e conheça quais são as cores que dão fome!

Qual a importância da escolha das cores do seu estabelecimento? 

A escolha das cores está diretamente associada aos objetivos de marketing que o negócio tem. Quando elas são bem utilizadas, entram em cena como um agente que potencializa a imagem e a autoridade do estabelecimento. Nesse sentido, é importante considerar:

  • qual posicionamento a empresa busca estabelecer no mercado;
  • que tipo de público quer conquistar;
  • que linha os produtos ou serviços vão seguir — por exemplo, que impressão eles devem passar ou quais os diferenciais deles.

O que é a psicologia das cores? 

A psicologia das cores é um campo de estudo que pesquisa, avalia e traça teorias sobre como as diferentes colorações e tonalidades conseguem afetar a percepção, o humor e os processos cognitivos do ser humano. Elas podem, por exemplo:

  • estimular o estado de alerta ou o relaxamento;
  • mexer com as emoções;
  • influenciar os pensamentos;
  • causar determinada impressão sobre um ambiente ou marca.

Esse estudo é interessante não apenas para a psicologia: ele é muito útil em vários setores do mercado. É considerado por empresas de diversas áreas, como a arquitetura, o comércio, as mídias sociais e, principalmente, o marketing.

O que são as cores quentes e cores frias? 

As cores quentes constituem um grupo de tonalidades relacionadas à energia, ao movimento, à intensidade e, obviamente, ao calor. Fazem parte dessa categoria cores como:

  • laranja;
  • vermelho;
  • amarelo.

As cores frias, como já dá para imaginar, são o oposto do primeiro grupo. Isso porque elas remetem à serenidade, ao equilíbrio, à natureza e às baixas temperaturas. Entre elas estão o azul, o verde e o violeta.

Vale dizer que, além das cores propriamente ditas, as nuances e tonalidades delas também representam cada uma das categorias onde as primeiras estão. Por exemplo, o amarelo é um tom central; já o mostarda, o caramelo e o amarelo-ouro são subtons dele que também são considerados cores quentes.

Quais cores estimulam a fome?

As principais cores que dão fome são aquelas que, naturalmente, são estimulantes para a cognição e os sentidos humanos. Ou seja, os tons quentes: vermelho, amarelo, laranja e seus derivados. Tonalidades assim conseguem abrir o apetite e criar urgência — efeitos muito interessantes para quem vende comida.

Apesar disso, não é raro encontrar marcas do setor alimentício que usam o verde e o lilás. Isso acontece porque, como mencionado anteriormente, tons mais frios podem remeter à natureza e ao equilíbrio. O verde, em especial, é associado àquilo que vem da terra. Ou seja, ao que é orgânico e saudável, como legumes, verduras e frutas.

Já o lilás (ou o roxo, uma variante) tem uma conexão com a percepção de bem-estar — tanto físico como psicológico. Diante dessas particularidades, é comum que marcas de restaurantes, cantinas, lanchonetes e afins usem algumas cores frias na identidade visual quando querem atingir um público mais preocupado com alimentação saudável, estilo de vida vegetariano ou vegano e proteção ambiental.

Como usar as cores no negócio?     

O uso das cores no negócio pode ser feito tanto nas peças de comunicação quanto na decoração do ambiente. Entenda mais!

Identidade visual da marca   

A forma mais prática de se usar as cores no seu negócio é inseri-las na identidade visual da marca. Ou seja, no logo e em outros elementos, imagéticos e escritos. Afinal, são esses elementos que vão ser apresentados ou recordados quando alguém falar do seu empreendimento.

Espaço físico 

O espaço físico do seu estabelecimento deve ser o principal local de uso das cores que despertam o efeito desejado. Afinal, é onde as pessoas têm contato com os funcionários, pegam encomendas, fazem a refeição, se reúnem com amigos e conhecidos, checam o cardápio etc. Por isso, as cores podem ser aproveitadas das mais diversas formas.

É possível usá-las, por exemplo:

  • nas superfícies (paredes, piso e teto);
  • nas luminárias e letreiros;
  • no balcão de atendimento;
  • nas mesas e cadeiras;
  • nos uniformes dos colaboradores;
  • nas embalagens de produtos — para consumo no local, retirada ou entrega;
  • no cardápio.

Profissionais da arquitetura e do design de interiores têm muito a contribuir nesse sentido. Então, se possível, conte com eles para planejar e criar o ambiente. Assim, você garante não só o conforto, a acústica e a acessibilidade do estabelecimento, mas também o uso equilibrado da paleta de cores — afinal, um uso excessivo pode ter efeitos negativos sobre o bem-estar do cliente, além de poluir visualmente o espaço.

Marketing

As cores que dão fome também podem (e devem) ser aproveitadas no marketing. Afinal, esse campo está relacionado à construção da identidade visual da empresa e também aos meios de comunicação que ela mantém com o público.

Isso engloba o marketing digital e todas as ações comerciais e publicitárias pensadas para as redes sociais, blogs, aplicativos etc. Também tem tudo a ver com o marketing estratégico, que propõe ações que podem ser implementadas no estabelecimento e em áreas de circulação das pessoas, como praças de alimentação. Em todas as táticas de marketing, é fundamental que a paleta de cores seja mantida e reforçada.

As cores que dão fome são um recurso importante no marketing para negócios de alimentação, pois ajudam a estimular o consumo de comidas e bebidas. Além disso, o uso das cores pode associar determinados valores à sua marca e a influenciar na relação do consumidor com a empresa. Então aproveite essa estratégia para se destacar no mercado e atrair e fidelizar cada vez mais clientes!

Aproveite e confira um guia completo de marketing para restaurantes!

Por iFood

Por iFood

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

17/05/2024

Desvendando o ciclo do pedido: etapas, como medir e desafios

16/05/2024

À la carte: o que é, como funciona e dicas essenciais

15/05/2024

Negócios lucrativos: quais são e como garantir sucesso?