7 ideias de negócios de comida para apostar!

Poke, doces elaborados, kits de refeição e muito mais: conheça algumas ideias de negócios no ramo de alimentação!
6 Min
ideias de negocios no ramo de alimentacao

O mercado de comida — principalmente, no formato de entregas — foi um dos que mais apresentaram crescimento desde que a pandemia do novo coronavírus teve início. Conforme a empresa de planejamento financeiro Mobills, em uma pesquisa realizada em 2020, os gastos com esse tipo de serviço aumentaram 187%.

Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo.

Isso, comparando dezembro (quando o Brasil estava em meio a um pico da doença) e março do mesmo ano, quando as regras de distanciamento social estavam começando a ser implementadas. O dado demonstra (e reforça) como esse nicho tem potencial e, após uma boa análise, pode fomentar ideias de negócios no ramo de alimentação.

Gastos com comida

Está mais que provado que o brasileiro é um povo que adora gastar com alimentação. Ao lado de Malásia, Irlanda e Colômbia, somos um dos países que mais investem em comida. Os números foram acentuados nos últimos anos, quando ficar em casa deixou de ser passatempo e virou uma medida de segurança.

Para quem decidiu empreender nesse meio, a boa notícia é que, apesar de a concorrência ser gigante, há inúmeras oportunidades de se diferenciar. Afinal, ao pedir um prato novo, o consumidor não considera apenas seu paladar. Entram nessa conta o atendimento, rapidez na entrega, cuidado na embalagem e por aí vai. Sem mencionar que, periodicamente, surgem novas tendências gastronômicas, as quais vale a pena conhecer e analisar se é uma boa ideia de investimento.

[rock-convert-cta id=”9927″]

7 ideias de negócios no ramo de alimentação

Se a pessoa que vai empreender já tem uma boa reserva financeira e tem ideia sobre qual ramo deseja se associar, existe a opção de abrir uma franquia. Segundo a Associação Brasileira de Franchising, a busca por esse modelo de negócio cresceu 109,4%, de 2020 para cá. Sem dúvida, é uma maneira de ingressar nesse segmento e, dependendo da marca, pode render excelentes frutos já a curto prazo.

Por outro lado, se a pessoa não abre mão de ver uma ideia original saindo do papel, e a definição pendente é o ramo específico, veja algumas opções a seguir.

1. Kits de refeição

Nem todo mundo tem tempo para cozinhar e, mesmo quem tem, a afinidade pela cozinha pode não ser natural. É aí que entra a oportunidade para quem deseja empreender. Os kits de refeição, as famosas marmitas, são exatamente para esse público.

As restrições alimentares, restrições de saúde (como nos casos de pessoas diabéticas ou hipertensas), bem como o crescimento do mercado de atividades físicas e alimentação específica para quem treina, também abriram novas portas dentro desse segmento. Isso significa que, caso você decida investir nele, opção não vai faltar!

2. Bolos caseiros

No café da manhã e da tarde, esse item parece indispensável. Fáceis e rápidos de fazer, os bolos caseiros são uma boa alternativa para empreendedores que não abrem mão de um cardápio bem variado e contam com pouco capital para iniciar. Com o tempo e, conforme for adquirindo experiência, dá para ir inovando e propondo sabores diferentes.

3. Confeitaria vegana

O mercado vegano trouxe novas oportunidades de fazer negócio não apenas na gastronomia, mas na cosmética, no vestuário etc. É por essa razão que inúmeros empresários têm adotado práticas que se relacionem com esse nicho, porque ele tem ganhado cada vez mais destaque e simpatizantes. Além de promissor financeiramente, esse nicho também é incrível quando pensamos em sustentabilidade.

A conscientização ajuda a compor a mesa, inclusive a de aniversário e outras comemorações. A confeitaria vegana — sem ovo, leite ou qualquer item derivado de animais — é a oportunidade de ingressar em um mercado restrito e exclusivo. Saiba que, geralmente, esse público está disposto a pagar mais pelas suas preferências. Vale a pena investir.

4. Doces elaborados

Foi-se o tempo em que o cento de docinho só era composto por brigadeiro e beijinho. Hoje você encontra opções como brigadeiro de crème brûlée, chocolate belga, pistache, entre outros. O novo cardápio com sabores exclusivos é de encher os olhos das crianças e dos adultos.

Ao empreender você ainda pode caprichar na apresentação: além dos nomes e da variedade, dá para investir em cores que deem mais destaque e ingredientes diferentes, como nozes e paçoca, e garantir uma clientela fiel para seu empreendimento.

5. Massas artesanais

A culinária italiana é uma das preferidas dos brasileiros. Pizzas e massas fazem parte do nosso cardápio do dia a dia, inclusive em ocasiões especiais. Fazer uma boa massa, com um molho que a complemente bem é uma arte e pode fazer o maior sucesso.

Acompanhando os mais diversos tipos de macarrão, ao optar por investir nesse formato, a pessoa precisa se preparar para uma das premissas desse prato: ele deve ser farto e ser composto por ingredientes de primeira. Abrir mão da qualidade não é uma opção.

6. Paleteria mexicana

Falando em culinária de outros países, eis um exemplo que deu certo no exterior e no Brasil: as paletas. Parecidas com os picolés e vendidas como tal, elas ganharam uma repaginada bem brasileira, com frutas tropicais e recheios generosos. No México, elas não têm nada de elaborado, mas por aqui, graças à febre da novidade, entraram para o cardápio definitivo de sobremesas.

7. Poke

O pole é um prato essencialmente havaiano, que nos últimos anos ganhou bastante notoriedade no Brasil. Saudável e refrescante, ideal para dias mais quentes, carrega ingredientes como peixe, vegetais, frutas e um tipo de molho.

Entre as opções destacadas, ele é um dos que mais tende a crescer, especialmente, nas cidades com clima mais quente. Sem dúvida, é uma ótima ideia de negócio no ramo de alimentação.

Após decidir em qual ramo vai iniciar o investimento, pesquise meios de começar a divulgar sua empresa — de preferência, de forma certeira e com custos razoáveis. Lembre-se de que a propaganda é a alma do negócio!

Nossas ideias de negócio no ramo de alimentação ajudaram a tomar uma decisão? Agora, que tal saber como um aplicativo de delivery pode ajudar você nas vendas? Leia nosso guia sobre delivery!

Por iFood

Por iFood

3 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

20/05/2024

Confira como foi o Fórum de Restaurantes de Maio

20/05/2024

Embalagem para marmita: 6 melhores opções

19/05/2024

Promoção de vendas: 5 dicas para o seu sucesso