Como calcular a margem de contribuição do seu negócio?

Margem de contribuição: o que é e como fazer o cálculo? Descubra mais uma variável importante para o controle financeiro!

A margem de contribuição é um cálculo que auxilia no controle financeiro de um negócio. O seu resultado mostra o quanto um produto ou serviço vendido contribui para o pagamento dos gastos fixos da empresa e, inclusive, para a geração de lucro.

Muitos confundem esse conceito com a margem de lucro, porém, esta última aponta qual foi o lucro líquido da empresa, depois de deduzir todos os custos fixos da receita total.

Após entender essa diferença, é importante ter em mente que a margem de contribuição, além de ajudar a ter uma melhor visão e compreensão do seu negócio, permite fazer uma boa precificação dos seus produtos.

Continue a leitura deste post até o final para entender como o cálculo da margem de contribuição precisa ser feito.

O que é margem de contribuição?

A margem de contribuição diz respeito à porcentagem do lucro de cada produto ou serviço comercializado por um negócio que é destinada para pagar contas fixas, como aluguel, impostos mensais, salários dos funcionários etc

Ela permite compreender como os ganhos das vendas são utilizados para a manutenção e a sobrevivência do empreendimento.

Um negócio lida constantemente com despesas fixas, que devem ser pagas em um período definido. Desse modo, ao compreender de onde vem o dinheiro para pagá-las, é possível adotar estratégias mais inteligentes e que impulsionam as vendas.

Para que serve a margem de contribuição?

A margem de contribuição serve, principalmente, como uma variável para identificar o ponto de equilíbrio da empresa. Por meio dela, é possível reconhecer o mínimo de faturamento necessário para evitar prejuízos ao caixa do negócio.

Em outras palavras, a margem de contribuição é uma variável importante para estudar o estado financeiro da empresa e fazer um planejamento financeiro muito mais estratégico. 

Com uma boa visualização dos fatores envolvidos nos ganhos e gastos, é possível ter mais lucratividade, organização e pontualidade no pagamento das contas.

Como fazer o cálculo da margem de contribuição?

O cálculo da margem de contribuição parte de uma lógica simples: ao realizar uma venda, uma fração desse valor é destinado ao pagamento de impostos, fornecedores, taxas de cartão, comissão etc. 

Sendo assim, a margem de contribuição é a parte do faturamento que não é usada para pagar os custos variáveis. Desse modo, é possível fazer o cálculo a partir da análise das receitas e dos gastos do negócio, favorecendo a precificação, os resultados financeiros do estabelecimento e a gestão do negócio.

O Sebrae enfatiza a importância desse cálculo para entender o quanto a empresa lucrou.

A melhor maneira para entender os lucros da sua empresa por meio da margem de contribuição é calcular a margem de contribuição de cada produto, e por consequência, descobrir qual foi o lucro gerado por cada produto.”

Para fazer o cálculo da margem de contribuição por unidade, basta aplicar a seguinte fórmula:

Margem de contribuição unitária =Receita total – custos variáveis

Quer um exemplo? 

Imagine que você tem uma hamburgueria delivery e que um prato sai a R$ 30. Os custos da mercadoria, de venda e demais atributos, no entanto, giram em torno de R$ 20. Desse modo, a margem de contribuição é de R$ 10.

Além disso, são vendidas, por mês, 300 unidades desse prato. Logo, o lucro bruto sobre a comercialização desse hambúrguer, em específico, é de R$ 3 mil mensais.

Vale destacar também que a margem de contribuição total refere-se ao lucro geral que a empresa teve, considerando todos os produtos vendidos.

O cálculo da margem de contribuição é uma ferramenta que ajudará na gestão das finanças. Para melhorá-la por meio da redução de custos e despesas variáveis e fixas, você pode renegociar contrato de aluguel, fazer novas negociações com seus fornecedores, terceirizar os serviços e até mesmo aumentar a eficiência operacional dos seus processos.

Achou este artigo interessante? Aprenda também a calcular o ponto de equilíbrio do seu negócio e aumentar o controle das finanças!

Author picture

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

23/05/2024

Cultura data-driven: transforme dados em decisões estratégicas!

22/05/2024

Gestão de restaurante: passo a passo para alcançar o sucesso

21/05/2024

Melhoria contínua: o que é, objetivo e como aplicar

 

Ingressos disponíveis!

Garanta sua presença no evento que vai mover o mercado de Food Delivery