Como usar a Inteligência Artificial em 4 passos

Quer aprender como usar inteligência artificial? Confira 4 passos fundamentais para você usar essa tecnologia na sua rotina!
5 Min
como usar inteligência artificial

Nos dias de hoje, é fundamental saber como usar inteligência artificial para impulsionar a produtividade, otimizar tarefas e aprimorar a experiência do cliente, principalmente quando se trata de estabelecimentos alimentícios.

Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo.

As inúmeras ferramentas de IA oferecem soluções inovadoras e personalizadas que podem transformar a maneira como você lida com as tarefas diárias. Por isso, é necessário entender suas vantagens e funcionamento, na prática.

Continue a leitura para aprender como usar Inteligência Artificial em 4 passos! 

1. Tenha um primeiro contato com a IA

Primeiro de tudo, é importante entender o que é a Inteligência Artificial e suas possibilidades. Trata-se de um campo da ciência da computação que se dedica a criar máquinas capazes de simular o pensamento humano. 

Por meio de algoritmos inteligentes, a IA pode realizar tarefas complexas, como reconhecimento de voz, análise de dados e tomada de decisões.

Imagine poder contar com um assistente virtual que aprende com suas interações e fornece respostas personalizadas. A IA tem o potencial de transformar completamente a forma como lidamos com nossas tarefas diárias.

No setor alimentício, por exemplo, a Inteligência Artificial desempenha um papel fundamental na otimização de processos e na melhoria da experiência dos clientes. Ela pode ser aplicada em diversas áreas, desde o atendimento ao cliente até a gestão de estoque e aprimoramento do cardápio.

2. Entenda as tarefas mais operacionais da sua rotina 

Compreender as tarefas mais operacionais da sua rotina é fundamental para identificar oportunidades de aplicação da Inteligência Artificial e aproveitar seus benefícios. 

Se você é um gestor responsável por entrevistar candidatos para uma vaga, por exemplo, a IA pode ser uma aliada no processo seletivo. Em vez de dedicar tempo precioso para realizar as perguntas iniciais da entrevista, você pode utilizar a IA para automatizar essa etapa.

Isso permite que você concentre seus esforços na avaliação de aspectos mais subjetivos e nas habilidades interpessoais dos candidatos.

Outro exemplo de aplicação da IA é no setor de atendimento ao cliente de um delivery. Com o aumento da demanda e a necessidade de agilidade nas respostas aos clientes, os chatbots se tornaram uma ferramenta valiosa. 

Esses assistentes virtuais, alimentados por Inteligência Artificial, são capazes realizar diversas tarefas, como:

  • responder a perguntas frequentes;
  • apresentar o cardápio da sua loja;
  • coletar as informações necessárias do pedido, como itens e local de entrega;
  • orientar o cliente sobre o recebimento do pedido e pagamento.

Essa automação do atendimento reduz o tempo de espera dos clientes e libera a equipe de atendimento para lidar com questões mais complexas, que requerem um toque humano.

3. Explore as ferramentas 

Existem diversas ferramentas de IA disponíveis para as mais variadas atividades. Desde chatbots e assistentes virtuais até algoritmos de análise de dados e reconhecimento de padrões. Cada uma delas pode ser aplicada conforme a necessidade e objetivo específico.

No entanto, uma ferramenta que se destaca é a Anota AI. Essa plataforma utiliza a IA para auxiliar um delivery a anotar as informações dos pedidos, como endereço e itens solicitados. Logo, ela atua diretamente no relacionamento com o cliente.

Com o reconhecimento automático dessas informações, o processo de entrega se torna mais ágil e eficiente, permitindo que os entregadores se concentrem em seu trabalho principal: entregar os pedidos de forma rápida e precisa.

Com essa tecnologia, os atendentes de delivery não precisam mais perder tempo preenchendo manualmente as informações dos pedidos em papel ou digitando em dispositivos. 

Isso porque a Anota AI utiliza técnicas avançadas de processamento de imagens e reconhecimento de texto para capturar e registrar as informações de forma automática.

Além disso, a ferramenta também minimiza erros de anotação, proporcionando uma experiência mais confiável e precisa para os clientes. 

4. Dê um toque de humanização

Embora a Inteligência Artificial seja capaz de realizar tarefas de forma automatizada e eficiente, é fundamental lembrar que a presença humana é um elemento indispensável para garantir a qualidade das interações e resultados.

Por mais avançada que seja a IA, é importante manter um olhar humano sobre suas entregas.

Ao aplicar IA nas atividades diárias, tenha em mente que ela é uma ferramenta a seu serviço e não um substituto completo para as interações humanas. 

A Inteligência Artificial pode ajudar a otimizar processos, fornecer respostas rápidas e personalizadas, mas não pode substituir a conexão emocional que surge a partir de uma comunicação genuinamente humana.

Por exemplo, no setor de atendimento ao cliente, embora os chatbots possam fornecer respostas rápidas e resolver problemas comuns, é importante que os clientes saibam que há uma equipe humana pronta para atendê-los em casos mais complexos ou situações que exijam um toque pessoal. 

É necessário que os clientes sintam que estão sendo ouvidos e que suas necessidades e preocupações são levadas a sério.

Seguindo os quatro passos abordados neste post sobre como usar a inteligência artificial, certamente você estará capacitado a explorar todo o potencial da ferramenta, impulsionando sua produtividade, otimizando tarefas e aprimorando a experiência do cliente. 
Aproveite e baixe gratuitamente o e-book sobre Inteligência Artificial para negócios alimentícios!

Por iFood

Por iFood

5 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

17/05/2024

Desvendando o ciclo do pedido: etapas, como medir e desafios

16/05/2024

À la carte: o que é, como funciona e dicas essenciais

15/05/2024

Negócios lucrativos: quais são e como garantir sucesso?