Canva: dicas práticas para usar a ferramenta!

O que é o Canva e por que falam tanto dessa plataforma? Conheça as ferramentas e saiba como usá-las no seu negócio!
13 Min
Canva: pessoa tirando foto de comida com smartphone

Sem tempo para ler? Clique no play para ouvir este conteúdo!

O uso de ferramentas digitais com diferentes funcionalidades faz toda a diferença no trabalho da pessoa empreendedora, principalmente por trazerem mais profissionalismo em determinadas tarefas, sem muito esforço para isso. Quando o assunto é conteúdo visual, por exemplo, o Canva se destaca como um excelente recurso.

Com 100 milhões de usuários mensais, e famoso por criar peças visuais de um jeito simples e intuitivo, o Canva é um ótimo aliado na divulgação de um estabelecimento. Afinal de contas, mesmo não sendo profissional da área, você consegue aplicar diversos recursos da ferramenta para artes bem criativas — e o melhor, disponíveis gratuitamente.

Quer saber o que é Canva e como usá-lo a favor de sua marca? Temos ótimas dicas, confira!

O que é Canva?

O Canva é uma plataforma digital de design gráfico lançada em 2013, voltada para criação de diversos tipos de imagens e conteúdos visuais. Sua estrutura é colaborativa, favorecendo a atualização e a inovação constante dos modelos disponíveis. Desse modo, é possível sempre encontrar novas inspirações e criar artes mais atrativas.

Atualmente, o Canva está disponível em 190 países, e em 100 idiomas, trazendo uma nova forma de se relacionar com o design e a produção de conteúdo. Na plataforma, você pode criar logotipos, apresentações em slides, convites, panfletos de propaganda e vários outros formatos de mídia personalizada.

Não é à toa que os conteúdos produzidos no Canva são utilizados por diversos estabelecimentos para a criação de cartões de visita, cardápios, imagens para posts em redes sociais, cartazes, conteúdos de e-mail marketing, entre várias outras artes úteis para a divulgação da marca.

Como a ferramenta funciona na prática?

O Canva tem desde planos gratuitos até especializados para empresas. Além disso, conta com versões para diferentes sistemas operacionais (Windows, macOS, Android, iOS etc.) e diversos dispositivos, como computadores, tablets e smartphones. Isso só tem a acrescentar na usabilidade, já que seu acesso é bem democrático e alcança praticamente todos os públicos e necessidades.

Outro ponto positivo é que não é difícil aprender como usar o Canva. Como dissemos, a interface da plataforma é intuitiva, e o que não faltam são tutoriais para descobrir como integrar diferentes funcionalidades a fim de ter artes cada vez mais criativas — sem precisar ser especialista em marketing digital ou identidade visual.

Explorar o Canva é bem simples e gostoso, porque você vai descobrindo novas funcionalidades à medida que mexe nas ferramentas. Dá para inserir um logotipo e slogan a uma imagem que tem a ver com o seu negócio e até padronizar estilos e cores.

Como ele é um espaço colaborativo, dá para deixar um comentário sobre a sua experiência de uso. Assim, os desenvolvedores do Canva podem pensar em melhorias e deixar o recurso a cada dia mais completo para você.

Outro ponto bacana é que, após a criação da arte, você pode guardá-la em pastas que ficam salvas em nuvem — sem pesar a memória do seu celular ou computador. Esse tipo de armazenamento online é uma vantagem que facilita o compartilhamento, permitindo o uso das imagens por todas as pessoas da sua equipe, por exemplo.

Qual é a diferença entre a versão gratuita e paga?

Se a sua dúvida é o que muda entre os planos do Canva, saiba que as maiores diferenças entre as opções estão na quantidade de ferramentas disponíveis, no número de pessoas que podem fazer parte de uma equipe e, claro, nos valores. Veja só!

Versão gratuita

Na versão gratuita, estão disponíveis mais de 100 formatos de imagens e 250 mil modelos. Além disso, é possível convidar pessoas para editar e criar peças com você. Todos os conteúdos produzidos ficam salvos em nuvem, com armazenamento de até 5 GB.

Versão paga

Já as opções pagas se dividem em Canva Pro, a partir de R$ 289,90 por ano, e Canva para Equipes, a partir de R$ 449,90 anuais. Suas principais diferenças são o acesso ilimitado aos inúmeros recursos e o armazenamento online de até 1 TB — bastante coisa!

Além disso, ambas as versões pagas permitem criar pastas específicas para projetos compartilhados entre a equipe e oferecem uma quantidade maior de modelos. Há também a funcionalidade que ajuda a redimensionar as imagens de forma ilimitada, sem falar do suporte ao cliente 24 horas.

O Canva para Equipes conta também com a possibilidade de emitir relatórios e insights sobre o time. Para negócios que trabalham com muitos profissionais, essa é uma vantagem para acompanhar todo o trabalho.

Como usar o Canva?

Independentemente do plano que você escolher, pagou ou gratuito, essa é uma excelente ferramenta para ajudar nos negócios. Entender melhor sobre o tema e se capacitar para utilizá-lo a favor da sua empresa vai ajudar a ter cada vez mais sucesso.

Desse modo, o que acha de aprender alguns truques da plataforma? Veja como usar o Canva para fazer artes para as redes sociais e vários outros conteúdos!

Explore

O primeiro passo para aprender a usar a plataforma é explorar tudo o que ela oferece. Visite a biblioteca de modelos e confira as diferentes categorias. Assim, você pode encontrar temas, dimensões e elementos que combinem com o que você procura para a sua empresa. Depois, é só salvá-los para usar futuramente nas redes sociais, criar um site ou qualquer outra divulgação.

Uma novidade é a ferramenta de Inteligência Artificial do Canva, lançada para 125 milhões de usuários em 2023. Chamada de Magic, ela se divide em:

  • Magic Design — permite criar modelos de design personalizados a partir de uma imagem ou estilo;
  • Magic Presentation — em que você cria apresentações de slides a partir de um prompt (comando);
  • Magic Write — uma ferramenta de redação disponível no Canva Docs, que gera textos e ajuda a dar forma ao seu rascunho inicial com rapidez.

Com a ferramenta de Inteligência Artificial do Canva, você ainda consegue identificar lugares nas imagens para adicionar ou remover elementos e até fazer uma tradução para idiomas adicionais.

Aproveite os templates

Definir as dimensões e os modelos para diferentes artes não é uma tarefa fácil. Até mesmo quando se trata de uma plataforma específica, como o Instagram, que trabalha com diferentes formatos, como posts para o feed, Stories e Reels.

Para facilitar a sua vida, O Canva oferece vários templates (modelos) e você pode personalizá-los conforme a identidade visual do seu negócio. Com isso, todas as suas postagens podem ter um padrão semelhante e reforçar a marca. Quer mais uma dica aqui? Aproveite outras ferramentas em alta, como o chatGPT, para planejar ótimos posts nas suas redes sociais.

Crie seus próprios modelos

Não quer usar os modelos do Canva? Também dá para enviar fotos, imagens de fundo e criar as suas artes do zero. Tem até como tirar o fundo de uma imagem no Canva se você quiser. Aproveite a ferramenta “Grade” da sessão “Elementos” para fazer todas as alterações e inserir detalhes do seu jeito.

O uso de ferramentas disponíveis na internet, gratuitas ou pagas, transforma a gestão de qualquer negócio. Por isso, agora que você sabe como usar o Canva, vale a pena aproveitar cada recurso para ter mais oportunidades de investir em um marketing viral, garantir um diferencial e ter ainda mais sucesso no mercado.

Gostou deste post? Então, veja também como tirar fotos de comida com o celular para montar um cardápio e criar anúncios de dar água na boca do seu público!

Por iFood

Por iFood

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Parceiro iFood recebendo pedido.

Assine a newsletter e receba em seu e-mail novos conteúdos que vão ajudar a melhorar o desempenho do seu negócio!

POSTS RELACIONADOS

12/04/2024

Melhoria Contínua no Atendimento do iFood: conheça o Botão de Ajuda

12/04/2024

Aprenda a técnica food porn para caprichar nas fotos de comida

11/04/2024

Feedback do cliente: saiba como tirar proveito