O que é Imposto de Renda?

Tire suas principais dúvidas sobre o que é Imposto de Renda e saiba se você é obrigado a fazer essa declaração!
14 Min
o que é Imposto de Renda

Uma das principais obrigações de muitos brasileiros todos os anos é o envio da declaração do Imposto de Renda. Por meio desse documento, Pessoas Físicas e Jurídicas realizam a quitação com a Receita Federal. Por isso, é necessário saber de fato o que é Imposto de Renda e como funciona esse procedimento.

Existe uma diferença se você precisa declarar os ganhos e gastos pessoais e/ou precisa fazer a declaração dos rendimentos financeiros do seu estabelecimento. Para garantir a regularidade com o Fisco, é importante conhecer as principais regras sobre o assunto. 

Continue a leitura para entender o que é Imposto de Renda e tire suas dúvidas sobre o assunto!

O que é Imposto de Renda?

Imposto de Renda é um tributo federal que incide sobre a renda de determinado grupo de cidadãos. O recolhimento é feito por meio da declaração de rendimentos. O contribuinte deve cumprir uma série de exigências da Receita Federal, informando seus rendimentos do último ano.

O IR é progressivo, ou seja, quanto maior a renda ou o ganho, maior será a alíquota aplicada. Além disso, existem diversas formas de apuração e declaração do imposto, sendo as principais o Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) e o Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ).

No caso do Imposto de Renda da Pessoa Física, a incidência é sobre os rendimentos obtidos durante o ano, como salários, aposentadorias, aluguéis, investimentos financeiros, entre outros. Existem algumas deduções previstas na legislação, como as despesas com saúde, educação e dependentes, que podem reduzir o valor do imposto a ser pago.

O que é IRPJ?

No Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ), a obrigatoriedade de informar os rendimentos financeiros para a Receita Federal é das empresas, nesse caso, para quem tem CNPJ.

O IRPJ incide sobre o lucro líquido, que pode ser trimestral ou anual, dependendo do ramo do estabelecimento. Ou seja, vai depender da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE).

O objetivo do IRPJ é saber se a empresa teve crescimento no patrimônio e está cumprindo com suas obrigações legais. Por outro lado, as empresas sem fins lucrativos e as entidades filantrópicas estão livres da declaração do Imposto de Renda.

O IRPJ é calculado com base no lucro líquido da empresa, sendo a diferença entre a receita total e as despesas necessárias para gerar essa receita. A alíquota do imposto pode variar conforme o Regime Tributário adotado pela empresa, que pode ser:

Vale destacar que os Microempreendedores Individuais (MEI), Microempresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP) são enquadradas no Simples Nacional, realizando o pagamento do IR de forma simplificada por meio do DAS MEI (Documento de Arrecadação Simples).

Portanto, se você é dono de um negócio e deseja fazer uma gestão 360° em sua empresa, é importante ter atenção às obrigações fiscais e tributárias. Assim, você evita problemas com o Fisco e garante o cumprimento das leis e normas que regem o setor.

[rock-convert-cta id=”17182″]

Qual a diferença entre IRPF x IRPJ?

As principais diferenças entre o IRPF x IRPJ estão nos prazos de entregas. No caso da entrega da Declaração do Imposto de Renda para Pessoa Física, o prazo é até dia 31 de maio de 2023

Enquanto o prazo limite para a entrega da Declaração de Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) referente ao ano-calendário de 2022 é 31 de julho de 2023. Além disso, as empresas devem entregar a declaração de forma mensal, trimestral, anual ou por evento, a depender do regime escolhido.

Outro ponto que diferencia os dois documentos está no valor da alíquota. Para a Pessoa Física, a aplicação é conforme os rendimentos, já para Pessoa Jurídica, é conforme o Regime Tributário.

Por fim, a Pessoa Física pode fazer deduções das despesas como saúde e educação, já as empresas, não. Por isso, é recomendável contar com o auxílio de profissionais especializados em contabilidade e tributação para cumprir corretamente com todas as obrigações fiscais e tributárias.

O que é Imposto de Renda Retido na Fonte?

Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) é um imposto retido pelo empregador ou fonte pagadora, no momento em que o trabalhador ou beneficiário recebe o pagamento, como salário, proventos de aposentadoria, pensão, rendimentos de aluguéis, entre outros.

A retenção na fonte é uma forma de antecipação do pagamento do Imposto de Renda. O Imposto de Renda Retido na Fonte é calculado com base na tabela de alíquotas estabelecida pela Receita Federal e pode variar conforme a faixa de renda do contribuinte.

O que é a dedução do Imposto de Renda?

A dedução do Imposto de Renda é um mecanismo previsto na legislação fiscal que permite que certos gastos e despesas realizados pelos contribuintes sejam abatidos do cálculo do imposto devido à Receita Federal. Isso significa que, ao realizar essas deduções, o contribuinte paga menos imposto sobre a sua renda.

Existem diversas possibilidades de dedução previstas na legislação, como: despesas com educação, saúde, previdência privada, dependentes, pensão alimentícia e doações. Cada uma dessas deduções têm suas próprias regras e limites estabelecidos pela Receita Federal.

O que é parcela não dedutível no Imposto de Renda?

A parcela não dedutível no Imposto de Renda é uma parte do rendimento do contribuinte que não pode ser deduzida na declaração do Imposto de Renda. Essa parcela é a porção do rendimento que está sujeita à tributação e não pode ser reduzida por meio de despesas dedutíveis, como as despesas médicas, educacionais ou com dependentes.

Por exemplo, se uma pessoa ganhou R$100.000 em um ano e tem R$10.000 de despesas dedutíveis, a parcela não dedutível seria de R$90.000. Esse valor é o que está sujeito à tributação e sobre o qual será calculado o imposto devido.

É importante destacar que a parcela não dedutível pode variar conforme a faixa de renda em que o contribuinte se encontra. Quanto maior o rendimento, maior será a parcela não dedutível e, consequentemente, maior será a carga tributária.

O que é o Imposto de Renda regressivo?

O Imposto de Renda regressivo é um modelo de tributação no qual as alíquotas cobradas pela Receita Federal vão variar dependendo do tempo que o dinheiro fica aplicado. Ou seja, quanto maior o tempo de investimento, menor será a porcentagem de tributo a ser paga.

O Imposto de Renda Regressivo é mais cobrado no caso de investimentos da renda fixa, que trabalham noções como resgate de títulos e data de vencimento. As principais taxações regressivas cobradas no Brasil são:

  • IOF;
  • IRPF sobre Renda Fixa;
  • IRPF sobre a Previdência Privada.

O que é recibo de Imposto de Renda?

O recibo de Imposto de Renda é um documento emitido que comprova que seus dados foram enviados à Receita Federal. Por meio dele, você consegue acompanhar o andamento da sua declaração no site da Receita e retificar o documento, caso seja preciso.

Esse documento contém informações importantes, como a data de entrega, o valor do imposto a pagar ou a restituir, as eventuais pendências ou erros que precisam ser corrigidos e outras informações relevantes para o contribuinte.

É importante guardar este documento, pois ele pode ser solicitado em diversas situações, como em caso de comprovação de renda para solicitação de crédito, em processos seletivos de emprego, para regularização de pendências fiscais, entre outras.

Saber o que é Imposto de Renda e suas principais regras é fundamental, principalmente se você é dono de um negócio. Ficando por dentro de todas as atualizações, é mais fácil garantir a regularidade do negócio, evitando problemas com a Receita Federal.

Quer otimizar a gestão do seu negócio? Aproveite e baixe agora mesmo as planilhas de gestão de negócios do iFood!

Por iFood

Por iFood

2 respostas

  1. Não cadastrem suas lojas nessa plataforma, fui roubada por eles prejuízo alto e não respondem não atendem não dão uma posição sobre o ocorrido e quando me manisfesto em redes sociais pedem para entrar em contato pelo direct porém não adianta eles ignorando 2 meses já sendo ignorada pela plataforma ,juntando provas para o processo

    1. Oi, Luana. Queremos entender melhor o ocorrido! Poderia informar o número do chamado aberto? Não recebemos sua mensagem na direct. Se preferir, enaminhe seu número de protocolo por aqui, ou entre em contato novamente por lá!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

22/04/2024

Como montar um restaurante pequeno? Confira 8 passos

20/04/2024

Como calcular a margem de contribuição do seu negócio?

19/04/2024

Qual a diferença entre lucro presumido e lucro real? Descubra!

 

Ingressos disponíveis!

Garanta sua presença no evento que vai mover o mercado de Food Delivery