Cartão fidelidade: o que é e como funciona

Como criar um cartão fidelidade? Da dinâmica da promoção ao prêmio, das regras à versão digital. Confira tudo neste post!

Como pessoa consumidora, você possivelmente já usou um cartão fidelidade. Presente nos mais variados segmentos, a estratégia é um interessante diferencial para potencializar os resultados em bares, restaurantes, lanchonetes e similares.

Usar algumas estratégias pode garantir que seu cartão seja um sucesso. Isso vai desde a escolha da premiação até a forma de apresentação — em papel impresso ou na versão digital.

Continue a leitura e saiba como usar o cartão fidelidade no seu negócio!

O que é um cartão fidelidade?

O cartão fidelidade é uma iniciativa para recompensar os clientes por suas compras frequentes. O cliente acumula pontos a cada compra, e, ao atingir determinada quantidade de pontos, ganha um benefício, como um desconto ou brinde. Trata-se de um recurso estratégico muito eficaz para a fidelização de clientes, que, quando bem-planejado, beneficia tanto o cliente como o negócio.

O tradicional cartão de fidelidade de papel é mais comum em estabelecimentos do ramo alimentício. A cada pedido, o cliente ganha um carimbo nesse cartão, e, ao alcançar certa quantia de carimbos, recebe uma recompensa. As regras básicas para um cartão são essas, mas os detalhes da estratégia ficam a critério da empresa.

Com a tecnologia cada vez mais presente nos estabelecimentos comerciais, uma das inovações são os cartões fidelidade digitais. Como você pode imaginar, o princípio é o mesmo, mas há uma versão virtual, que pode aparecer diretamente na tela do celular do cliente.

A versão digital tem vantagens tanto para o empreendimento como para a clientela — e até mesmo para o meio ambiente, já que é uma alternativa mais sustentável. A empresa, por sua vez, não precisa direcionar recursos para a impressão de cartões.

Para o cliente, usar um cartão fidelidade digital costuma ser mais prático, já que as pessoas normalmente andam com o celular. Além disso, o risco de perder o cartão e não conseguir comprovar a pontuação atingida é muito menor dessa forma.

Quais são as vantagens de um cartão fidelidade?

Você já sabe que essa é uma estratégia importante para fidelizar clientes, mas o cartão fidelidade também pode servir para atrair novos clientes. Além disso, contribui para o fortalecimento da marca. Entenda melhor essas vantagens a seguir.

Fidelização de clientes

Em especial para um restaurante, lanchonete, bar ou semelhante, manter clientes assíduos é altamente vantajoso. Ao implementar o cartão fidelidade, você incentiva as pessoas a retornar ao seu estabelecimento.

Quem trabalha perto, por exemplo, pode se beneficiar frequentando o local todos os dias no intervalo de almoço ou após o expediente. O mesmo se aplica à opção de pedir delivery.

Se você oferece um cartão fidelidade para esses clientes, dá um incentivo a mais para que eles escolham o seu estabelecimento, em detrimento de outros. Afinal, haverá um bônus.

Fortalecimento da marca

Há outro poder intrínseco na implementação de um programa de fidelidade: o fortalecimento da sua marca. Ao criar essa relação em que o consumidor é recompensado por ser fiel, esse vínculo se torna cada vez mais sólido, e a sua marca é lembrada com uma frequência bem maior.

Atração de novos clientes

Não se pode esquecer, também, da capacidade que essa ação tem de atrair uma nova clientela. Afinal, ao saber que o seu estabelecimento oferece cartão fidelidade, é provável que as pessoas escolham conhecê-lo ou pedir delivery, em vez de priorizar a concorrência. Elas já sabem que, caso gostem do serviço e dos itens, é vantajoso recorrer ao seu estabelecimento novamente no futuro.

Como estruturar os prêmios e recompensas?

Para que a sua estratégia dê certo, tenha vida longa e traga bons resultados, é preciso ficar atento a alguns pontos. Veja os principais a seguir e adapte-os ao seu modelo de negócio!

Conheça seu cliente

É de grande importância, antes de tudo, saber os hábitos dos seus clientes e que tipo de benefício será mais interessante para eles. Se você quer aumentar o movimento na hora do almoço, perceba como é o fluxo diários de pedidos, qual o valor médio de gastos, se há o consumo de bebidas e sobremesas etc. A partir desses dados, será possível seguir para o próximo passo.

É interessante fazer uma pesquisa com seus consumidores mais fiéis — por exemplo, por meio de uma enquete online. Assim, você descobre o que eles gostariam como prêmio em seu cartão fidelidade.

Defina o acúmulo de pontos e a recompensa

Suponha que você deseja mais clientes na hora do almoço e também que eles gostam de sobremesas, mas não as pedem sempre devido ao preço. Nesse caso, uma boa ideia seria determinar que, a cada X refeições, o cliente ganha uma sobremesa.

É claro que essa definição de acúmulo de pontos e do prêmio vai depender da realidade do seu estabelecimento, principalmente em termos financeiros. Mas tenha em mente que essa é uma relação de troca: ambas as partes ganham.

Crie as regras

Para que tudo fique claro e nenhum cliente se sinta prejudicado, é essencial definir cada detalhe das regras. Exponha de maneira objetiva aspectos como:

  • forma de juntar pontos;
  • valor limite para o prêmio, se for o caso;
  • prazo para acumular esses pontos;
  • quantidade de pedidos que devem ser feitos;
  • valor mínimo por compra;
  • recompensa a ser dada ao cliente que atingir o objetivo proposto.

É possível montar o seu cartão de fidelidade para clientes em uma plataforma de delivery. Algumas permitem, por exemplo, configurar todas as regras, e a existência da condição será destacada junto ao nome do seu estabelecimento no aplicativo.

Como o cartão fidelidade auxilia no fluxo de caixa?

O cartão fidelidade pode ser um bom aliado do fluxo de caixa, pois atrai um número maior de clientes novos e ajuda a fidelizá-los. Afinal, trata-se de uma ação poderosa de atração e retenção de clientes, bem como de valorização da marca. O resultado é o aumento na receita fixa, o que é fundamental para qualquer negócio.

Apesar disso, alguns empresários podem ter dúvidas sobre certos benefícios, como oferecer comida de graça. Nesses casos, é preciso considerar a quantidade de vezes anteriores que a pessoa teria consumido.

Imagine que uma lanchonete faz uma promoção da seguinte forma: a cada dez combos de lanche, o cliente ganha o décimo primeiro gratuitamente. Seria, provavelmente, o suficiente para cobrir os custos e ainda lucrar.

Se, mesmo assim, você não tem segurança dos resultados em relação aos custos para o seu estabelecimento, é interessante estabelecer um valor limite para o prêmio. Por exemplo: “a cada 10 pedidos, ganhe 1, no valor máximo de R$ 50”. Ou seja, o valor que exceder os R$ 50 no décimo primeiro pedido fica por conta do cliente.

O cartão fidelidade é um interessante diferencial competitivo e pode ser bem vantajoso para o seu estabelecimento. Se ainda tem dúvidas, avalie a estratégia ideal para agradar os seus clientes e, ao mesmo tempo, garantir a segurança financeira do seu negócio.

Gostou deste post? Aproveite a visita para aprender mais sobre fidelização de clientes!

Por iFood

Por iFood

5 respostas

    1. Oi, Bruno! Você poderia entrar em contato pela opção de atendimento no Portal do Parceiro? Basta clicar em “Chamados e ajuda” no menu lateral, depois em “Atendimento” no canto superior da tela. Assim, conseguiremos te auxiliar ainda mais. 🙂 Aguardamos sua mensagem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

20/05/2024

Confira como foi o Fórum de Restaurantes de Maio

20/05/2024

Embalagem para marmita: 6 melhores opções

19/05/2024

Promoção de vendas: 5 dicas para o seu sucesso