O que é gestão de escala e como aplicar em um estabelecimento alimentício?

Saiba como a gestão de escala pode ser aplicada em estabelecimentos alimentícios e tenha mais eficiência no seu negócio!
6 Min
gestão de escala

Manter a produtividade da equipe em um negócio alimentício envolve muitos processos que você deve considerar. Entre eles, a gestão de escala é um dos mais importantes, pois ela está diretamente ligada com o crescimento da empresa.

Negligenciada por alguns estabelecimentos, a prática é indispensável em um bom gerenciamento de equipe. Afinal, a maneira como é separada a escala pode influenciar o bem-estar de cada colaborador, gerando consequências na produtividade.

Continue a leitura para entender o que é gestão de escala e como aplicar no seu negócio!

O que é gestão de escala?

É a atividade da gestão de pessoas que busca gerenciar as jornadas dos colaboradores. A escala de trabalho é a forma que um estabelecimento determina os dias de trabalho e os de descanso de um funcionário ou de sua equipe.

De acordo com a legislação trabalhista (CLT), o trabalhador deve ter um tempo mínimo de repouso de 24 horas em pelo menos um dia da semana. Dessa forma, a escala de trabalho é uma maneira de estruturar corretamente a equipe de um empreendimento, assim como determina a CLT.

É por meio da escala de colaboradores que o estabelecimento funcionará com a quantidade ideal de funcionários. Normalmente, esse controle é aplicado em restaurantes, bares e delivery, onde é necessário usar apenas um pequeno time para diferentes jornadas de trabalho.

A escala de trabalho é a forma mais simples de organizar o funcionamento do seu negócio. O gerenciamento da equipe deve ser visto como prioridade, já que uma boa escala pode fazer o estabelecimento economizar dinheiro. Isso contribui com a escalabilidade do negócio.

Portanto, uma gestão de escala eficiente ajuda no crescimento da empresa, eliminando as despesas desnecessárias. Além disso, ajuda no aumento do engajamento e da produtividade dos colaboradores.

Como aplicar a gestão de escala no seu negócio?

Gerenciar as escalas de trabalho não é uma tarefa simples, principalmente em negócios alimentícios, em que a rotina de trabalho é bem agitada. É necessário fazer uma análise do quadro de funcionários, respeitar os horários de descanso e evitar que a produtividade dos profissionais seja afetada.

Uma gestão de escala feita de forma correta pode ajudar o empreendedor a administrar tanto a sua vida pessoal quanto profissional, além de tornar o seu negócio mais escalável. Confira algumas dicas de como aplicá-la no seu empreendimento!

Faça um planejamento

É importante tomar bastante cuidado no momento de elaborar o planejamento de escala, principalmente se você tiver um grande quadro de funcionários. Gerenciar os dias de trabalho e as folgas de cada trabalhador se torna uma tarefa ainda mais desafiadora quando se decide fazer tudo em cima da hora.

É importante que a equipe gestora tenha pelo menos todo o planejamento da escala do mês, informando para cada colaborador. Além disso, antes de gerir os dias de trabalho e descanso de cada um, é necessário saber o tipo de escala que será utilizada e as regras determinadas por lei.

Alinhe as necessidades do negócio com as do colaborador

No momento de fazer a gestão de escala, saiba que impor uma para cada funcionário não é uma boa escolha. O mais correto é avaliar tanto a necessidade do estabelecimento, como também do profissional. Assim, é possível entrar em um consenso em relação aos dias de folga.

Nesse caso, uma ótima dica é fazer uma breve entrevista com cada colaborador, para saber quais dias cada um prefere descansar.

Pode ser inviável atender ao pedido de folga de todos os funcionários ao mesmo tempo, mas você pode elaborar uma escala flexível e variável. Por exemplo, correspondendo o pedido do trabalhador em algumas semanas de trabalho no mês.

Respeite os períodos de descanso

Esse é um ponto que merece total atenção. Uma das grandes preocupações em uma gestão de escala é em relação aos períodos de descanso dos colaboradores. Isso porque a legislação tem diversas determinações sobre os períodos de folga, levando em conta o tipo de escala adotada.

Um exemplo é que cada empregado tem direito a pelo menos 11 horas para descansar antes de voltar às suas atividades. Isso quer dizer que, caso ele termine o trabalho às 21 horas, só poderá voltar às 08 horas do dia seguinte.

Além disso, é importante ficar por dentro da quantidade mínima de domingos de folga. Cada tipo de escala de trabalho possui regras definidas quanto a isso. Logo, é preciso prestar atenção antes de criar a rotina do mês.

Analise o desempenho do colaborador

Um bom planejamento de escala deve considerar a produtividade da equipe. Ainda mais quando falamos de plantões ou daquelas escalas que variam muito de acordo com o mês.

Avaliar o desempenho dos funcionários ao longo dos meses pode ajudar a equipe de gestão a identificar quais são as melhores escalas de trabalho para cada um deles. Dessa forma, é possível encontrar maneiras de aumentar a produtividade de todo o time.

Invista em tecnologia para a gestão de escala

Fazer todo o controle de escala manualmente, por meio de tabelas impressas ou planilhas, pode causar problemas e um grande estresse. Nesse sentido, a tecnologia é uma grande aliada, já que ela evita erros básicos e divergência de informação.

Além disso, existem sistemas de gestão que garantem que você tenha total controle sobre as horas trabalhadas de cada colaborador. Também dá para exportar esses dados para a folha de pagamento.

Cartões de vale-refeição, vale-transporte e controle de banco de horas também são facilidades que podem contribuir com a melhoria de toda a gestão de equipe.

Torne o sistema flexível

Contar com uma gestão de escala de trabalho flexível ajuda muito na experiência do funcionário na empresa. Isso porque deixa o equilíbrio entre vida profissional e pessoal mais fácil.

Por isso, é essencial estabelecer regras claras para mudança de horário que podem, até mesmo, ser incluídas em uma espécie de manual do empregado. Dessa forma, é necessário definir:

  • antecedência necessária;
  • local onde a requisição será feita;
  • frequência máxima.

É importante destacar também a necessidade de garantir que essas mudanças não prejudiquem os projetos e prazos que o funcionário ou sua equipe esteja trabalhando.

Como você viu, a gestão de escala é fundamental para o crescimento sustentável do negócio. Afinal, ela contribui para a eficiência operacional e a maior flexibilidade dos horários da sua equipe.

Se você deseja aumentar os ganhos do seu estabelecimento, aproveite e aprenda agora como calcular a rentabilidade e lucratividade do negócio!

Por iFood

Por iFood

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

23/04/2024

Não julgue APENAS pela casca: veja como escolher os melhores legume...

23/04/2024

Embalagem de produtos: transformando compras em experiências

23/04/2024

Conheça 4 molhos para macarrão que são deliciosos

 

Ingressos disponíveis!

Garanta sua presença no evento que vai mover o mercado de Food Delivery