Esfiharia: essa é uma boa oportunidade de negócio?

Quais são as etapas para montar uma esfiharia? O que é preciso saber antes de começar? Leia o post e tire suas dúvidas!

A comida de origem árabe é amada em várias partes do Brasil. Do kibe ao falafel, a culinária de países como Líbano e Síria têm seus adeptos fiéis. Por isso, não é de se estranhar que um empreendimento em especial esteja cada vez mais popular por aqui: a esfiharia.

Contudo, muito além de conhecer os ingredientes básicos, o empreendedor interessado em montar esse tipo de negócio precisará contornar outros desafios: as etapas iniciais da implementação de um serviço de entrega, a montagem do cardápio e o estudo desse mercado, por exemplo.

Continue a leitura para entender mais sobre o universo das esfiharias e como montar a sua!

Qual a margem de lucro de uma esfiharia?

A margem de lucro de uma esfiharia pode variar conforme o preço que você gasta para preparar o produto. Uma boa dica é multiplicar o custo de cada item por 3 — com isso, você chega a um valor razoável para colocar a sua esfiha no mercado.

Isso porque não basta apenas definir o preço final e subtrair o quanto você gastou para encontrar a sua margem de lucro. Também é preciso considerar os gastos com aluguel, água, luz e funcionários. Se você multiplica por 3, é as chances são maiores de obter o lucro.

Imagine que você gasta 90 centavos para criar uma esfiha simples. Ao multiplicar o valor por 3, o preço de venda para o consumidor final será de R$2,70. Logo, é possível garantir o seu lucro e evitar prejuízos. Com o tempo, poderá criar receitas mais elaboradas, com produtos um pouco mais caros, mas que tragam vantagem competitiva para o seu negócio.

Caso o seu objetivo seja apenas montar um serviço de entrega em casa, a sua margem de lucro tende a aumentar, uma vez que gastos com aluguel e funcionários seriam reduzidos.

Qual o valor para abrir uma esfiharia?

O valor para abrir uma esfiharia depende de diversos fatores, como a localização do empreendimento, o prazo de retorno esperado e o tamanho da equipe. Veja um exemplo bem-sucedido: a milionária franquia Mr. Esfiha, que nasceu no Espírito Santo e se espalhou para o Brasil, teve um investimento inicial de 85 mil reais.

No caso dessa franquia, o prazo de retorno estabelecido pelos empreendedores era de 10 a 12 meses. No entanto, também é possível encontrar exemplos mais modestos, como serviços de entrega que exigem um investimento entre 20 e 30 mil reais, de acordo com o site especializado Esfiha de Sucesso.

Quer um exemplo ainda mais interessante? O Kalik Ligue-Esfiha começou com um investimento de R$ 10 mil reais. Alguns anos depois, o faturamento ultrapassou os R$ 2 milhões.

Esses exemplos mostram que não há uma receita única para o sucesso. Do mesmo modo, servem como motivação para quem julga ter uma baixa quantidade em mãos para iniciar.

O que precisa para abrir uma esfiharia delivery?

Agora, chegou a hora de apresentar os passos iniciais para abrir um restaurante especializado em esfihas, da etapa de planejamento até a escolha do local. Confira!

Planejamento inicial

A primeira etapa para montar uma esfiharia é o planejamento. Esse processo passa pela avaliação do mercado local, pela definição do público-alvo e de um plano de negócio. Nesse momento inicial, você também pode começar a pensar nos diferenciais do empreendimento, como receitas especiais.

Além disso, defina os tipos de esfihas que serão oferecidos inicialmente, as embalagens para o delivery e a plataforma de entrega.

O importante é buscar algum tipo de vantagem competitiva já no início. Claro que oferecer as opções mais tradicionais é importante para abranger um número maior de clientes, mas procure alternativas para se destacar e para melhorar o sabor do produto final.

Legalização do negócio

Para vender comida via plataformas de serviços de entrega, como o iFood, será preciso legalizar a sua empresa. Assim, é necessário obter um CNPJ. Uma boa dica é começar como MEI, uma categoria com uma abertura mais simples (não será preciso gastar muito dinheiro com um contador) e sem custos iniciais.

Também é necessário se informar em relação às normas sanitárias da Anvisa para serviços de entrega. Não deixe de ler o post do iFood sobre o tema.

Escolha de fornecedores

Se você quer se destacar em meio a outros negócios de qualidade, precisará de bons fornecedores. De modo geral, eles garantam ingredientes diferenciados, mas é importante que os preços cobrados sejam competitivos, ao menos no início do negócio.

Para abater os preços, proponha parcerias, como a entrega de materiais por um período prolongado — 6 meses, por exemplo. Tire todas as dúvidas sobre a logística de entrega, para que os insumos cheguem frescos e dentro do prazo acordado.

Lembre-se de que a boa escolha dos fornecedores também passa pelos seus próprios estudos sobre o preparo de esfihas e comida árabe. Portanto, leia sobre ingredientes como zaatar e os diferentes modos de integrar hortelã, entre outros.

Equipamentos essenciais

Você pode até começar uma esfiharia na cozinha de casa, mas precisará de equipamentos adequados. O preparo de esfihas se beneficia de fornos específicos, como aqueles que contam com placas refratárias.

Não se esqueça de itens como processadores e liquidificadores. Avalie os custos desses equipamentos e busque boas marcas, mas que pratiquem preços acessíveis. Fique de olho nas ofertas em mercados online e anúncios na imprensa!

Escolha da equipe

Uma noite lucrativa no serviço de entrega exige, provavelmente, o preparo de diversos tipos de esfihas. Fazer isso sozinho é impossível, então é necessário contar com uma equipe de funcionários qualificados. Não apenas para a cozinha, mas também uma pessoa para acompanhar os pedidos na plataforma.

Montagem de cardápio

Um cardápio diferenciado é o que fará os clientes escolherem a sua esfiha em detrimento dos concorrentes. Por isso, aposte em receitas mais simples, já que nem todo mundo gosta de inovações, mas busque se destacar com opções únicas.

Assim, além da clássica esfiha tradicional de carne, queijo ou frango, uma ideia criativa é apostar em uma opção vegana ou vegetariana, o que amplia o seu público. Isso porque há pessoas que pararam de comer carne, mas que ainda se apegam aos itens que se adaptam ao que elas já consumiam anteriormente.

A esfiha é originária de países árabes como a Síria e o Líbano, ou seja, que apresentam uma riquíssima história culinária. Que tal buscar inspiração e estudar outros ingredientes dessa região?

Escolha do local

Por fim, o ideal é escolher um local que tenha fácil acesso para entregas, com estacionamento para motos e um lugar para entregadores aguardarem o preparo dos pedidos.

Avalie a possibilidade de atender somente nos bairros vizinhos ou de ampliar o raio de atendimento — mas lembre-se de que você precisará informar um prazo maior para a chegada das esfihas.

Como montar uma pequena esfiharia na prática?

Caso o seu objetivo seja vender em um ponto físico, uma barraquinha simples será o suficiente para preparar o seu produto. Mas se você quer investir apenas no delivery, pode começar na cozinha de casa. De acordo com o site Montar um Negócio, um espaço de 20 metros quadrados já é o suficiente para iniciar.

Conforme as suas receitas forem se tornando mais elaboradas e a demanda crescer, você precisará de um local um pouco maior — mas aí será uma boa notícia, uma vez que você terá um sinal claro de que o seu produto já garantiu uma clientela regular.

Entender os principais pontos relacionados à abertura de uma esfiharia é uma maneira de aumentar as suas chances de entrar nesse mercado já com o pé direito. Há espaço tanto para pequenos empreendedores quanto para franquias mais ambiciosas, com a possibilidade de ter um ótimo retorno sobre o investimento inicial.

Gostou das informações? Para acertar na montagem do negócio, saiba mais sobre como abrir uma empresa!

Por iFood

Por iFood

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

12/04/2024

Melhoria Contínua no Atendimento do iFood: conheça o Botão de Ajuda

12/04/2024

Aprenda a técnica food porn para caprichar nas fotos de comida

11/04/2024

Feedback do cliente: saiba como tirar proveito