Qual é a função de um operador logístico?

Continue a leitura para saber mais sobre o operador logístico e os benefícios de contar com esses parceiros!

Gestores de comércios alimentícios têm preocupações que vão muito além do preparo de produtos atrativos para os seus consumidores. Afinal, são muitas as tarefas relacionadas ao transporte, armazenagem e estocagem de mercadorias, por exemplo. Para otimizar esse trabalho, entra em cena o operador logístico.

Também conhecido como OL, o operador logístico é uma empresa que trabalha junto ao iFood para otimizar as entregas e proporcionar melhores condições para os entregadores. Em restaurantes, lanchonetes, bares e afins, eles são cruciais para trabalhar em conjunto com entregadores para uma rotina fluida.

Continue a leitura para saber mais sobre o operador logístico e os benefícios de contar com esses parceiros!

Qual é a função de um operador logístico?

O Operador Logístico (OL) é uma empresa com a qual o iFood tem uma parceria de intermediação de atividades logísticas e de entregas dos pedidos realizados pelos consumidores finais.

Diferentemente do que ocorre em outros modelos de parceria, como o modo nuvem (em que entregadores trabalham de modo independente), o OL realiza um acordo com para que eles trabalhem em ambientes específicos (como os shoppings) e em horários combinados, como em períodos de alta demanda.

Os entregadores que trabalham dentro desse modelo OL são administrados por uma empresa parceira, responsável por definir a dinâmica do trabalho. Além disso, essa organizadora também repassa todos os valores recebidos pelas entregas, o que inclui as gorjetas.

O mais interessante é que essas empresas e os profissionais contratados por elas podem prestar serviços para outros empreendimentos. Assim, não há a necessidade de exclusividade.

Outra atribuição conferida aos operadores logísticos, principalmente quando se fala de um empreendimento alimentício, é o acompanhamento das rotas de entregas de itens. Esses profissionais ainda se encarregam de cuidar de problemas de roteirização, como o planejamento inteligente de rotas.

De modo geral, as empresas OLs atuam em algumas (ou todas) dessas seguintes frentes:

  • transporte dos produtos;
  • armazenamento dos itens no estoque;
  • recebimento de pedidos;
  • manuseio e embalagem;
  • consultoria logística;
  • mão de obra logística.

Em empreendimentos alimentícios, também é comum que os operadores logísticos trabalhem junto aos entregadores para atender uma área específica, por exemplo. Por esses motivos, se associar a uma OL tem se tornado cada vez mais atrativo.

Quais são os tipos de operação logística?

Em primeiro lugar, é importante entender que os diversos tipos se diferenciam pelo grau de envolvimento e pela especialização nas várias etapas do processo de gestão de suprimentos.

Além disso, o termo “operador logístico” é oriundo do inglês Party Logistics (“fornecedores de logística”). Compreender isso é essencial para que você entenda as nomenclaturas dos cinco diferentes tipos, que explicamos a seguir.

1PL (First Party Logistics)

São agências de profissionais capazes de distribuir os produtos de cada empresa que os contrata. Trata-se do primeiro nível de terceirização, com os parceiros externos gerindo o transporte e os motoristas.

Nesse contexto, a empresa contratante já tem armazém e equipamentos próprios para transportar suas mercadorias.

2PL (Second Party Logistics)

Já as empresas que se enquadram no 2PL cuidam, além do transporte, da armazenagem dos produtos. Eles oferecem serviços padrões de estocagem e movimentação de mercadorias, mas é o empreendimento contratante que organiza os fluxos de materiais.

3PL (Third Party Logistics)

Nesse nível, se enquadram os operadores logísticos capacitados para integrar diversas necessidades logísticas, como infraestrutura, gerenciamento e organização das diferentes rotinas ligadas ao transporte e à armazenagem de produtos e insumos.

Os OLs 3PL oferecem serviços adequados às necessidades do estabelecimento contratante. Não à toa, costumam fechar contratos de longo prazo.

4PL (Fourth Party Logistics)

Os operadores logísticos 4PL atuam como otimizadores da cadeia de suprimentos. Enquanto os profissionais 3PL geralmente cuidam do gerenciamento de recursos, os 4PL atuam na consultoria, o que mostra que eles se complementam perfeitamente.

5PL (Fifth Party Logistics)

Por fim, as empresas 5PL são capazes de integrar o trabalho dos dois níveis anteriores, mas têm um alto conhecimento técnico em tecnologia.

O interessante é que essa classificação em níveis também se aplica às empresas contratantes: assim, uma empresa 1PL é aquela que gerencia toda a sua logística, enquanto aquelas que se enquadrem no 5PL são os empreendimentos que terceirizam todas essas atividades.

Quando os operadores logísticos são necessários?

Como os operadores logísticos já entregavam bons resultados mesmo antes da chegada das plataformas digitais, empresas como o iFood passaram a atuar com OLs para otimizar a conexão dos pedidos feitos dentro do aplicativo.

Um operador logístico é a empresa responsável por combinar com os entregadores o formato de atuação deles para atender a uma determinada área, por exemplo.

Também são importantes para quem faz pedidos pela plataforma porque os OLS trabalham com estimativas precisas, baseadas em cada região, para adequar a demanda às ofertas de entrega. Tudo isso torna o serviço de delivery mais ágil.

Foco nas atividades-fim

Esse é um dos principais benefícios de se contar com operadores logísticos. Ao ter um estabelecimento, como um comércio alimentício, o objetivo é conectar o público-alvo a produtos de qualidade.

Dentro desse contexto, é necessário criar estratégias para desenvolver os melhores itens possíveis. Isso fica mais fácil se a empresa tiver mais tempo para se concentrar na sua atividade-fim: no caso de estabelecimentos alimentícios, estamos falando do preparo de alimentos e do cuidado com o cardápio.

Por isso, ao delegar funções logísticas a profissionais especializados, os gestores têm tempo para focar aquilo que mais importa, o que garante um maior nível de satisfação aos clientes.

Otimização da entrega

O uso de operadores logísticos é ótimo para quem trabalha com serviços de entrega, uma vez que esses profissionais se baseiam em estimativas de cada região para lidar com a demanda e a oferta, tornando o serviço mais ágil.

Isso também é bom para entregadores, que podem optar por trabalhar integrando uma operação logística e ter uma maior previsibilidade de ganhos ao se associarem a uma empresa reconhecida no mercado.

Como otimizar esse trabalho?

Para contar com os melhores profissionais logísticos do mercado, uma boa ideia é apostar em uma solução para a gestão de pedidos.

Esse tipo de organização chega ao mercado para transformar a maneira como entregadores e marcas se relacionam, garantindo a inteligência logística para que o produto chegue da forma mais rápida e segura possível aos consumidores finais.

Um operador logístico é uma empresa que atua como um intermediário das atividades de entregas de pedidos realizados por consumidores finais. Eles têm um papel importante tanto na prestação de serviços para comércios alimentícios como na otimização do trabalho dos entregadores, que passam a ter uma maior previsibilidade de ganhos.

Gostou do conteúdo? Então, aproveite a visita ao blog para entender mais sobre a logística de delivery com um guia completo sobre o assunto!

Por iFood

Por iFood

5 respostas

  1. Olá gostaria de ser parceiro logístico do iFood, já fizemos serviço semelhante com outra empresa do ramo de entregas, com quem poderia conversar para iniciarmos uma parceria em Goiânia?

  2. Olá gostaria de ser parceiro logístico do iFood, com quem poderia conversar para iniciarmos uma parceria em Curitiba?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

02/12/2023

Utensílios de cozinha: escolha como um profissional

01/12/2023

Registro de recebíveis: o que é e como funciona!

01/12/2023

Como pequenas empresas podem fazer planejamento de vendas

Precisa de um apoio nas suas ações de marketing?

Baixe o e-book gratuito e saiba como trabalhar o marketing no seu negócio!

aprenda sobre marketing
Confira os ganhadores

Feijoada da Vó

SÃO PAULO - SP

Dubai Shawarmas

NAVEGANTES - SC

Delícias do Pará

CAMPO GRANDE - MS

Duque Lanches

RIBEIRÃO DAS NEVES - MG

Via Sabores Restaurante

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO - SP

Holiebitu'z

MACAÉ - RJ

Akajé - Acarajé Alagoano

MACEIÓ - AL

Deo Salgados

SUMARÉ - SP

Casa do Yakisoba

PARACAMBI - RJ

Viih e Naty Gourmet

PIRACICABA - SP

Açaí da Felicidade - Barra do Ceará

FORTALEZA - CE

The Point Paulista e Pastéis

NATAL - RN

Rancho 26 - Pizzas, Hambúrgueres e Açaí

DUQUE DE CAXIAS - RJ

Sorveteria da Vila

GUARULHOS - SP

Dom Bolo

VIÇOSA - MG

Nuuhh Ki Delicia Açaiteria

UBERLÂNDIA - MG

Açaí Chefe

CASCAVEL - PR

Cookie Coffee Belém

BELÉM - PA

Shams - Shopping

BARRETOS - SP

Dall'alto Doceria

CAMPINAS - SP