Quanto custa para abrir uma empresa?

Tem dúvidas sobre quanto custa para abrir uma empresa? Leia este post e conheça os principais custos diretos, indiretos e impostos!
9 Min
quanto custa para abrir uma empresa

Você sabe quanto custa para abrir uma empresa? Muitos empreendedores têm o sonho de criar seu próprio negócio, mas nem sempre estão cientes dos custos envolvidos nessa jornada. 

Desde os gastos iniciais até os custos operacionais contínuos, é crucial entender as despesas associadas à abertura de um estabelecimento para evitar surpresas desagradáveis e garantir uma base financeira sólida.

Continue lendo e entenda quais são os custos necessários para empreender!

Quanto custa para abrir uma empresa?

O custo para abrir um empreendimento pode variar dependendo de diversos fatores. Eles são divididos em custos pré-operacionais, custos operacionais e taxas associadas ao registro e legalização. Acompanhe!

Custos pré-operacionais

Custos pré-operacionais são os gastos e despesas que uma empresa tem antes do início das operações. Eles são essenciais para o planejamento do negócio. Para que você consiga ter uma melhor compreensão sobre os custos pré-operacionais, vale a pena conhecer os exemplos. Confira a seguir!

Pesquisa de Mercado

Antes de iniciar um negócio, é importante realizar uma pesquisa de mercado para entender o público-alvo, identificar concorrentes, analisar as tendências do mercado e determinar a viabilidade do negócio. 

Isso pode envolver a contratação de empresas especializadas em pesquisa de mercado, a realização de estudos de mercado, a coleta de dados relevantes, entre outros fatores.

Elaboração do Plano de Negócios

Um plano de negócios é um documento detalhado que descreve a visão, missão, objetivos, estratégias e projeções financeiras de um empreendimento. A elaboração do plano de negócios requer tempo, pesquisa e análise cuidadosa para estabelecer uma estrutura sólida para o empreendimento. 

[rock-convert-cta id=”9927″]

Registro da Empresa

Para operar legalmente, uma empresa deve ser registrada junto aos órgãos competentes, como a obtenção de um CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica) no Brasil. Isso pode envolver taxas de registro, honorários advocatícios e outros custos relacionados ao processo de legalização do estabelecimento.

Consultorias Jurídicas e Contábeis

A contratação de consultores jurídicos e contábeis pode ajudar a estruturar corretamente o negócio, reduzir custos, fornecer orientações sobre questões regulatórias, auxiliar na elaboração de contratos e garantir uma gestão financeira adequada desde o início.

Custos operacionais

Os custos operacionais são os gastos contínuos e recorrentes associados ao funcionamento diário de um estabelecimento. 

Eles são essenciais para manter as operações em andamento e podem variar conforme o tipo de negócio, tamanho da empresa e setor de atuação. Vale lembrar que aqui entram os custos fixos e os custos indiretos. Veja alguns exemplos:

  • aluguel de espaço;
  • salários dos funcionários;
  • contas de serviços públicos;
  • marketing e publicidade;
  • despesas com suprimentos;
  • impostos sobre vendas e tarifas de licença;
  • serviços financeiros.

    [rock-convert-cta id=”17182″]

    Taxas e custos associados ao registro e legalização

    O processo de registro e legalização de uma empresa envolve taxas e custos que variam conforme o país e o estado em que se pretende abrir o negócio. 

    É importante pesquisar as exigências específicas do local para entender os custos envolvidos e garantir a conformidade com a legislação vigente. Entre os principais custos e taxas comuns associados ao registro e legalização de um empreendimento, estão:

    • taxa de registro;
    • honorários advocatícios e contábeis;
    • taxas de licenciamento e alvarás;
    • taxas de publicação;
    • Taxas de patente e registro de marca.

    Como determinar o capital inicial necessário para abrir uma empresa?

    Estabelecer o capital inicial necessário para abrir uma empresa é uma etapa crucial no processo de planejamento financeiro do negócio. 

    É importante ter uma compreensão clara dos custos envolvidos para garantir que haja recursos financeiros suficientes para cobrir as despesas iniciais e sustentar as operações até que a empresa comece a gerar receita. Aqui estão algumas considerações importantes ao determinar o capital inicial necessário:

    • identifique os custos de abertura: faça uma lista detalhada de todos os custos associados à abertura do negócio, incluindo os custos pré-operacionais e os custos operacionais iniciais;
    • pesquise os custos específicos do setor e da localização: Pesquise as necessidades específicas do seu setor e considere os custos relacionados à infraestrutura, fornecedores, regulamentações e licenças específicas do seu negócio;
    • aproveite as opções de financiamento disponíveis: você pode obter empréstimos bancários, investidores, programas de incentivo, recursos próprios, entre outros.

    Quais impostos e taxas uma empresa deve pagar regularmente?

    Uma empresa está sujeita a uma variedade de impostos e taxas que devem ser pagos regularmente. Os valores podem depender da sua localização, tipo de negócio, faturamento e tributação. Confira a seguir!.

    ICMS – Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços

    ICMS é o imposto estadual cobrado na movimentação de mercadorias entre os estados do Brasil. Cada unidade federativa tem a sua alíquota, que pode variar entre 7% e 18%. Por isso, é necessário consultar o site de cada Estado e realizar uma consulta sobre o valor correto.

    ISS – Imposto sobre Serviços de qualquer natureza

    O ISS é um imposto municipal. Ele está relacionado à Nota Fiscal de Serviço, um dos documentos mais importantes no dia a dia de um empreendedor. Como o seu próprio sugere, o seu valor é calculado a partir do serviço prestado.

    Lembrando que as alíquotas mudam em cada município. Então, não esqueça de descobrir qual é o valor do ISS para não pagar menos ou mais do que o necessário.

    PIS/Pasep – Programa de Integração Social/Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público

    O PIS é uma contribuição paga ao contribuinte do setor privado. Enquanto o Pasep é destinado aos trabalhadores da área pública. Eles são pagos todo o mês. Os valores são calculados a partir da folha de pagamento ou do faturamento da gestão.

    INSS – Previdência Social

    INSS se refere ao percentual que o empreendedor paga ao Estado para assegurar aos funcionários:

    • auxílio-acidente;
    • salário-família;
    • salário-maternidade;
    • pensão por morte;
    • aposentadoria por invalidez, idade ou tempo de contribuição.

    Cofins – Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social

    Tributo com a finalidade de financiar os programas sociais do governo, os fundos previdenciários e os investimentos em saúde pública. Vale lembrar que o Cofins incide sobre o faturamento bruto da gestão.

    IRPJ – Imposto de Renda de Pessoa Jurídica

    É um imposto federal que incide sobre o lucro das empresas. A alíquota pode variar conforme o regime tributário escolhido pela empresa, como o Simples Nacional, Lucro Presumido ou Lucro Real.

    CSLL – Contribuição Social sobre o Lucro

    É um imposto federal que incide sobre o lucro líquido das empresas. Assim como o IRPJ, a alíquota pode variar de acordo com o regime tributário escolhido.

    CPP – Contribuição Previdenciária Patronal

    Imposto empresarial vinculado ao INSS. Portanto, contribui garantindo o funcionamento da Previdência Social. O seu valor é calculado com base na folha de pagamento do colaborador.

    Agora que você já sabe quanto custa para abrir uma empresa, lembre-se de fazer uma pesquisa mais aprofundada e procurar aconselhamento profissional para suas necessidades específicas. Isso porque os valores e custos mencionados no conteúdo podem variar dependendo do país, estado e tipo de negócio.
    Aproveite e baixe gratuitamente o e-book de capacitação para o empreendedorismo!

    Por iFood

    Por iFood

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


    Parceiro iFood recebendo pedido.

    Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

    POSTS RELACIONADOS

    21/06/2024

    Dia das Crianças: o que vender nessa data?

    20/06/2024

    Marketing para restaurantes: especialista mostra como começar

    19/06/2024

    Como funciona o Imposto de Renda MEI?

     

    Ingressos disponíveis!

    Garanta sua presença no evento que vai mover o mercado de Food Delivery