O que é curva ABC e como aplicá-la no estoque do seu negócio

Curva ABC: entenda, de forma simples, o que é esse recurso tão importante para a gestão de estoque e saiba como usá-lo a seu favor!

Quando o assunto é controle de estoque, é necessário contar com ferramentas que ajudem a direcionar as decisões, de modo a estabelecer prioridades e evitar gastos desnecessários. É nesse contexto que entra a curva ABC.

Essa é uma metodologia amplamente utilizada no comércio, mesmo que, muitas vezes, de maneira intuitiva. Ao identificar os produtos mais importantes que uma empresa vende, ela contribui para a gestão de estoque e para um melhor planejamento de vendas do estabelecimento.

Entenda melhor o que é a curva ABC, sua importância e como usar essa ferramenta na sua gestão!

O que é uma curva ABC?

A curva ABC é, basicamente, um gráfico. O termo se refere a um método para categorizar e organizar os itens comercializados, que possibilita classificar o faturamento gerado com as vendas de um estabelecimento e entender o que vende mais e o que gera mais lucro, entre outros aspectos relevantes.

Esse recurso contribui principalmente com a gestão financeira e de estoque, e o número de demandas é o principal requisito para a categorização. A partir dessa informação, a gestão pode saber quais itens são mais requisitados pela clientela e quais têm menor saída.

A curva ABC recebe esse nome porque separa os produtos em três categorias:

  1. grupo A: produtos de maior demanda e faturamento, que representam 80% das vendas;
  2. grupo B: itens com faturamento intermediário, que representam 15% das vendas;
  3. grupo C: produtos cujo faturamento é menor, que representam 5% das vendas.
curva abc

Para que serve a curva ABC?

No controle de estoque, esse método é usado para identificar e classificar a quantidade dos produtos e quais deles têm maior fluxo ou contribuem mais com o faturamento.

Na gestão de restaurantes, bares e outros estabelecimentos alimentícios, é natural que alguns itens sejam mais relevantes e, portanto, precisem de maior atenção. Por meio da curva ABC, a separação dos produtos no estoque pode ser feita seguindo alguns parâmetros, como:

  • proporção sobre o faturamento;
  • giro e custo do estoque;
  • margem de lucro;
  • taxa de rotatividade.

Quais as vantagens de aplicar a curva ABC?

Você já tem uma noção da importância da curva ABC, agora, conheça as contribuições que ela traz para a gestão empresarial. Confira mais alguns benefícios a seguir!

Geração de informações para o time de compras

Com informações sobre a demanda, o departamento de compras consegue adquirir inteligentes para o empreendimento ao acessar dados que permitem compreender como está a saída de cada produto.

Isso ajuda a reduzir a quantidade de itens supérfluos no estoque e os gastos com manutenção. Além disso, contribui com o planejamento da reposição, para não ocorrerem rupturas, isto é, perda de vendas devido à ausência de itens no estoque.

Criação de campanhas de marketing mais eficazes

O uso da curva ABC resulta em benefícios para diversos setores de um estabelecimento, o que inclui o marketing, embora essa relação não seja tão fácil de enxergar.

Quando as compras de insumos são feitas de modo mais estratégico e inteligente, esse setor tem melhor entendimento da situação e pode direcionar melhor a criação de campanhas de divulgação e ações personalizadas para diferentes grupos de clientes.

Melhoria na saúde financeira do negócio

Tanto o capital de giro como o fluxo de caixa passam a ter um desempenho melhor com o uso de recursos como a curva ABC, tendo um impacto positivo sobre a saúde financeira do seu estabelecimento. Para obter sempre esse resultado, é essencial ter atenção às informações do estoque.

Quais os erros cometidos nesse processo?

A curva ABC ajuda uma empresa a identificar oportunidades em seu estoque e mostra como gerenciá-lo a partir disso.

Mas, para garantir a eficiência dessa estratégia e evitar falhas, é necessário que o fator humano continue sendo considerado, principalmente no departamento de compras, responsável pelo abastecimento do estoque. Confira, a seguir, alguns aspectos que podem induzir ao erro e devem ser evitados.

Não fazer a revisão periódica

Não fazer a revisão da curva ABC com frequência é muito prejudicial para o controle e para o bom andamento do seu estoque. Podem ocorrer mudanças na quantidade de compras, nos preços, na comercialização ou na produção, alterando a classificação de alguns produtos. Então, garanta um acompanhamento constante para atualizar a categorização sempre que necessário.

Deixar de verificar a validade dos produtos e as novidades

Por mais que um item possa ser valioso para um empreendimento, é fundamental considerar essas informações no momento da compra.

Avalie a média de saída dele para, assim, estabelecer a quantidade que deve ser comprada. Caso seja um produto perecível, o prazo de validade deve estar dentro da margem de saída. Porém, se for um produto sazonal, é preciso alinhar a necessidade de compra para outas datas.

Não antecipar compras

Algo que também costuma acontecer é um item estar na lista do setor de compras e acabar sendo adquirido na data marcada, apesar de a gestão saber que o fornecedor aumentaria o preço.

Se um produto vai ser necessário e o preço será maior no futuro, não tem por que não realizar a compra antes se isso estiver dentro das possibilidades financeiras — a não ser no caso de alimentos que têm o prazo de validade mais curto.

Portanto, na maioria dos casos, a melhor solução é antecipar o pedido, seja por alguma promoção que o fornecedor tenha lançado ou pelo aumento de preço previsto. Assim, você consegue reduzir os custos.

Como fazer a curva ABC?

A curva ABC é apresentada em forma de gráfico, normalmente feito no Excel ou Google Sheets. Existem alguns modelos prontos disponíveis na Internet, mas você pode fazer a sua do zero. Estabeleça o percentual de cada categoria e registre todos os itens que seu estabelecimento vende para, então, encaixá-los nos grupos A, B e C.

Siga os passos:

  1. estabeleça o período a ser analisado;
  2. liste todos os itens com seus respectivos preços e quantidades vendidas;
  3. multiplique o preço pela quantidade, para cada item;
  4. reorganize os itens em ordem decrescente em relação aos valores obtidos (maiores primeiro, menores no final);
  5. some todos os valores para obter o valor total;
  6. identifique a porcentagem a que cada item corresponde em relação ao valor total;
  7. identifique quais produtos, a partir dessa porcentagem, correspondem aos grupos A (80% das vendas), B (15% das vendas) e C (5% das vendas).

Os itens do grupo A devem compor 20% do estoque no total, enquanto os do grupo B devem compor 30% e os do C, 50%. Por causa dessas proporções, a curva ABC também é conhecida como “rega 80/20” ou Princípio de Pareto, já que se baseia em uma teoria econômica escrita por Vilfredo Pareto.

A análise da curva ABC é um método útil para diferentes áreas da gestão de um estabelecimento, trazendo ideias relevantes que refletem em bons resultados financeiros. O segredo para aproveitar essa ferramenta está na capacidade de análise crítica dos gestores sobre onde utilizá-la e em que aspectos ela pode trazer um diferencial competitivo.

Aproveite a visita ao blog e entenda o que é e como construir o planejamento estratégico do seu negócio!

Por iFood

Por iFood

2 respostas

  1. Eu era parceiro de vcs , mais cancelei por falta de atendimento , e como é a plataforma, e n consigo ter acesso ao portal parceiro. Eu quero saber quantos semanas ainda vai passar pra mim receber o valor de seissentos e pouco do app ifood

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

21/05/2024

Melhoria contínua: o que é, objetivo e como aplicar

20/05/2024

Confira como foi o Fórum de Restaurantes de Maio

20/05/2024

Embalagem para marmita: 6 melhores opções

 

Ingressos disponíveis!

Garanta sua presença no evento que vai mover o mercado de Food Delivery