Food truck: o que é preciso para montar um?

O que fazer para prosperar empreendendo em um food truck? Confira dicas para começar bem!

O modelo food truck, assim como outras modalidades do ramo alimentício, exige foco na experiência do cliente, uma logística enxuta e a adequação à legislação, tanto geral como do município. Mas ele tem algumas vantagens, como o fato de permitir mobilidade e uma equipe reduzida. Para a clientela, a praticidade e a agilidade do serviço são pontos positivos.

Essa modalidade surgiu no Brasil em 2013 e é bastante popular. Mas apenas quem soube se diferenciar conseguiu sobreviver no ramo — e, para sobreviver, é importante, primeiramente, começar do jeito certo.

Para facilitar essa missão, este post traz dicas sobre como montar um food truck!

Pesquise bem o mercado

Negócios lucrativos normalmente começam com uma boa pesquisa, além da implementação ágil de estratégias devidamente validadas. É essencial fazer uma pesquisa de mercado aprofundada antes de iniciar seu negócio, principalmente entendendo o que os concorrentes estão fazendo — seus erros, seus acertos, seus diferenciais e os preços praticados, por exemplo.

Entenda a fundo, também, quanto custa um food truck, considerando todos os aspectos envolvidos na montagem e nas operações. Além disso, colete informações com pessoas que já têm experiência no ramo. Dessa forma, é possível mapear oportunidades e identificar entraves ao desenvolvimento do negócio.

Estude a experiência do cliente

Talvez esta seja a dica mais importante. Focar no que o cliente deseja e precisa é a chave do lucro ou do prejuízo de um estabelecimento. A única forma de saber isso é pesquisando, implementando e monitorando os resultados.

Conheça a legislação local

Por ser um modelo de negócio relativamente novo, o food truck pode não ter regulamentações específicas em certos municípios. Mas conhecer previamente a legislação é imprescindível. Caso o empreendimento opere sem o aval da prefeitura, por exemplo, ele pode ser proibido de operar.

Escolha um cardápio estratégico

Via de regra, um food truck precisa ser pensado com uma estrutura mais enxuta, em comparação com um restaurante ou semelhante. É fundamental selecionar bem quais ingredientes serão usados, prezando, na medida do possível, pela simplicidade e pela presença de ingredientes em comum em diferentes itens. Por exemplo, com a compra semanal de determinada quantidade de carne, talvez seja possível produzir boa parte das opções do menu.

Analise a logística

Ter bons fornecedores, que efetuam a entrega da matéria-prima como previsto, faz total diferença no setor alimentar. Outros pontos a observar são:

  • a logística do espaço onde os itens serão feitos e do ritmo de produção;
  • o número necessário de funcionários;
  • os equipamentos necessários.

Avalie os pontos mais interessantes

O food truck tem a vantagem de possibilitar o deslocamento, o que traz excelentes oportunidades de conquistar novos clientes e garantir o crescimento do negócio. Avalie os locais mais interessantes com base no tipo de comida servido. Em geral, além de estar pelas ruas, é interessante marcar presença nos eventos da cidade.

Estreite o relacionamento com o cliente

Comida boa e preço justos são importantes para a fidelização de clientes, mas normalmente não são suficientes. Trabalhar uma comunicação amigável, cordial e humana faz total diferença, e um bom atendimento pode até incentivar os clientes a recomendar o negócio para outras pessoas.

Ofereça qualidade sempre

Mesmo que os preços do cardápio sejam mais acessíveis, não adianta usar insumos de baixa qualidade. No início, isso vai trazer receita, mas a tendência é que ela decline rapidamente — fora a possibilidade de uma reputação ruim para o food truck. Além de garantir matéria-prima de qualidade, é essencial conservar os ingredientes adequadamente.

Tenha paciência e faça ajustes

Comece seu empreendimento devagar e planejando bem cada passo. Mesmo assim, é possível que algumas estratégias não deem tão certo, mas fazer ajustes e reformulações faz parte de empreender. Então, avalie constantemente as operações do negócio e faça mudanças sempre que necessário.

Muita gente pode já conhecer o food truck, mas o modelo segue com o potencial de trazer alta rentabilidade. Então, siga as dicas deste post e não tenha medo de investir no seu negócio, sempre buscando promover a melhor experiência gastronômica possível à clientela.

Aproveite a visita ao blog e saiba o que os melhores restaurantes têm em comum!

Por iFood

Por iFood

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

17/05/2024

Desvendando o ciclo do pedido: etapas, como medir e desafios

16/05/2024

À la carte: o que é, como funciona e dicas essenciais

15/05/2024

Negócios lucrativos: quais são e como garantir sucesso?