O que é markup, importância e dicas para calcular

Quais são os benefícios do markup para comércios alimentícios? Como fazer o cálculo? Confira o post e tire suas dúvidas!

Para restaurantes, bares, lanchonetes e outros comércios alimentícios, pode ser difícil encontrar aquele equilíbrio ideal entre o preço dos insumos e o valor cobrado pelos pratos. Mas é para ajudar nisso que existe o índice conhecido como markup.

Além de ajudar empreendedores a precificar seus itens, o indicador auxilia na análise do gasto com os materiais necessários para produzi-los. O cálculo é simples e pode ser feito com uma ou mais mercadorias.

Entenda o que é o markup, seus benefícios e como calculá-lo!

O que é markup?

O markup é a diferença de custo entre o preço de venda de um produto e o seu custo de produção. A tradução literal do termo seria “marcação”, mas ele também pode ser traduzido como “aumento de preço”.

Por exemplo, considerando um prato de um restaurante, o markup é a diferença entre o preço que consta no cardápio e os custos com os ingredientes para produzir o item.

Trata-se, portanto, de um índice utilizado na formação do preço de venda de determinado produto ou serviço, que apontará o percentual de ganhos da empresa.

Qual a importância para estabelecimentos alimentícios?

Uma vez que o seu cálculo seja feito, os empreendedores terão condições de analisar — e modificar, caso seja necessário os fatores internos de produção, conforme os valores praticados pelo mercado.

Assim, proprietários de estabelecimentos do ramo alimentar devem usar os valores encontrados para descobrir se sua precificação de produtos está se traduzindo na maior lucratividade possível.

O custo total de produção é a principal variável para determinar o preço final de cada produto. O markup apresenta mais um elemento para tornar esse cálculo mais preciso: o valor ideal a ser cobrado.

Nesse sentido, o markup é um simplificador, já que ajuda os gestores a colocar em pauta tudo o que deve ser considerado na precificação, a fim de garantir os melhores resultados possíveis.

Quem pode usar esse índice?

Qualquer negócio pode fazer uso do markup, já que o índice apresenta uma maneira simples de entender a margem de lucro ao determinar o valor de custo dos produtos em um cardápio, por exemplo.

Assim, ele pode ser integrado à gestão financeira do seu estabelecimento para oferecer preços justos ao seu público sem comprometer a rentabilidade.

Quais os benefícios do markup?

Com o índice, a empresa entende melhor o preço que pode praticar e percebe se os gastos com insumos estão dentro de uma margem razoável. Para a gestão de restaurantes e similares, esse conhecimento é imprescindível.

Outros benefícios são:

  • chance de aumentar a rentabilidade;
  • mapeamento de gastos, com a possibilidade de buscar fornecedores com preços melhores;
  • controle mais eficaz do fluxo de caixa;
  • números precisos para ajudar na gestão empresarial.

Como calcular o markup?

Para calcular o markup, você precisa ter em mãos o custo da mercadoria vendida e os gastos para produzi-la. A fórmula fica assim:

markup = (preço de venda – custo de produção) ÷ custo de produção

Caso uma lasanha tenha um preço equivalente a R$ 30 no cardápio e precise de R$ 6 em insumos para a produção, o cálculo ficará assim:

markup = (30 – 6) ÷ 6

markup = 24 ÷ 6

markup = 4

Assim, o índice de markup, nesse caso, equivale a 4.

Caso você queira saber o preço de venda ideal para usar como base, basta fazer outra conta simples:

preço de venda = custo do produto X markup

preço de venda = 6 X 4

preço de venda = R$ 24

Nesse caso, o preço ideal para que o estabelecimento obtenha uma boa lucratividade é de, no mínimo, R$ 24. Como ele já pratica um valor acima, pode, facilmente, estabelecer valores promocionais sem deixar de ter uma boa margem de lucro.

O markup é um índice importante para gestores de qualquer negócio. Mas esse recurso é especialmente interessante para proprietários de estabelecimentos alimentícios, já que o cálculo pode ser feito com cada item do menu. A partir disso, a gestão pode, por exemplo, descobrir onde cortar gastos — ou até aumentar os investimentos.

Para complementar o gerenciamento financeiro do seu empreendimento, entenda o que é e como construir o planejamento estratégico do seu negócio!

Por iFood

Por iFood

2 respostas

  1. I haven?¦t checked in here for a while as I thought it was getting boring, but the last few posts are great quality so I guess I will add you back to my everyday bloglist. You deserve it my friend 🙂

  2. Somebody essentially help to make seriously posts I would state. This is the first time I frequented your web page and thus far? I surprised with the research you made to make this particular publish extraordinary. Fantastic job!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

23/04/2024

Não julgue APENAS pela casca: veja como escolher os melhores legume...

23/04/2024

Embalagem de produtos: transformando compras em experiências

23/04/2024

Conheça 4 molhos para macarrão que são deliciosos

 

Ingressos disponíveis!

Garanta sua presença no evento que vai mover o mercado de Food Delivery