Como escolher cerâmica para cozinha?

Está em dúvida sobre como escolher cerâmica para cozinha? Confira as dicas e saiba como combinar usabilidade com design!

Para quem está construindo ou reformando, um desafio é sempre equilibrar estética e funcionalidade. Em especial, quando o assunto é a aquisição da cerâmica para cozinha — que é um dos revestimentos mais utilizados nesse espaço.

Isso porque, além de beleza e estilo, é preciso pensar na eficiência, na durabilidade, na praticidade e no custo-benefício dos materiais desse lugar, para não ter despesas com novas reformas ou trocas imprevistas de produto.

Continue a leitura e conheça as principais dicas sobre como escolher cerâmica para cozinha!

Por que utilizar cerâmica na cozinha?

Além da cerâmica ser um revestimento com preços acessíveis, ela pode ser usada tanto em paredes quanto em pisos. A variedade de modelos disponíveis no mercado ainda permite uma customização facilitada e econômica do espaço.

Quanto ao material, ele tem boa durabilidade, reduzindo a necessidade de trocas ou reformas constantes. A cerâmica conta com um coeficiente de atrito interessante — para evitar acidentes — e ainda é resistente a mudanças de temperatura, algo fundamental para uma cozinha.

A cerâmica para cozinha pode ter contato recorrente com água e produtos de limpeza. Isso faz a diferença, principalmente em cozinhas profissionais, aumentando a praticidade da higienização diária.

Para completar, o material ajuda a reduzir a chance de problemas comuns em cozinhas sem revestimento adequado. É o caso de desenvolvimento de mofo por conta da umidade, do surgimento de manchas por contato da comida com a tinta da parede (ou do piso) e da retenção de gordura que se torna fonte de mau odor e atração de insetos.

Quais áreas da cozinha é preciso revestir?

Isso pode variar não só por questões estéticas e de design do ambiente, como também pela preferência de cada pessoa. Porém, há alguns pontos em que o uso da cerâmica para cozinha é fortemente recomendado: as paredes e os pisos que cercam, ou que estão próximos a fogões, fornos, chapas, churrasqueiras, cozedores, pias, balcões etc.

Esses locais são os que recebem mais higienização, porque é onde os preparos são executados: preparo e mistura os ingredientes, cozimento, fritura e montagem dos pratos que serão servidos. Portanto, ter cerâmica ao redor desses equipamentos e mobiliário vai facilitar a limpeza e organização da cozinha, além de evitar os contratempos.

Que tipo de cerâmica usar na parede da cozinha?

Há muitos modelos de cerâmicas que podem ser utilizados tanto na parede quanto no piso, principalmente quando falamos de ambientes internos. Porém, na hora de escolher um deles para a cozinha, tenha atenção para as características do produto.

O ideal é que o revestimento tenha uma resistência acima da média para riscos, marcas e desgaste do esmalte. Isso porque as superfícies ficam mais expostas às comidas e aos produtos da cozinha, em contato direto com eletrodomésticos, equipamentos e móveis, por exemplo.

Já a textura da cerâmica pode ser lisa em paredes, uma vez que a aspereza só é indicada para quando ela cobre o chão. Neste último caso, isso ajuda a tornar a área de circulação antiderrapante — promovendo a segurança da equipe que atua na cozinha.

Outro motivo que reforça a vantagem da textura lisa da cerâmica é que revestimentos ásperos nas paredes pode gerar machucados e arranhões nos cozinheiros e auxiliares de cozinha, caso algum deles esbarre ou se choque contra elas.

Quais materiais são mais indicados?

A cerâmica, por si só, já é uma categoria específica entre as diferentes alternativas de revestimento para cozinha que você encontra em lojas de materiais de construção. Mas existem subdivisões no mercado, com modelos diversos que você pode escolher conforme o seu interesse.

Por isso, aqui vão boas dicas para você encontrar a cerâmica para cozinha com o material mais adequado:

  • opte por materiais com borda reta — eles permitem um maior aproveitamento da metragem do espaço;
  • dê preferência por peças com maior largura e comprimento — isso reduz o volume de cerâmicas a serem compradas e, inclusive, o uso de produtos extras, como rejunte e argamassa.

Quais cores facilitam a limpeza?

Ao buscar informações sobre como escolher cerâmica para cozinha, é importante que você saiba que a cor do revestimento interfere diretamente na facilidade de limpeza. Afinal de contas, tonalidades escuras tendem a disfarçar melhor a poeira, a gordura e os restos de alimentos e manchas, mas enganam os olhos e podem levar a uma higienização mais precária.

Por outro lado, os tons claros, como os mais próximos do branco, deixam mais visíveis as sujeirinhas, ajudando você e sua equipe a limparem adequadamente o espaço. No caso de cerâmicas com estampas ou que simulam outros revestimentos (como madeira, pedra ou porcelanato), a mesma regra se aplica: opte sempre por cores mais claras.

Quais outros revestimentos podem ser alternativas?

Há outros revestimentos com vantagens iguais ou parecidas com a da cerâmica para cozinha. É o caso dos revestimentos frios, ideais para áreas internas, molhadas e/ou com fluxo constante de pessoas.

Alguns dos materiais mais comuns são o porcelanato, o ladrilho hidráulico e o azulejo. Porém, é preciso ter a ideia de que cada um desses produtos tem um custo-benefício diferenciado, e que eles devem ser analisados com muito cuidado — considerando as particularidades e necessidades da sua cozinha.

A escolha da cerâmica para cozinha é acertada não apenas por questões de estética, mas por ter características que atendam a esse ambiente, tornando a limpeza do local mais descomplicada e auxiliando até mesmo no combate ao mofo, manchas e sujeiras. Pontos estes fundamentais para estar em dia com as normas da vigilância sanitária.

Diante disso, vale a pena pesquisar por modelos de cerâmica para cozinha que casam com a decoração e a usabilidade. Ainda é possível considerar outros revestimentos que atendem aos mesmos requisitos, mas avalie todos os detalhes levantados até aqui, combinado?

Agora que você já sabe como escolher cerâmica para cozinha, aproveite para conferir o guia com as tendências em delivery!

Por iFood

Por iFood

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

21/05/2024

Melhoria contínua: o que é, objetivo e como aplicar

20/05/2024

Confira como foi o Fórum de Restaurantes de Maio

20/05/2024

Embalagem para marmita: 6 melhores opções