Como fazer um aplicativo? Entenda o processo

Pensando em ter seu próprio aplicativo? Então, confira essas dicas e saiba mais sobre como fazer um aplicativo!

Pensando sobre como fazer um aplicativo para o seu estabelecimento e melhorar ainda mais a experiência de compra do consumidor? Pois bem! De fato, essa pode ser uma excelente estratégia, porém requer cuidados e ações importantes para que tudo dê certo.

Afinal, ao mesmo tempo em que um aplicativo pode parecer útil ao negócio, muitas vezes ele pode se tornar dispensável para o cliente ou, até mesmo, não fazer sentido para ele.

Continue a leitura e saiba como fazer um aplicativo para seu negócio!

Qual o processo de criação de um aplicativo?

Criar esse tipo de ferramenta pode parecer uma tarefa bem complexa, mas quando você entende o processo e divide-o em etapas claras, fica mais fácil de seguir em frente.

Para facilitar essa jornada, aqui está uma visão geral do processo de desenvolvimento de um aplicativo.

como fazer um aplicativo: ilustração das etapas da jornada para o desenvolvimento de um aplicativo

Defina a ideia

Tudo começa com uma ideia! Assim, identifique o propósito e a funcionalidade do programa.

Pergunte a si: qual problema ele resolverá? Que valor ele trará aos usuários? Refine sua ideia até que você tenha uma visão clara do que deseja elaborar.

Pense no consumidor

Conhecer seu público-alvo é essencial para obter bons resultados. Entenda as necessidades, preferências e comportamentos dos seus clientes.

Isso ajudará você a criar uma experiência de usuário personalizada e relevante.

Entenda sobre monetização

Antes mesmo de saber como fazer um aplicativo, pense também em como vai ser possível torná-lo rentável.

Existem várias opções, como publicidade, compras no aplicativo e assinaturas. Escolha a estratégia de monetização que melhor se alinha aos seus objetivos.

Busque os profissionais (desenvolvedores, designers)

Se você não tem habilidades técnicas, precisará encontrar profissionais qualificados para transformar sua ideia em realidade.

Contrate desenvolvedores de aplicativos e designers de interface do usuário experientes. Certifique-se de que eles entendam sua visão e trabalhem em colaboração para criar um aplicativo de alta qualidade.

Divulgue

Após desenvolver seu aplicativo, é hora de divulgá-lo ao mundo. Crie uma estratégia de marketing abrangente que inclua mídias sociais, otimização de lojas de aplicativos, campanhas de publicidade e outras táticas de propagação.

Aumente a visibilidade do seu aplicativo e atraia usuários interessados.

Quais são as alternativas que podem ser mais interessantes?

Existem também diferentes abordagens de como fazer um aplicativo, e a escolha da alternativa certa depende das suas necessidades e recursos disponíveis.

Veja abaixo algumas opções populares!

Desenvolvimento interno

Se você tem habilidades de programação e recursos para o desenvolvimento de aplicativos, pode optar por criar o aplicativo internamente. Isso oferece controle total sobre o processo, mas pode exigir tempo e investimento significativos.

Contratação de uma equipe de desenvolvimento

Se você não tem conhecimentos técnicos, contratar uma equipe de desenvolvedores é uma opção viável.

Ela cuidará de todas as etapas do desenvolvimento do aplicativo, permitindo que você se concentre em outros aspectos do seu negócio.

Desenvolvimento terceirizado

Terceirizar a criação do aplicativo para uma empresa especializada é uma alternativa viável. Você pode contratar freelancers ou agências que possuem experiência, tecnologia e conhecimento necessários para desenvolver um programa eficiente.

Plataformas de criação de aplicativos

São sistemas que oferecem recursos intuitivos e modelos pré-prontos, permitindo que você crie um aplicativo sem conhecimentos de programação avançados.

Isso é ideal para aplicativos básicos ou MVPs (Minimum Viable Products).

Parcerias estratégicas

Em muitos casos, é interessante estabelecer parcerias com empresas ou profissionais que já possuem experiência em desenvolvimento de aplicativos. Isso pode agilizar o processo de criação e fornecer recursos adicionais.

Um exemplo é o iFood, empresa brasileira que hoje é a foodtech referência na América Latina.

Aplicativos de criação sem código

Há também ferramentas de desenvolvimento de aplicativos sem código, que permitem produzir softwares usando interfaces visuais e lógica de arrastar e soltar.

Essas plataformas são indicadas para pessoas sem experiência em programação, pois oferecem uma abordagem mais acessível para o desenvolvimento de programas básicos.

Ao escolher a alternativa mais adequada, leve em consideração fatores como custo, prazo, complexidade do aplicativo e habilidades disponíveis. Cada opção tem suas vantagens e desvantagens, então avalie cuidadosamente suas necessidades e recursos antes de tomar uma decisão.

Quais os riscos e desafios de criar seu próprio aplicativo?

Saber como fazer um aplicativo não é uma tarefa das mais difíceis hoje, visto as infinitas possibilidades à disposição no mercado. Por outro lado, todo o processo pode ser um tanto quanto complexo.

Inclusive, há riscos e desafios que podem dificultar o funcionamento da aplicação e o sucesso dela perante o usuário. Veja abaixo os mais comuns:

  • falta de habilidades técnicas: se você não possui habilidades de programação e desenvolvimento de aplicativos, pode enfrentar dificuldades em transformar sua ideia em realidade;
  • complexidade e escala: a criação de um aplicativo pode ser mais complexa do que se imagina inicialmente. À medida que o projeto evolui, você pode encontrar desafios técnicos, problemas de integração, requisitos de segurança e escalabilidade;
  • custo e orçamento: desenvolver um aplicativo pode ser caro. Os custos envolvidos incluem contratação de profissionais, licenças de software, infraestrutura de servidor, testes e marketing;
  • gerenciamento de tempo e prazos: a criação de um aplicativo geralmente leva mais tempo do que se espera. Estabelecer prazos realistas e gerenciar efetivamente o tempo é fundamental para garantir que o projeto progrida conforme o planejado;
  • experiência do usuário insatisfatória: se o aplicativo não oferecer uma experiência de usuário satisfatória, os usuários podem abandoná-lo rapidamente;
  • evolução tecnológica: a tecnologia móvel e as tendências de mercado estão em constante evolução. Seu aplicativo precisa se adaptar a essas mudanças para se manter relevante e competitivo.

Há muitos pontos a considerar sobre como fazer um aplicativo, entre eles, vantagens, riscos e desafios que esse tipo de estratégia pode trazer ao seu negócio. Em especial, no que se refere a custos, o investimento não é barato e a necessidade de manutenção da ferramenta é constante — o que torna muito mais interessante se cadastrar em apps parceiros.

Quer mais dicas para o seu negócio? Não deixe de conferir também este e-book gratuito sobre as tendências em delivery!

Por iFood

Por iFood

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

20/05/2024

Confira como foi o Fórum de Restaurantes de Maio

20/05/2024

Embalagem para marmita: 6 melhores opções

19/05/2024

Promoção de vendas: 5 dicas para o seu sucesso

 

Ingressos disponíveis!

Garanta sua presença no evento que vai mover o mercado de Food Delivery