O que é modelagem financeira e como ajuda o seu negócio

Entenda melhor o que é a modelagem financeira e como usar no seu negócio para impulsionar os resultados!

A modelagem financeira é um conjunto de iniciativas que uma empresa pode adotar para aprimorar a previsão do desempenho de vendas e o faturamento diante de diferentes possibilidades. Com isso, é possível realizar um planejamento mais apurado das finanças e dos próximos investimentos.

Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo.

Ignorar a modelagem financeira em seu negócio pode resultar em decisões mal-informadas, levando a perdas financeiras e de oportunidade.

Continue a leitura e entenda como a modelagem financeira pode transformar a gestão do empreendimento.

O que é modelagem financeira e por que é importante?

A modelagem financeira é uma ferramenta valiosa para os empreendedores, pois dá a oportunidade de visualizar com clareza os objetivos de um negócio e as medidas que estão sendo adotadas para tentar alcançá-los.

A partir disso, você consegue fazer projeções financeiras e aumentar a previsibilidade do desempenho do empreendimento no futuro.

Esse processo é o que direciona diversas ações e investimentos para o crescimento do negócio. No ramo alimentício, o processo não poderia ser diferente, uma vez que ajuda a dimensionar as possibilidades de desenvolver o estabelecimento e conquistar um posicionamento cada vez melhor no mercado.

A partir de uma análise precisa, é possível formar hipóteses de sucesso e desenhar um plano eficiente com base nessas possibilidades.

Quais os componentes essenciais da modelagem financeira?

A modelagem financeira pode ser composta por sistemas automatizados ou feita com base em cálculos inferenciais, partindo do histórico das finanças de um negócio.

No entanto, antes de colocar a mão na massa e utilizar a ferramenta no dia a dia, é fundamental conhecer os componentes que não podem faltar na hora de iniciar esse processo de análise. Confira!

Definição de metas

Um dos principais componentes da modelagem financeira é a definição de metas e de métricas para acompanhá-las. Veja a diferença entre esses dois termos:

  • metas são os objetivos que você deseja alcançar. Por exemplo, “aumentar o faturamento em 20% no próximo trimestre”;
  • métricas são os indicadores que ajudam a medir o progresso em direção a essas metas. No caso anterior, a métrica seria o valor do faturamento mensal.

Um componente na definição de metas é estabelecer indicadores financeiros específicos para monitorar o progresso. Por exemplo, o “ticket médio” é uma métrica que indica o valor médio gasto por cliente em uma única visita ao seu estabelecimento.

É calculado dividindo o faturamento total pelo número de vendas em um período específico. Se o ticket médio está crescendo, isso pode indicar que os clientes estão gastando mais a cada visita, o que é um bom sinal.

Outro exemplo de meta: suponha que você queira expandir seu negócio, abrindo uma nova filial em outra parte da cidade no próximo ano. Para isso, você precisa acumular um capital suficiente para cobrir os custos iniciais. A meta pode ser “Economizar R$ 100.000 em 12 meses para a nova filial”.

As métricas associadas a essa meta poderiam incluir o acompanhamento mensal das economias, a análise das despesas para identificar áreas de economia e o monitoramento do fluxo de caixa para garantir que você esteja no caminho certo para atingir essa meta.

Pesquisa de mercado

Para realizar projeções realistas, é preciso fazer pesquisas sobre:

  • área de atuação;
  • perspectivas para os próximos anos;
  • tendências do mercado alimentício que estão crescendo no momento;
  • fatores externos que podem impactar no crescimento do negócio.

Aceitação de erros

É importante ter em mente também que a modelagem financeira faz projeções de possíveis cenários. Desse modo, na prática, você pode encontrar erros, por falta de variáveis relevantes na análise ou mudanças de contexto.

Por esse motivo, é necessário aceitar também as limitações da ferramenta e saber como gerenciá-las para manter o foco nos objetivos de desenvolvimento do negócio.

O conjunto tentativa e erro é fundamental para analisar as possibilidades de alcançar novas metas em um estabelecimento, assim como o controle de falhas e um bom plano de contas antes da execução.

Atualização dos resultados

A modelagem financeira precisa ser tão dinâmica quanto o seu negócio. Por conta disso, não é possível contar com planejamentos estáticos que não se adaptam às mudanças do contexto ou do perfil de clientes.

Cada alteração que traz impactos nos negócios precisa ser considerada na modelagem financeira. Por exemplo, as ondas de calor no país, mesmo durante as estações de inverno e primavera, podem alterar o fluxo de caixa, devido às variações do número de vendas de determinados itens do cardápio, tanto para mais quanto para menos.

Avaliar essas possibilidades e atualizar os resultados constantemente ajuda a ter dados reais e factíveis para construir uma modelagem financeira com base na realidade. Com isso, é possível fazer estimativas mais precisas e eficientes.

Como a modelagem financeira ajuda na tomada de decisões estratégicas?

A aplicação da modelagem financeira tem o potencial de alterar toda a gestão de negócios, justamente por oferecer ideias e dados para as decisões. Isso vale, inclusive, para os pequenos locais que estão em busca de crescimento sustentável.

Com o uso de um software de gerenciador de financeiro é possível atualizar em tempo real as entradas e saídas de caixa. Como resultado, os empreendedores podem acompanhar o andamento do negócio e utilizar os dados mais recentes para fazer estimativas para o próximo mês, por exemplo.

Exemplo prático de aplicação da modelagem financeira

Imagine um local que recentemente lançou um novo prato em seu cardápio. Após 30 dias, eles observam que a demanda pelo novo prato é alta. Usando a modelagem financeira, dá para prever a demanda futura e decidir se devem investir mais em marketing para esse prato, considerar promoções ou até mesmo expandir a oferta.

Em outro cenário, esse mesmo estabelecimento observa que, durante o verão, as vendas de bebidas geladas aumentam. Usando a modelagem financeira, é possível se preparar para estocar mais desses itens nos meses de verão, garantindo que atendam à demanda dos clientes.

Ferramentas e recursos para facilitar a modelagem financeira

A tecnologia tem sido uma grande aliada na modelagem financeira. Softwares e plataformas digitais oferecem recursos que automatizam cálculos, fornecem informações em tempo real e ajudam os empreendedores a visualizar cenários futuros com maior precisão. Investir em ferramentas adequadas pode simplificar o processo e aumentar a precisão das projeções.

Qual a importância da atualização e revisão da modelagem financeira?

A modelagem financeira não é uma atividade única; é um processo contínuo. Para garantir sua eficácia, revise e atualize os dados regularmente. Isso garante que as projeções estejam alinhadas com a realidade atual do negócio.

Como deu para perceber, uma modelagem financeira atualizada e precisa é a chave para uma gestão eficaz e para a implementação de estratégias bem-sucedidas no cotidiano do seu negócio.

Saiba como impulsionar os resultados com a capacitação para empreendedorismo!

Author picture

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

23/04/2024

Não julgue APENAS pela casca: veja como escolher os melhores legume...

23/04/2024

Embalagem de produtos: transformando compras em experiências

23/04/2024

Conheça 4 molhos para macarrão que são deliciosos

 

Ingressos disponíveis!

Garanta sua presença no evento que vai mover o mercado de Food Delivery