7 passos para transformar sua confeitaria em um negócio de sucesso!

Quer saber como montar uma confeitaria de sucesso? Confira 7 dicas para se dar bem no mercado.

Ter uma confeitaria de sucesso é um objetivo claro para quem começa a empreender no setor gastronômico. Porém, ao sair da teoria para a prática, não são poucas as pessoas que se deparam com contratempos e perspectivas desafiadoras para gerir uma marca, conquistar espaço no mercado e se tornar um investimento de tempo e dinheiro com retorno concreto.

Com isso, fica o questionamento: há alguns passos que ajudam as confeitarias a terem um bom desempenho comercial e um futuro promissor? De antemão, eu respondo: sim, existem.

Eu sou Felipe Russo, Expert iFood e especialista com mais de uma década de atuação em delivery. Além disso, sou responsável pelos programas de formação iFood para confeitaria e iFood Lucrativo, voltados para auxiliar negócios a crescerem no mercado brasileiro.

Continue lendo e saiba mais sobre esse passo a passo!

1. Avalie se a confeitaria é o mercado certo para você

A primeira dica é ver se é isso realmente que você quer fazer. Atualmente, muitas pessoas veem outras sendo bem-sucedidas em certos segmentos. Inspiradas em ter o mesmo êxito que elas, acabam trocando aquilo que estavam determinadas a fazer para irem para uma área com a qual não têm afinidade.

Por isso, comece avaliando se a confeitaria é o ramo para você. Para atuar com isso, não é preciso ser, obrigatoriamente, confeiteiro, estando na linha de frente da produção. Você também tem a opção de contratar profissionais da confeitaria para produzirem para o seu negócio, enquanto você assume a parte mais gerencial do serviço.

2. Tenha pensamento de empreendedorismo

Infelizmente, nesse mercado tem muitas pessoas que começam a empreender na confeitaria, mas a mentalidade ainda é a de colaboradora. Ou seja, é uma visão voltada para garantir, ao fim do mês, o sustento dela, não uma renda que pode ser usada como orçamento para investir no negócio e fazê-lo expandir.

Já o empreendedor, por sua vez, é quem está orientado para o aproveitamento de oportunidades. É quem pega esse valor e o faz gerar frutos, investindo na própria capacitação administrativa, em precificação de produtos, infraestrutura física, maquinário, equipe qualificada para atendimento ao cliente etc.

Esse tipo de investimento traz mais competitividade para o estabelecimento, atração e retenção de clientes, além de permitir que tenha uma marca que se consolide. Assim, se prepara, inclusive, para lidar com diferentes cenários econômicos do país: desde o mercado aquecido a um período de recessão.

3. Invista em marketing para o seu negócio

Atualmente, de dentro da sua casa, se quiser, você consegue montar uma confeitaria e ter sucesso, passando, posteriormente, para uma loja física. A chave para isso é usar o marketing ao seu favor. Por exemplo, estabeleça diferentes canais de venda onde o seu potencial cliente possa lhe encontrar, seja por WhatsApp, seja por pedidos via aplicativo.

Outro ponto fundamental é a publicidade do seu produto. Separe um valor para investir na contratação de uma equipe para fazer a produção do seu material publicitário que pode ir de um panfleto a um outdoor. Também invista em anúncios, principalmente na internet, como a promoção do negócio no Google.

Porém, fica uma importante lição: não comece o seu negócio com expectativa fantasiosa, imaginando que vai vender horrores já nos primeiros meses. É preciso, primeiramente, ter constância naquilo que se propõe a fazer.

4. Atente-se à apresentação visual dos produtos

Um dos ditados mais conhecidos pelo brasileiro é o de que uma imagem vale mais do que mil palavras — e não é exagero. Quando se trata de gastronomia, em especial de confeitaria, as fotos de comidas usadas para apresentar o seu cardápio são fundamentais para estimular ou desestimular o cliente a comprar.

Por isso, é aconselhável investir em um profissional qualificado para tirar fotos dos seus produtos. Junto à sua equipe de marketing, ele vai ajudar a criar uma identidade visual para a sua marca. Afinal, esse material fotográfico é o que será utilizado tanto no offline quanto no online.

5. Use produtos de qualidade

Sempre haverá consumidores que vão comprar motivados unicamente pelo preço, interessados apenas no quanto vão gastar. Então, o seu posicionamento vai determinar o tipo de cliente que quer atingir e vai conquistar. Eu sempre aconselho a trabalhar para gerar valor, ser uma boa referência no mercado.

Uma forma eficiente de fazer isso é contar com produtos de qualidade na produção de suas receitas. Além do impacto na qualidade técnica do produto, o que já é um diferencial por si só, você ainda pode se valer desse investimento para se posicionar diante da concorrência.

Por meio do marketing e dos canais de venda, você vai mostrar a experiência gastronômica que seu negócio proporciona e o cuidado que tem em selecionar e utilizar o que há de melhor para a sua clientela. O resultado disso é só um: aumentar a sua autoridade no ramo da confeitaria e, consequentemente, o seu retorno financeiro.

6. Mantenha-se atualizado sobre as tendências da confeitaria

Gerenciar tempo nem sempre é uma tarefa simples, especialmente quando você está à frente de diversas decisões importantes para o seu negócio. Porém, é importante reservar um espaço na sua agenda para ficar a par das tendências do mercado. Aqui, não falo apenas sobre o que o público busca, mas quais novidades estão sendo oferecidas a ele.

O que eu percebo, em muitos casos, é que o empreendedor não faz esse acompanhamento e perde oportunidades de ser o pioneiro no setor. Portanto, quando você demora a se atentar, já tem pessoas que estão lá na sua frente. Daí, você tem que correr para tirar o prejuízo. Portanto, se você é um confeiteiro empreendedor, atualize-se.

Não faltam eventos profissionais voltados justamente para esse propósito. Você, inclusive, pode aproveitar esses momentos para fazer networking e ampliar seus horizontes comerciais.

7. Invista em delivery para seu negócio

Trabalhar com delivery pode ser um complemento para a sua empresa ou mesmo o foco principal dela. Tanto é que muitos donos de lojas físicas, por exemplo, repensaram o modelo de negócio e hoje só trabalham com esse recurso. O motivo? É que eles começaram a ver que com o delivery é possível ter um baixo custo operacional e, em contrapartida, aumentar o volume de vendas e de faturamento.

Atualmente, a tecnologia está ao seu favor. Afinal, há aplicativos voltados só para a oferta desse serviço, como o iFood, em que você não precisa gerenciar sistema ou desenvolver programas próprios para vender. Com eles, é possível usar a plataforma e a base de clientes que oferecem.

Como expliquei até aqui, a confeitaria de sucesso pode ser um objetivo concretizado por você. Porém, é preciso avaliar não apenas a sua inserção na área e o seu posicionamento enquanto empreendedor, como também estar disposto a investir tempo e dinheiro no seu negócio. Com planejamento e resiliência, os resultados virão.

Gostou do post? Então, veja nosso e-book sobre como encantar seu cliente com delivery!

Por Felipe Russo

Por Felipe Russo

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

23/04/2024

Não julgue APENAS pela casca: veja como escolher os melhores legume...

23/04/2024

Embalagem de produtos: transformando compras em experiências

23/04/2024

Conheça 4 molhos para macarrão que são deliciosos

 

Ingressos disponíveis!

Garanta sua presença no evento que vai mover o mercado de Food Delivery